COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

É uma boa comprar carro em época de pandemia?

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

O mercado de veículos é um dos segmentos mais afetados pelo necessário isolamento causado pela pandemia de coronavírus. As concessionárias e revendas multimarcas de usados já voltaram a funcionar em algumas cidades, porém o movimento está muito abaixo do normal. Em maio de 2020, as vendas de automóveis e comerciais leves caíram assustadores 75% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Com carros sobrando nas lojas, será que é uma boa comprar carro na pandemia?

Cotação online de Seguro Auto

Vantagens de comprar carro na pandemia

Descontos generosos

Quase todas as concessionárias estão trabalhando com grandes descontos em carros zero quilômetro. Até modelos com grande procura e que dificilmente têm desconto, como o Chevrolet Onix e o Toyota Corolla, podem ser encontrados com preços abaixo da tabela. Modelos com menor procura têm abatimento ainda maior. A Fiat, por exemplo, está vendendo o veterano Grand Siena com uma redução de R$ 9.500 no preço.

Condições especiais

Além disso, para o cliente comprar carro na pandemia, a maior parte das montadoras está oferecendo condições especiais de financiamento, com vencimento da primeira parcela apenas em 2021. Muitas concessionárias vão além e oferecem revisões grátis, bônus na avaliação do carro usado, taxas de juros reduzidas nos financiamentos e acessórios grátis.

Usados em liquidação

No setor de usados, a situação é igual. Com estoques abarrotados, os lojistas estão jogando o preço para baixo para conseguirem sobreviver. Além disso, o mercado de locação de veículos está parado, o que obriga as locadoras a liquidarem sua frota para gerar receita e manter o negócio. Assim, os descontos são generosos e acabam influenciando todo o segmento. Por isso, pode sim ser um bom momento para comprar carro na pandemia se a sua opção for um usado.

Pesquise bastante e barganhe

Como dito acima, os estoques estão cheios e as revendas e autorizadas precisam de capital para manter a operação em funcionamento. Com tanta oferta, os compradores têm à disposição os mais diferentes preços e modelos. A dica é pesquisar bastante e não ter vergonha de barganhar. As chances de comprar carro na pandemia com um belo desconto e fazer um excelente negócio são enormes.

Dá para comprar carro na pandemia sem sair de casa

Mesmo com as lojas e concessionárias restringindo o número de clientes, não convém quebrar o isolamento para comprar carro na pandemia. Por isso, o modo de vender mudou. Se as negociações por meio de aplicativos e sites de compra e venda já estavam em franco crescimento antes da pandemia, agora dominam  por completo o mercado de veículos.

Consultores de vendas e clientes trocam mensagens e fotos, adiantam valores e todos os trâmites necessários. Em muitos casos, o vendedor leva o carro de interesse até a casa do cliente para mostrá-lo e aproveita para avaliar e fazer uma oferta pelo modelo da troca. Se o negócio se concretizar, a entrega do novo veículo também é feita em domicílio.

Boas oportunidades com vendedores particulares

Com a crise econômica e as incertezas geradas pela pandemia de coronavírus, muitas pessoas estão se desfazendo de seus carros. Seja para se livrarem de um financiamento, pela falta de uso ou para se capitalizar. Desta maneira, nos sites de compra e venda de veículos, diariamente surgem ótimas ofertas de vendedores particulares, algumas tentadoras.

Para aumentar a liquidez e as chances de vender rápido, muitos vendedores anunciam o carro com preços bem abaixo da tabela. Entretanto, é preciso ter todo o valor à vista, pois na maioria das vezes trocas não são aceitas. Além disso, em caso de financiamento, a negociação deve ser feita diretamente no seu banco. Como muitos proprietários estão com pressa para vender, isto pode acabar prejudicando a aquisição.

Atenção antes de fechar negócio

Adquirir um veículo de um vendedor particular, contudo, exige atenção e um pouco de experiência. Como as empresas que realizam vistorias cautelares estão fechadas, as chances de comprar um veículo que tenha sofrido colisão ou passado por leilão aumentam bastante. Dê preferência a carros de único dono, ainda na garantia e com revisões na concessionária ou histórico de manutenção detalhado.

E como fica a documentação ao comprar carro na pandemia?

Com os Detrans e órgãos de trânsito fechados, como é possível regularizar a documentação do veículo recém adquirido? No caso do Detran de São Paulo, cerca de 60 serviços são oferecidos online através do seu site, inclusive o primeiro registro de carros novos e a transferência de propriedade de veículos usados. Além disso, os cartórios já estão em funcionamento. Como o emplacamento de modelos zero quilômetro não está sendo realizado, está permitido trafegar sem placas durante a pandemia.

Como fica o mercado depois da pandemia?

Mesmo após o fim da pandemia, o mercado de veículos vai demorar um pouco para reagir. Até que a atividade econômica se recupere por completo, o consumidor vai ficar receoso de assumir uma grande dívida ou investir uma boa quantidade de dinheiro à vista para trocar de carro. As relações de trabalho também vão mudar. Muitas empresas vão adotar o home office definitivamente e, assim, muitas famílias não vão precisar de mais de um carro.

No entanto, a tendência é que o setor se recupere após algum tempo. Pesquisa feita pelo Instituto Ipsos na China no fim de fevereiro, no auge da epidemia de coronavírus por lá, revelou números interessantes. 66% dos entrevistados têm a intenção de utilizar um carro particular ao invés do transporte coletivo quando tudo voltar ao normal. 72% pretendem comprar um carro em breve e, destes, 77% farão a aquisição por medo de se contaminar novamente ao dividirem espaços com outras pessoas.

+ Comprar usado ou novo durante a pandemia?

Última atualização em 15/06/2020