COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

Seguro de Vida tem carência?

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

O seguro de vida, mesmo fazendo parte de uma das mais importantes modalidades de seguro do país, é um produto que desperta muitas dúvidas nos consumidores. Uma das principais dúvidas é sobre a carência do seguro de vida. 

Que tal descobrir essa e muitas outras informações sobre o seguro de vida?

Cotação online de Seguro de Vida

A carência do Seguro de Vida

Para colocar fim à dúvida principal sobre carência do seguro de vida, vamos, logo de início, responder à grande questão: o seguro de vida não costuma ter carência para alguns tipos de morte, principalmente para casos de morte por acidente!  

Porém, é essencial que, ao contratar o seguro de vida, você leia atentamente as condições. Lá estará descrita detalhadamente qual é a carência do seguro de vida que você vai contratar. Alguns seguros podem apresentar carência de 30, 90 ou 180 dias para alguns casos. Mas tudo isso poderá ser verificado antes da contratação. 

Mas o que é a carência?

Mas vamos entender melhor o que é essa famosa carência, uma das grandes dúvidas detectadas nas pesquisas realizadas sobre seguro de vida?

A carência é um prazo previamente definido. Ele determina que o segurado e os demais beneficiários do seguro não tenham direito ao pagamento da indenização caso o sinistro ocorra dentro desse prazo estabelecido em contrato. Isso ocorre mesmo quando o segurado paga o prêmio no dia certo, não atrasando as parcelas.

Mas algumas seguradoras, mesmo não sendo uma prática proibida por lei, não costumam incluir cláusulas de carência nos contratos de seguro de vida. Isso ocorre desde que os segurados preencham a declaração pessoal de saúde (DPS).

A DPS nada mais é do que um questionário que traz perguntas sobre o estado de saúde do segurado, além de informações sobre os seus hábitos de vida. É, em resumo, um documento eficiente para a seguradora conhecer melhor o segurado.

Mas, apesar das seguradoras não incluírem a cláusula da carência, tenha sempre atenção quanto a uma exceção: quando há hipótese de suicídio.

A própria lei estabelece que todo segurado não terá direito à indenização em caso de suicídio, dentro do prazo de dois anos contados a partir da contratação do seguro (prazo da carência).

O que é o Seguro de Vida?

Para entender melhor as características do produto, entre elas a carência do seguro de vida, é válido conhecer mais detalhes sobre ele.

Um seguro de vida tem como principal função levar mais qualidade de vida para o segurado e também para os seus beneficiários. Principalmente quando o segurado é o provedor da família e, por alguma eventualidade, ele venha a faltar.

Em situações assim, o seguro de vida traz ainda mais conforto ao futuro financeiro daqueles que o segurado quer manter em segurança. Assim, ele pode garantir que seus filhos, cônjuge ou demais familiares que vivam sob a sua dependência financeira, não fiquem completamente desamparados caso ele sofra algum sinistro.

Em contrapartida, há também vantagens oferecidas pelo seguro de vida para o próprio segurado ainda em vida. Entre elas estão, por exemplo, indenização em caso de internação, auxílio para tratamento de doenças etc.

Mas todas essas vantagens só vão existir em virtude do tipo de cobertura contratada pelo segurado.

Quem pode contratar um Seguro de Vida? É caro?

Em geral qualquer pessoa pode contratar um seguro de vida. Porém, algumas seguradoras tenham algumas restrições para um público específico: aquele formado por quem tem 60 anos completos ou mais.

A lógica para a postura adotada pelas seguradoras, levando-se em conta a idade do segurado e o valor que ele paga pelo seguro, está apoiada em uma questão. A apólice de seguro tem como meta proteger o segurado de um evento inesperado, ou seja, que dificilmente ocorrerá.

O que pode ser considerado inesperado? Certamente quando uma pessoa jovem se torna incapaz para o trabalho ou então perde a vida.

Portanto, é possível constatar que o valor do prêmio que é pago para a seguradora varia muito conforme a idade do segurado. Isso porque o risco assumido por ela também acompanha essa mesma lógica (da idade).

Beneficiários

O segurado tem a liberdade de nomear como beneficiário quem ele quiser: filhos, cônjuge, irmãos, amigos e até mesmo uma pessoa que não seja do seu convívio.

Mas quando o segurado não menciona no contrato quem são os beneficiários, segue-se a ordem hereditária que está prevista no Código Civil Brasileiro.

Desta forma, o cônjuge recebe metade do benefício e os filhos a outra metade. Quando não há filhos, outros parentes são beneficiados, sendo que os mais próximos excluem os mais distantes.

Por que contar com um Seguro de Vida?

Agora que você já conheceu a carência do seguro de vida e outros detalhes sobre o produto, pode ver um pouco mais sobre as suas vantagens

Contar com um seguro de vida significa, principalmente, contribuir para garantir o padrão de vida do beneficiário caso ocorra um evento trágico com o provedor no futuro.

Essa tranquilidade, diga-se de passagem, já é sentida pelo segurado desde o momento em que contrata o seguro de vida.

Outra característica apresentada pelo seguro de vida e que é considerada uma vantagem: é um produto que não entra em inventário. Desta forma, os beneficiários recebem o valor com rapidez, sem burocracia e custo.

Mas há muitas outras vantagens oferecidas por um seguro de vida. Há apólices, inclusive, que têm como foco a segurança para a velhice e não apenas para uso após o falecimento do segurado.

O que vale é buscar mais informações sobre o que o mercado oferece para saber identificar as necessidades que cada apólice pode atender. É possível sim contratar mais de uma e contar com ainda mais tranquilidade hoje e no futuro.

 

 

 Última atualização em 02/04/2020