Como funciona a Correia do Alternador?

Imagem ilustrativa de desenho de mecânico para texto sobre correia do alternador

Como funciona a Correia do Alternador?

16/05/2019

Praticamente todos os componentes do automóvel são essenciais para o bom funcionamento do veículo, certo? Mas neste texto vamos falar para você sobre uma parte essencial de um automóvel mas que também é uma conhecida causa de problemas: a correia do alternador.

Você já ouviu falar ou sabe como ela funciona?

O alternador

O alternador é muito importante para o carro. É ele que gera energia elétrica para carregar a bateria do veículo.

Ele faz isso usando o princípio da indução eletromagnética. Esse princípio diz que, quando ocorre variação de um campo magnético, é gerada uma diferença de potencial elétrico (volts).

O alternador possui bobinas que geram campo magnético. Quando o alternador é girado por uma força, ocorrem variações no campo magnético em seu interior.

Como resultado, é produzida uma corrente elétrica, que vai carregar a bateria do automóvel. Quem faz o alternador girar é a própria rotação do eixo do motor.

Assim, na verdade, o que o alternador faz é transformar parte da energia mecânica do motor do carro em energia elétrica.

Para isso, porém, é preciso que a energia mecânica do motor seja transmitida ao alternador, para fazê-lo girar.

E quem faz esse serviço é a correia do alternador.

A correia do alternador

As correias constituem um método de transmissão de movimento muito usado em engenharia mecânica.

Em geral, elas se conectam a polias e engrenagens de eixos girantes. Algumas correias são lisas, outras possuem dentes.

Um automóvel possui várias correias diferentes, como a correia dentada e a correia do alternador.

A correia do alternador é a responsável por transmitir parte da energia do giro do eixo do motor para o alternador.

Normalmente feita de borracha, a correia é uma peça simples. Porém, ela é importantíssima, uma vez que possibilita que o alternador carregue a bateria.

Quando a correia do alternador arrebenta, o carregamento da bateria é interrompido. Como resultado, o automóvel deixa de funcionar após algum tempo.

Outras possíveis funções da correia do alternador

Em alguns modelos mais novos, a correia do alternador também transmite força para o compressor do ar condicionado, ou para a bomba de direção hidráulica.

Essas correias de alternador que desempenham várias funções são conhecidas como correias Poly V.

Uma vantagem de usar essa configuração está na economia de espaço. Isso porque apenas uma correia aciona o alternador, o ar-condicionado e a bomba da direção hidráulica.

Outra vantagem é que, como a correia Poly V é mais larga, ela é mais resistente.

Cuidados com a correia do alternador

Uma vez que é feita de borracha, a correia do alternador tende a se desgastar e a ressecar ao longo do tempo.

Quando isso ocorre, ela começa a perder eficiência na transmissão de energia do eixo do motor para o alternador. Se a correia não for trocada, ela poderá arrebentar ou se soltar.

Por isso, é fundamental fazer a manutenção preventiva periódica e trocar a correia do alternador dentro do intervalo de tempo recomendado pelo fabricante do veículo.

Em geral, recomenda-se a troca da correia do alternador a cada 20 mil quilômetros rodados.

E não adianta comprar uma porção de correias de alternador para manter um estoque. Como elas são de borracha, vão ressecando com o tempo, até ficarem inutilizáveis.

Assim, o ideal é comprar apenas quando precisar trocar mesmo.

E não se esqueça de fazer um seguro auto para ficar livre de preocupações!

 

Última atualização em 16/05/2019