Como desinfetar carro corretamente

imagem de carro para texto sobre como desinfetar carro

Como desinfetar carro corretamente

15/04/2020

Nunca foi tão importante cuidar da higienização interna do seu veículo e aprender a desinfetar carro como agora, em plena pandemia do coronavírus SARS-CoV2. Um estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos aponta que o novo coronavírus pode permanecer ativo por até 72 horas em superfícies plásticas e metálicas, justamente os materiais mais encontrados na cabine dos automóveis.

Mãos contaminadas, carro contaminado

Por mais que as pessoas estejam em isolamento e evitando ao máximo sair de casa, uma hora ou outra será necessário ir a um supermercado, banco ou farmácia. Mesmo com cuidados redobrados com a lavagem das mãos e uso de álcool-gel, as chances de contágio ainda existem. Principalmente através do manuseio de objetos contaminados como notas, moedas, cartões, máquinas de cartão, entre outros, são grandes.

Então, muitas vezes sem perceber, você entra no seu carro e encosta a mão em diversas partes do interior: 

  • Chave;
  • Maçanetas externa e interna;
  • Puxador da porta;
  • Cinto de segurança;
  • Volante;
  • Alavanca de câmbio e do freio de estacionamento;
  • Comandos de seta;
  • Faróis e limpadores de para-brisa;
  • Botões do ar-condicionado, dos vidros, sistema de áudio e central multimídia;
  • Bancos;
  • Carpetes;
  • Painel;
  • Porta-malas.

Higienizadores automotivos para desinfetar carro

Se você for motorista de aplicativos de transporte ou taxista, multiplique as chances de contaminação pelo número de passageiros que leva diariamente. O resultado é assustador! A boa notícia é que existem diversos produtos higienizadores bactericidas e germicidas específicos para limpeza automotiva que ajudarão a desinfetar o carro.

A vantagem destes produtos em relação aos destinados ao uso doméstico é que são formulados com substâncias que não agridem os materiais encontrados dentro dos carros, como plástico, vinil, borracha, tecido e couro. Além de limparem, perfumarem e tirarem manchas, muitos deles ainda restauram o brilho e criam uma camada protetora contra raios ultravioleta.

Os higienizadores automotivos são encontrados em lojas especializadas em estética automotiva, grandes lojas de autopeças, supermercados e em sites e aplicativos de comércio eletrônico. O mais comum são os frascos de 500 mililitros, porém também podem ser encontrados em galões de cinco litros.

Esfregou, está novo

Desinfetar carro não tem muito segredo. Você vai precisar do produto e de uma ou mais toalhas limpas de microfibra. O modo de usar é basicamente o mesmo em quase todos os produtos. Basta borrifar a peça a ser limpa, espalhar e esfregar com o pano em seguida, tirando qualquer resíduo que sobrar.

Dê maior atenção às partes mais manuseadas, como as citadas acima. O bom é que estes higienizadores podem ser usados em todos os tipos componentes do carro, inclusive nos dutos de ventilação do sistema de ar-condicionado. Apenas não são recomendados para os vidros, pois vão deixá-los manchados. Neste caso, o ideal é usar o tradicional limpa-vidros.

Desinfetar carro sempre

O hábito de desinfetar carro é importante não apenas devido ao coronavírus. Várias outras doenças podem ser desencadeadas no interior sujo de um veículo, sobretudo as respiratórias e alérgicas. O acúmulo de poeira e gordura do corpo nas superfícies plásticas e nos bancos, além dos tapetes carregados de sujeira trazida de fora são extremamente danosos para a saúde, além de causarem mau cheiro. E ainda desvalorizam o carro na hora da revenda.

Durante a pandemia de coronavírus, recomenda-se deixar o bactericida dentro do carro e limpar as partes manuseadas todas as vezes que utilizar o carro. Em outras épocas, o ideal é fazer uma boa limpeza na cabine a cada quinze dias. Se o carro tiver tapetes de carpete, lave-os umas vez por mês. Se você tiver filhos pequenos, não se esqueça de limpar frequentemente as cadeirinhas e o banco traseiro.

Atenção para o ar-condicionado

O sistema de ar-condicionado é frequentemente esquecido e talvez o maior responsável pelos problemas de saúde gerados no interior de um veículo. O ressecamento do ar e a proliferação de microrganismos como bactérias, fungos e ácaros nos filtros saturados podem causar rinite alérgica, asma, bronquite, sinusite, amigdalite e até pneumonia. A legionelose, causada quando a bactéria Legionella pneumophylase se aloja nos alvéolos pulmonares, pode até matar.

Ar puro

O filtro do ar-condicionado deve ser inspecionado em todas as trocas de óleo e substituído no máximo a cada 20.000 quilômetros. Após a troca do filtro, recomenda-se fazer a higienização com produtos específicos para a limpeza do sistema. Existe o do tipo granada, que é um spray com uma trava na válvula e pode ser aplicado na garagem de casa.

Para fazer a higienização basta ligar o ar-condicionado frio na recirculação interna, na velocidade máxima. Ative o produto próximo da entrada de ar interna (normalmente sob o painel, do lado do passageiro). A trava vai permitir que o gás seja totalmente expelido e circule pelo sistema, limpando-o. Os higienizadores de ar-condicionado podem ser encontrados em supermercados.

As empresas especializadas em manutenção de ar-condicionado automotivo também oferecem a higienização. Desta forma, ela é feita de maneira mais completa, com limpeza de dutos e tubulações, além do evaporador, radiador e condensador. Além de ficar limpo, o sistema vai trabalhar melhor, gastando menos combustível e prolongando sua vida útil.

Ar quente ajuda a higienizar

Uma dica simples para reduzir a proliferação de fungos e bactérias é ligar o ar-quente no máximo e com o compressor desligado por cinco minutos. O calor mata os microrganismos e seca o as tubulações, diminuindo consideravelmente o mau cheiro. Além disso, você evita que o radiador e mangueiras responsáveis por levar calor à cabine apresentem defeito pela falta de uso.

Seguindo as dicas acima, o ambiente interno do seu carro ficará muito mais agradável e saudável, além de valorizado na hora da revenda. Quando não há muita sujeira acumulada, a manutenção da limpeza fica muito mais fácil, rápida e pode ser feita em qualquer lugar. A sua saúde e a de sua família agradecem!

 

Última atualização em 15/04/2020