COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

Coronavírus: como desinfetar a casa?

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

Em tempos de pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19), você tem certeza de que o seu lar está seguro? Como é possível desinfetar a casa e se proteger do risco de contaminação? 

“Ficar em casa” é a recomendação das autoridades mundiais em saúde para conter a disseminação da doença. Mas, como é possível garantir que a limpeza do ambiente será efetiva contra o vírus? 

 Vamos entender agora quanto tempo o vírus sobrevive nas superfícies e conhecer os produtos mais indicados para a desinfecção de ambientes domésticos. 

Cotação online de Seguro Residencial

Como desinfetar a casa corretamente contra o coronavírus?

A pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) instituiu a necessidade da adoção do isolamento social como forma de combate à propagação da doença. 

Ficar em casa foi a solução para muita gente em todo mundo. E, neste momento, é importante conhecer algumas medidas para desinfetar a casa corretamente. 

Mas, se você está cumprindo à risca a recomendação de permanecer em quarentena, por quê deve se preocupar em manter a casa devidamente desinfetada? 

A resposta é simples: é preciso estar atento aos protocolos de limpeza e desinfecção, pois, em algum momento, será necessário receber de fora mantimentos, medicamentos e outros itens importantes. 

Além disso, até quem dá aquela saída rápida para levar o cachorro para passear está correndo o risco de levar o vírus para casa. 

+ Trabalhando em casa? Entenda como ser mais produtivo no home office.

Mas antes de sabermos como limpar cada ambiente da casa, vamos saber mais sobre o comportamento do novo coronavírus. 

Quanto tempo o novo coronavírus sobrevive em superfícies?

Recentemente, um estudo publicado na revista científica “New England Journal of Medicine” atestou que vírus da COVID-19 pode ter uma sobrevida de até três dias em alguns tipos de superfícies. Ou seja, na linguagem científica, o vírus se mantém “viável” durante todo esse tempo, inclusive em partículas suspensas no ar. 

Veja as conclusões do estudo sobre a viabilidade do coronavírus em:

  • Aço inoxidável: 72 horas;
  • Plástico: 72 horas;
  • Papelão: 24 horas;
  • Cobre: 4 horas;
  • Poeira: de 40 minutos a 3h. 

Neste estudo não foi testada a sobrevida, ou viabilidade do coronavírus em tecidos. Entretanto, trabalhos científicos anteriores que observaram outros tipos de patógenos, constataram que a sobrevida de alguns vírus pode chegar a 96 horas em panos. 

O coronavírus sobrevive em altas e baixas temperaturas? 

Cientistas do mundo todo ainda estão estudando informações específicas sobre a COVID-19. Entretanto, estudos anteriores feitos com diferentes tipos de coronavírus observaram que alguns têm menos resistência a temperatura mais alta como 30°C ou 40°C.

Em contrapartida, se sabe também que, de modo geral, os vírus têm capacidade para se manterem vivos mesmo quando congelados a uma temperatura média de -20°C.

Como posso desinfetar a casa para prevenção do coronavírus?

Como vimos acima, mesmo em isolamento social, uma pessoa corre o risco de ser infectada se fizer contato direto com uma superfície contaminada. 

Além disso, mesmo estando assintomática (sem apresentar sintomas), uma pessoa contaminada pode espalhar o vírus no ambientes por meio de pequenas gotículas liberadas pelo nariz e pela boca ao tossir ou espirrar. O que pode colocar em risco outros moradores da casa. 

Mas, existem alguns protocolos de desinfecção caseiros que são eficazes no combate do novo coronavírus, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Vamos saber quais são:

Água sanitária e sabão: eficazes contra a COVID 19

Para desinfetar a casa não é apenas o tão procurado álcool 70% que é eficiente contra novo coronavírus. Para a desinfecção de ambientes e lavagem de tecidos, produtos como detergentes, amaciantes, sabão em pó ou similares podem e devem ser utilizados. Esses agentes são eficazes pois “quebram” a camada proteica que cobre o vírus. A aǵua sanitária também garante a desinfecção. 

Mas, atenção ao desperdício! Virologistas afirmam que não é preciso usar uma grande quantidade de produto para eliminar o risco de contaminação.

Para não errar na dose, a orientação é para que sejam observadas recomendações regulares do fabricante contidas no rótulo de cada produto. Aplique nas superfícies somente a quantidade necessária. 

Como desinfetar o coronavírus nas roupas? 

Especialistas orientam que as roupas que foram usadas fora de casa devem ser lavadas a parte. Para potencializar o poder de desinfecção, basta deixar as peças de molho na água quente e em uma quantidade adequada de sabão, conforme orientações regulares do fabricante. 

E se não for possível lavá-las imediatamente, não se deve misturar essas peças com as roupas que estão sendo usadas em casa. A melhor alternativa e acomodá-las em um saco plástico até o dia da lavagem.

COVID-19: como desinfetar as máscaras?

Seguindo as novas orientações do Ministério da Saúde, os brasileiros que precisaram sair do isolamento por qualquer motivo, devem usar máscaras em ambientes de circulação pública. E quem não tem acesso aos produtos descartáveis, deve usar como alternativa as feitas de pano. 

Mas, para garantir a eficiência na proteção contra o novo coronavírus, as máscaras devem usadas por até duas horas. Depois desse período, devem ser separadas e lavadas. 

O processo de desinfecção é simples: basta deixar de molho em um recipiente com um litro de água e 1 colher de sopa de água sanitária. Em seguida, deve-se lavar com água e sabão. 

Desinfetando a casa toda!

Saiu de casa? Ao voltar evite tocar em qualquer superfície antes de lavar bem as mãos. 

E para reduzir o risco de contaminação pela COVID-19, limpe sua casa de acordo com essas recomendações:

  • Não circule dentro de casa com os sapatos usados em áreas públicas. Reserve um espaço ao lado da porta de entrada para eles. Assim que possível, limpe-os com panos umedecidos com álcool; 
  • Também não se esqueça de limpar as patas do seu pet assim que voltar do passeio. Use álcool em gel ou sabão e água; 
  • Não se esqueça de higienizar também artigos como bolsas, mochilas e demais acessórios usados na rua; 
  • Superfícies laváveis: como pisos, paredes, azulejos, vidros, entre outros, podem ser desinfetados em uma solução de 200ml de água sanitária em 5 litros de água. Se for possível e caso a superfície permita, também pode ser usado algum tipo de detergente ou sabão; 
  • Umedeça um pano em solução com água e água sanitária para limpar maçanetas, corrimões, interruptores, teclados de computadores, controles remoto, telefones, chaves, óculos entre outros itens. O álcool em gel ou álcool líquido também podem ser usados;
  • Frutas, verduras e legumes: também devem ser deixados de molho em solução de água e água sanitária. A proporção é de 1 litro de água para 1 colher de sopa de água sanitária; 
  • O mesmo cuidado vale para itens como caixas de leite, enlatados, potes, garrafas e demais embalagens trazidas do mercado. Basta usar uma bucha e um pouco de detergente. Depois é só enxaguar, secar e guardar;
  • Atenção ao uso das luvas usadas nas atividades domésticas de limpeza. Elas também devem ser lavadas e secadas com água e sabão antes de serem reutilizadas. O mesmo vale para panos e esponjas.
  • E por último: mantenha a casa arejada para favorecer a circulação do ar. 

E se alguém da casa estiver infectado com o novo coronavírus?

Neste caso, o protocolo é que essa pessoa permaneça isolada em um cômodo. Para reduzir o risco de contaminação, é recomendável que ela mesma limpe o local diariamente.

Se possível, a pessoa infectada também deve utilizar um banheiro exclusivo. Mas se não der, especialistas orientam que o local deve ser limpo após cada uso. 

Os itens usados na limpeza como luvas, panos e esponjas devem ser separados dos demais. Depois do uso, eles devem ser desinfetados. 

Utensílios como pratos, copos e talheres também devem ser de uso exclusivo. Assim como toalhas de banho, rosto e lençóis. A lavagem dessas peças devem ser feitas separadamente. O mesmo vale para as roupas de uso pessoal.

Caso não seja possível a lavagem imediata, os itens devem ser armazenados em sacos plástico até a lavagem. E como última dica: nunca se deve chacoalhar os tecidos.

+ Saiba como proteger os idosos contra o coronavírus;

+ Leia também: os planos de saúde em tempos de pandemia pela COVID-19

+ Como desinfetar o carro

+ Veja outros cuidados com a casa na quarentena

Última atualização em 09/04/2020