Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Gasolina comum ou aditivada? Veja como escolher

Gasolina comum ou aditivada?
04/01/2017

Com certeza, você já parou por um momento diante da pergunta do frentista: “é comum ou aditivada?”. Seja lá qual for a sua resposta costumeira, o fator mais importante é que a gasolina seja de qualidade e com procedência comprovada. Combustível com impurezas e misturado com água ou outras substâncias pode trazer uma dor de cabeça que você nem imagina: se você quer economizar combustível, veja nossas dicas, ou se precisar de dinheiro, face um emprestimo pessoal online – mas não ponha combustível com procedência duvidosa. Gasolina ruim pode prejudicar e até inutilizar o motor do seu carro, por isso a economia de hoje pode se transformar em um gasto enorme no futuro.

Mas, vamos falar sobre as diferenças entre a gasolina comum e a aditivada. Alguns especialistas recomendam que no dia-a-dia seja utilizada a gasolina comum (desde que seja de origem confiável, como dissemos) e que utilize a aditivada apenas esporadicamente para evitar um gasto desnecessário.

Limpeza e melhorias no desempenho

A gasolina aditivada apenas difere-se da comum pela presença de uma espécie de “sabão” (que é o aditivo), capaz de limpar o motor e as vias por onde passar, já que o combustível comum acaba deixando resíduos ao longo do tempo. Estas pequenas partículas acumulam-se no interior do motos, atrapalhando o seu desempenho e diminuindo sua vida útil. Por isso a aditivada entra como uma limpeza necessária de vez em quando, não sempre.

Uma boa dica é utilizar a gasolina com aditivo em um tanque a cada quatro abastecidos com o combustível comum.

Cuidado!

Se você sempre abasteceu seu carro com gasolina comum e quer passar a abastecer com gasolina aditivada, muita calma nessa hora. Se o seu automóvel receber aditivos depois de anos sem uma limpeza, pode ser que ocorra o entupimento dos bicos injetores e dos carburadores. Seria prejuízo na certa pra você!

Agora, se seu automóvel possui motor flex, fique tranquilo. Não há restrições em relação à mistura do etanol com gasolina. Pode-se usar tanto a comum quanto a aditivada sem problemas.

E o custo benefício?

Se você mora em uma grande cidade com trânsito caótico (Rio e São Paulo são ótimos exemplos), é possível que você dirija diariamente parando e acelerando várias vezes consecutivas. Neste caso, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) recomenda o abastecimento constante com gasolina aditivada para manter o motor sadio em condições desgastantes e ter uma maior economia.

Em estradas e situações onde o trânsito é livre e a velocidade alta, permanece a indicação da gasolina comum na maioria das vezes.

Para saber qual o tipo de combustível é mais indicado para o seu carro, consulte o manual do proprietário, que informa o total aproveitamento da potência do motor. Alguns fabricantes, principalmente de veículos importados, informam o valor da octanagem, cabendo ao usuário a escolha do tipo da gasolina dentre as opções disponíveis no país.

+ Confira se o seu carro está na lista dos que mais consomem gasolina