Como utilizar delivery em tempos de pandemia

cuidados com delivery

Como utilizar delivery em tempos de pandemia

06/04/2020

A pandemia do novo coronavírus que assola o mundo desde o início de 2020 tem alterado – e muito – a vida em sociedade. O isolamento social imposto nas cidades afetadas pelo surto da doença obrigou muita gente a se adaptar rapidamente às mudanças. Como uma das consequências, vemos hoje um aumento significativo no uso dos serviços de entrega de alimentos e de produtos. Mas você conhece os cuidados com delivery que deve ter?

Queremos ressaltar aqui a importância de tomar cuidados com delivery nesses tempos de pandemia. Pensando nisso, destacamos algumas dicas essenciais sobre como pedir e receber os alimentos ou produtos enquanto houver o surto de coronavírus.

Isolamento 

Em meados de março de 2020, praticamente todos os estados brasileiros iniciaram medidas de isolamento social, necessárias para conter o espalhamento do novo coronavírus. A doença teve início na China ainda em janeiro deste ano e, em pouco tempo, se alastrou por diversos países, incluindo o Brasil.

Pela rapidez com que o vírus se espalhou muita gente foi pega desprevenida. Além disso, essa modalidade do vírus é totalmente nova. Ainda não há estudos que compreendem a fundo como a doença se comporta. Neste cenário, temos que conferir e testar as ações positivas realizadas em outros locais do mundo onde o contágio diminuiu com o tempo. 

A alternativa do delivery

O isolamento social é uma das medidas mais eficazes para realizar o que muitos especialistas têm chamado de “achatar a curva” do espalhamento do vírus. 

Por ser transmitido entre seres humanos por gotículas de saliva e mucosa, o simples ato de conversar próximo a outras pessoas é uma das causas de contágio. Além disso, uma das poucas informações que temos sobre este coronavírus é que ele pode demorar mais de 10 dias para se manifestar no corpo do hospedeiro. Então, mesmo pessoas que se consideram saudáveis podem carregar o vírus e transmitir para outros próximos a ela sem perceber. 

Por esses motivos que atividades simples do dia-a-dia ficaram restritas e até proibidas em muitos municípios. 

Em outro aspecto, temos a vantagem de possuir hoje tecnologias capazes de suprir parte das necessidades de locomoção. Como é o caso dos aplicativos de delivery. É possível comprar produtos essenciais para nossa sobrevivência sem sairmos da comodidade do lar. Apesar de minimizar as interações sociais, usar o serviço de delivery por si só não é suficiente contra o coronavírus. Veja alguns cuidados com delivery.

Cuidados com delivery

Alguns estudos científicos preliminares apontam que o novo coronavírus pode permanecer horas e até mesmo dias sobre as superfícies. É o caso do papelão, onde o vírus pode permanecer por 24 horas. Em superfícies de plástico ou de aço inoxidável o coronavírus pode ficar por até três dias. E esses são exemplos de materiais que compõem a maioria das embalagens de serviços de delivery. Então, como posso me proteger?

Sabemos que a higienização é um fator de extrema importância contra o novo vírus. Muito é falado sobre lavar as mãos com água e sabão ou mesmo sobre fazer a higienização com o álcool em gel (70%). Essas ações são comprovadamente eficazes para matar o coronavírus. Dessa forma, se essas ações funcionam em nossa pele, o mesmo pode se concluir sobre as superfícies das embalagens.

Higienize ou descarte as embalagens

A higienização das embalagens em tempos de pandemia é crucial. Ela evita que o ambiente de casa seja contaminado com o vírus que pode vir de fora. Assim, sempre que for buscar sua encomenda, evite trazer a potencial superfície contaminada para dentro do seu lar. 

Sempre que possível descarte o excesso de embalagens antes de entrar em casa. Caixas extras, sacolas ou mesmo embrulhos externos podem ser jogados no lixo. Muitas vezes essas superfícies não chegam nem a encostar na encomenda. 

Coloque as embalagens em superfície neutra

Outra dica é mover o lixo para próximo da porta de entrada, caso você possua uma área externa onde possa fazer o procedimento antes de voltar para dentro. 

Se não for este o caso e você tem que entrar em casa com todas as embalagens, procure uma superfície neutra para colocá-las. Evite deixar no sofá da sala, sobre a mesa de jantar e outros locais onde você e sua família passam a maior parte do tempo. 

Ao encontrar a superfície neutra, faça o descarte da embalagem ou higienize todo o seu entorno. Se for um pacote bem vedado, por exemplo, jogue debaixo de água corrente com sabão e esfregue bem. No caso de embrulhos de papel que podem estragar ao molhar, utilize um pano ou papel absorvente embebido em álcool em gel. Dê preferência sempre para o álcool 70%, que é o ideal para liquidar o vírus.

Não toque os olhos, boca e nariz ao manusear as embalagens

Uma dica final ao manusear as superfícies. Evite tocar os olhos, boca e nariz depois de pegar nas embalagens. Muitas vezes no ápice da fome sentimos o impulso de simplesmente abrir a embalagem e roubar um pedacinho do conteúdo interno. Ao fazer isso, porém, você pode passar o vírus da embalagem para a sua mão e em seguida para a boca. Por isso também é importante lavar as mãos logo após a higienização da embalagem.  

Evite contatos próximos com o entregador

Com o avançado crescimento do serviço de delivery, torna-se central a figura do entregador nesses tempos. Esses profissionais hoje são os que mais interagem com as pessoas que estão em casa. Por isso é preciso realizar algumas ações para proteger a eles do contágio enquanto estão realizando seu trabalho e também a nós mesmos.

Quem mora em condomínio ou prédio, por exemplo, pode pedir para que as encomendas sejam deixadas na portaria a fim de evitar o contato com pessoas. Se não for possível, mantenha o distanciamento de um metro é imprescindível durante a interação. Nunca sabemos quem está e quem não está com o coronavírus a menos que a pessoa apresente os sintomas.

Caso você esteja próximo ao entregador e sentir a vontade de espirrar ou tossir, lembre-se sempre de virar a cabeça para o lado e cobrir a boca com a parte interna do cotovelo. Dessa forma, você ajuda a minimizar a forma de contágio.

Opte por pagar online

Mais uma vez a tecnologia é aliada ao combate da doença. Muitos dos aplicativos de entrega atualmente estão recebendo pagamentos diretamente na ferramenta, sem a necessidade de manusear dinheiro ou cartões. Novamente, se isso não for possível, higienize sempre as mãos antes de pegar no dinheiro. Para os cartões, dê preferência por pagamentos por aproximação, sem a necessidade de digitar a senha na maquininha.

Na hora da entrega, verifique também se o profissional está seguindo algumas dessas ações de higienização. Quando possível, leve consigo um pouco de álcool em gel e ajude-o, pois com o uso diário alguns profissionais podem ficar sem a proteção necessária.

Ter alguns cuidados com delivery vão ajudar na proteção contra o vírus. Não é preciso parar de comprar online ou por telefone. Basta se precaver.

+ Como organizar a casa no tempo livre

 

Última atualização em 06/04/2020