COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

O melhor Seguro Residencial para você

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

Ter a casa protegida é sinônimo de tranquilidade. Por isso, o seguro residencial é um produto que vem conquistando consumidores. Contratando o melhor seguro residencial é possível contar com essa segurança contra diversos acontecimentos que podem resultar em perda do patrimônio.

Falar em seguro residencial é também falar de uma apólice que apresenta diversas coberturas, adaptando-se às necessidades de cada segurado.

Afinal, cada imóvel, seja casa, apartamento etc., pode estar mais ou menos propenso a determinado risco. É necessário saber identificar as coberturas mais apropriadas para cada um.

Por isso, a Bidu mostra as diferentes possibilidades para que seja possível contratar o melhor seguro residencial para cada perfil de consumidor.

Cotação online de Seguro Residencial

O melhor Seguro Residencial

Seu patrimônio merece ser protegido?

Em meio a tantos imprevistos que se tem notícia, como incêndios, alagamentos, entre outros, o seguro residencial é sempre uma modalidade imprescindível de seguro. Principalmente para quem deseja ter mais segurança por perto e também mais praticidade no dia a dia.

Caso ocorra algum fato coberto pelo seguro residencial, o consumidor só precisa entrar em contato com a seguradora para ter acesso aos procedimentos que devem ser cumpridos para receber a indenização.

Coberturas do Seguro Residencial

Ao escolher pelo melhor seguro residencial, confira as principais coberturas que podem ser contratadas.

Cobertura básica

Esta cobertura está relacionada a danos que são causados por incêndios, explosões e quedas de raios. É o mínimo que o seguro residencial cobre, pois há três opções de contratação para essa cobertura.

  • Cobertura para o prédio: cobre danos que são causados à edificação, recompondo prejuízos com a reconstrução do imóvel (até o valor que consta no contrato do seguro);
  • Conteúdo: cobre o que está dentro do imóvel (móveis, aparelhos eletrodomésticos etc.);
  • Cobertura para o prédio + conteúdo: combina as duas coberturas já mencionadas.

Coberturas complementares

São coberturas que personalizam o seguro residencial à realidade de cada um. Ter o melhor seguro residencial pode significar contratar algumas coberturas extras,

Embora as seguradoras ofereçam coberturas complementares diferentes, as mais comuns são:

  • Roubo ou furto qualificado. Cobre as perdas que são ocasionadas por roubo (quando o segurado é roubado mediante violência) ou furto qualificado (quando o bandido arromba o imóvel e entra sem ser notado ou quando não há pessoas na casa). Há exceções como, por exemplo, dinheiro em espécie e joias.
  • Danos elétricos. Cobertura caso ocorram problemas com computadores, micro-ondas, aparelhos de televisão etc. Também cobre danos que ocorrem com a instalação elétrica do imóvel.
  • Vendaval. Cobre danos causados por granizo, furacão, ciclone e tornado. Portanto, é uma cobertura indicada caso o imóvel esteja localizado em áreas com ventos fortes, casas cobertas por telhas ou que tenham equipamento de energia solar sobre elas.
  • Vidros. Proteção contra quebras de vidros de janelas, portas, espelhos e até mesmo box de banheiro.
  • Impacto de veículos e aeronaves. Cobertura caso a residência seja atingida por um veículo desgovernado e até mesmo pela queda de uma aeronave. Principalmente caso esteja localizada em avenidas de muito movimento ou perto de aeroporto.
  • Responsabilidade civil familiar. Cobertura que é usada caso alguém da família, empregado doméstico ou mesmo um animal de estimação cause algum dano a um terceiro e essa ocorrência acabe na justiça.
  • Desmoronamento. Cobre prejuízo que surge da queda inesperada e acidental de paredes, lajes ou muros.
  • Perda ou pagamento de aluguel a terceiros. Cobertura que paga aluguel temporário caso os moradores precisem sair de casa em virtude de algum problema, como os já mencionados acima. Também pode ser usada caso o segurado tenha alugado um imóvel e o inquilino saia por algum desses problemas, deixando de pagar o aluguel.
  • Escritório na casa. Cobre prejuízos causados em móveis e equipamentos usados em escritório montado na residência em virtude de incêndio, problemas elétricos, queda de raio, explosão, roubo ou furto qualificado.

A escolha das melhores coberturas para você

Agora que as principais coberturas são conhecidas, o importante é avaliar com objetividade a própria realidade e escolher as mais adequadas. Assim, você conseguirá contratar o melhor seguro residencial para você. 

Feito isso, é primordial avaliar os valores das coberturas, que, importante dizer, não são relacionados com o valor do imóvel.

A conta que se deve fazer aqui se refere ao custo de reconstrução e reposição dos itens que podem ser danificados ou roubados.

Exemplo: caso ocorra um incêndio em todo o imóvel, o valor desta cobertura deve ser suficiente para cobrir os gastos com a reconstrução do mesmo e com a compra de móveis e eletrodomésticos. O terreno permanecerá disponível e, portanto, o seu valor não deve ser considerado.

O que não é coberto pelo Seguro Residencial

O seguro residencial não cobre:

  • Os chamados riscos excluídos;
  • Prejuízos não indenizáveis;
  • Bens não compreendidos no seguro como, por exemplo, falhas no projeto de construção do imóvel, infiltração ou material de qualidade ruim usado na obra.

As seguradoras tratam essa questão (do que não é coberto pelo seguro residencial) de forma diferente. Mas, em geral, aceitam com mais facilidade riscos de imóveis de alvenaria, recusando aqueles construídos de madeira ou outros materiais de fácil combustão.

O seguro residencial também não indeniza danos que ocorrem em virtude de má-conservação do imóvel ou que aconteçam durante longo período de desocupação.

Há outras situações não cobertas pelo seguro, mas todas as exclusões devem estar destacadas no contrato. Portanto, avalie bem esse documento antes de assiná-lo.

Seguro Residencial: como funciona?

O seguro residencial funciona de jeito similar ao seguro auto, que é muito mais comercializado no Brasil.

Ao pagar determinado valor à seguradora, o contratante tem o seu patrimônio protegido contra diversos tipos de problemas.

Assim como no seguro auto, as regras do seguro, tipos de coberturas, entre outras informações, constam na apólice, que formaliza o negócio.

O preço do seguro residencial é calculado tendo como base certos fatores: 

  • O preço do metro quadrado da construção;
  • Os bens que estão dentro do imóvel;
  • O tipo (casa ou apartamento);
  • O uso ao qual o imóvel é destinado;
  • Sua localização.

Com todas essas informações, fica fácil escolher qual é o melhor seguro residencial para você. Faça uma cotação online de seguro residencial na Bidu e conheça as opções. 

 

Última atualização em 18/05/2020