COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

Como diminuir custos de tarifa bancária e anuidade de cartão?

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

Economizar é a palavra de ordem para milhões de brasileiros em tempos de economia em baixa. Cortar gastos é a principal missão. E hoje você poderá descobrir aqui com a gente como diminuir tarifa bancária e anuidade do cartão de crédito.

Pois é, há dicas para economizar com esses gastos, diminuindo-os ou mesmo eliminando-os de vez. Descubra aqui com a Bidu e organize-se na crise!

Solicitar Empréstimo Pessoal

 

Cartão de crédito: o que é a taxa de anuidade

Hoje em dia é raro encontrar uma pessoa que não utiliza cartão de crédito. Afinal, é um produto que facilita a vida do consumidor nas compras presenciais ou on-line, na hora de pagar, enfim.

Mas o cartão de crédito costuma ter uma taxa de anuidade que pode pesar no bolso de muitas pessoas.

Essa taxa varia muito em função do banco e tipo de cartão. Mas, em geral, pode ser negociada.

Quando se fala da taxa de anuidade de um cartão de crédito, estamos nos referindo à cobrança que a instituição financeira faz pelo serviço que ela presta ao cliente.

A taxa, que pode ser paga em parcelas mensais ou única, é, o valor cobrado pelos bancos para que o cliente use o cartão de crédito pelo período de um ano.

Como negociar a taxa de anuidade do cartão de crédito?

Antes de falarmos sobre como diminuir tarifa bancária, vamos falar sobre como negociar a taxa do cartão.

As instituições financeiras contam com várias opções de cartões de crédito à disposição dos clientes. Essa variação ocorre para que os cartões sejam direcionados aos diversos perfis de clientes. Normalmente tem como base a renda mensal de cada um deles.

Basicamente, os diferentes tipos de cartões têm benefícios e limite de gastos baseados na capacidade financeira de determinado cliente.

Vem daí a diferenciação do valor cobrado como taxa de anuidade. Trata-se de um valor que é vinculado diretamente com o número de benefícios que o cartão tem.

Um cartão de crédito que ofereça, por exemplo, a possibilidade de o cliente acumular pontos e milhas mediante os gastos feitos, geralmente tem uma taxa de anuidade maior do que a cobrada por um cartão que não tenha esse benefício.

A boa notícia é que, independentemente dessa questão, existem várias maneiras de reduzir o valor pago em taxa de anuidade – ou até mesmo ficar isento deste pagamento!

Uma curiosidade: as taxas de anuidade dos cartões de crédito são regulamentadas pelo Banco Central. É possível conhecê-las de diversas formas: no site das instituições financeiras, conferindo a fatura do cartão, entrando em contato com a central de atendimento do cartão ou pelos próprios aplicativos do banco.

Mas para não pagar a taxa de anuidade do cartão de crédito é preciso estar atento às seguintes questões.

Uso limitado de benefícios e programas de fidelidade

Quando o cliente não usa a maior parte dos serviços oferecidos pelo cartão, pode escolher um cartão com menos benefícios para baixar o valor da taxa de anuidade.

Uso do próprio cartão

Muitos clientes conseguem reduzir ou mesmo obter a isenção da anuidade quando negociam diretamente com o banco.

Relacionamento com o banco

Quando se tem aplicações, investimentos, entre outros produtos no banco, é mais fácil negociar a redução ou isenção da taxa de anuidade. Há mais motivos para o gerente, por exemplo, conceder esse benefício com base no relacionamento do cliente com a instituição financeira.

Mudança de banco

Há instituições financeiras que são mais flexíveis na hora de negociar. Portanto, caso o cliente não consiga reduzir o gasto com a taxa de anuidade, tem à disposição vários outros bancos e mesmo as fintechs, que costumam dar isenção da cobrança dessa taxa.

Pesquisa de cartões

É sempre importante pesquisar os tipos e características das variadas opções de cartões de crédito disponíveis no mercado. Isso pode ser feito nos sites das instituições bancárias.

Cuidado com as falsas isenções de anuidades oferecidas por vários cartões!

Sim, muitos oferecem esse benefício que só passa a ser válido após um uso mínimo do cartão. Ou seja, é preciso gastar mensalmente um valor mínimo para estar isento da cobrança da taxa de anuidade.

Para não cair nessa, é preciso ler com atenção o contrato enviado pela empresa.

Como diminuir tarifas bancária

Geralmente, quando uma conta é aberta em um banco o cliente já fica sabendo do preço do pacote de tarifas que terá de pagar todos os meses.

Mas apesar de o procedimento ocorrer desse jeito, é possível reduzir esse gasto que muitas vezes nem compensa ser pago em virtude da utilização dos serviços que integram o pacote.

Para avaliar o cenário, e diminuir tarifa bancária, deve-se começar com duas simples ações: conferir o valor pago no extrato e conhecer o que faz parte do pacote contratado.

É possível que entre os serviços à disposição o cliente encontre a realização de saques, impressão de extratos etc. – porém em quantidades que são limitadas.

Pacote de tarifa ou tarifas avulsas?

O próximo passo para diminuir tarifa bancária é pesquisar na tabela de tarifas de serviços do banco, que deve sim apresentá-la ao público, por determinação do Banco Central, o preço dos serviços avulsos.

Faça as contas e avalie se é o caso de pagar o custo mensal estabelecido na abertura da conta ou se vale mudar de pacote ou mesmo contratar os serviços mediante o uso.

O pacote de tarifa pode ser considerado vantajoso apenas caso seja mais barato do que a soma das tarifas avulsas das movimentações bancárias realizadas pelo cliente, além do pacote essencial.

Sim, há um pacote essencial estabelecido pelo Banco Central do Brasil e que deve ser cumprido por todos os bancos.

Esse pacote deve incluir:

  • O fornecimento da primeira via de cartão com função débito, além da segunda via quando isso ocorrer por iniciativa do banco;
  • Quatro saques em guichê de caixa ou em terminais de autoatendimento;
  • Duas transferências entre contas da mesma instituição;
  • Dois extratos dos últimos 30 dias;
  • Consultas ilimitadas via Internet Banking; 
  • 10 folhas de cheques e fornecimento anual de extrato consolidado de despesas bancárias (juros, encargos, multas, taxas e tarifas sobre operações de crédito).

Para diminuir tarifa bancária de vez

Fez esse exercício de comparação entre o valor gasto mensalmente com o pacote de serviços e os preços avulsos dos serviços utilizados? Então é hora de conhecer mais algumas dicas para diminuir tarifa bancária.

  • Unifique as contas bancárias em apenas uma instituição financeira.
  • Use mais os meios alternativos de movimentação como, por exemplo, Internet Banking e caixas eletrônicos, pois em geral têm tarifas mais baixas. 
  • Faça um planejamento dos saques e transferências que serão efetuados de acordo com a franquia do pacote contratado. Assim, não será necessário realizar vários saques que serão cobrados via tarifas avulsas.
  • Use mais o cartão de débito para que não seja necessário sacar mais vezes o dinheiro.
  • Coloque as contas em débito automático para minimizar o número de saques.
  • Negocie a isenção de tarifas com o gerente, principalmente caso tenha outros produtos no banco como, por exemplo, investimentos, cartões de crédito etc.

 

Última atualização em 05/10/2020