Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Do Spotify para a Bidu: cultura de engenharia

Cultura de engenharia do Spotify aplicada na Bidu Corretora

Do Spotify para a Bidu: cultura de engenharia

08/07/2015

Lançado em 2006, e no ar desde 2014 no Brasil, o Spotify se tornou uma das maiores empresas da internet, inovando na forma de disponibilizar música para seus usuários.

Mas não é só em música que a empresa inova. Há um tempo foi lançado um vídeo onde é mostrada a cultura de engenharia do Spotify, que é focada no dinamismo e horizontalidade das equipes. Você pode conferir mais assistindo o vídeo abaixo (legendas em português).

Spotify Engineering Culture – part 1 from Spotify Training & Development on Vimeo.

A Bidu Corretora está sempre de olho nas novidades, e já vem implementando diversas mudanças em sua cultura organizacional. E quem melhor para falar sobre mudanças do que nossa equipe de tecnologia?

Renato Menegasso é gerente de tecnologia e, com experiência na área, afirma que o melhor caminho para uma empresa funcionar é com a adoção de uma cultura dinâmica, onde os gestores não ficam presos em delegar projetos para serem finalizados, mas sim em passar problemas para que a equipe resolva da melhor maneira – deixando que as ideias fluam livremente.

Para que isso funcione, deve haver uma equipe em que se tenha confiança e que os integrantes saibam trabalhar sozinhos, com auto organização. Para isso, Renato informa que a equipe de tecnologia da Bidu foi escolhida de acordo com a auto gerência e disponibilidade para trabalhar de forma analítica, criativa e desafiadora, além de utilizar de sistemas que permitam interações dinâmicas e colaborativas, como o GitHub. (Já viu o GitHub da Bidu Corretora? Acesse!)

E o desafio não é pouco não!

Diariamente são realizadas mudanças e melhorias em diversas funcionalidades no site da bidu.com.br. Mas os desenvolvedores Fernando Favini, Lucas de Almeida e Vinicius Tadeu concordam em uma coisa maior: a evolução da Bidu na forma como essas atividades são exercidas e – melhor – em como isso ajuda no crescimento da empresa como um todo.

Uma das melhorias, segundo Tadeu, é no planejamento da área, que está mais dinâmico e intuitivo. As pequenas reuniões realizadas com equipes menores faz com que o trabalho flua com mais naturalidade e rapidez, sem tornar todo o processo cansativo e longo demais, ganhando mais tempo e motivação.

Aliás, motivação é um ponto fundamental para a boa evolução da empresa. Segundo Lucas, “se você está envolvido em um projeto só, você fica totalmente focado (…) Eu acho que isso vai ajudar os projetos a serem melhores e mais bem feitos”.

Cultura da Inovação

O planejamento implantado na Bidu possibilita não só a melhoria técnica, tanto para os usuários do site e do simulador de seguro auto, como também para nossos colaboradores e na melhora da motivação. As possibilidades de evolução pessoal e contribuição livre em projetos faz parte da nossa rotina!

Além dos pequenos lançamentos de funcionalidades que são realizadas em curto espaço de tempo, a Bidu disponibiliza um dia por mês para sugestões de melhorias e soluções, como se fosse um grande seminário universitário, onde várias cabeças pensam de formas diferentes para chegar em soluções.

O HackDay (como é chamado esse dia específico) serve para que as pessoas possam dar sugestões de melhorias que não fazem parte das tarefas do dia a dia, mas que irão gerar alguma melhoria dentro da programação de trabalho, em alguma funcionalidade ou tornar a execução de certas tarefas algo mais simples.

Equipe de Tecnologia da Bidu Corretora

Essas melhorias podem não ser visíveis para quem utiliza nosso site, por exemplo. Mas a produção das equipes consegue atingir níveis maiores, ao ponto de oferecer novidades em prazos mais curtos, com uma funcionalidade muito maior. Favini indica, por exemplo, que “na hora que alguém for ver o site, vai falar ‘ah, não mudou nada’. Mas pra gente mudou de tal forma que aceleramos a nossa produção no futuro.”

E complementa que “a ideia (do HackDay) é você ver um problema e tentar resolver, seja um problema que nos afete, seja um problema que afete as vendas ou se ele afeta qualquer outra coisa que você quer melhorar.”

Como dito no vídeo acima, cada área da empresa deve trabalhar de forma autônoma e integrada ao mesmo tempo, como uma banda de jazz. E a Bidu Corretora está caminhando para entrar no hall das Big Bands!