Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Meu ar condicionado não está gelando! O que fazer?

imagem de um ar condicionado de um carro com a legenda: Meu ar condicionado não está gelando
14/09/2017

“Meu ar condicionado não está gelando”: esse é um filme de terror quando as temperaturas voltaram a subir e o verão promete não dar trégua.

Trânsito caótico, muitas viagens a trabalho e aquela surpresa nada agradável: por mais forte que esteja o comando, o ar condicionado do seu carro não está gelando.

Bom, para início de conversa, o ar condicionado automotivo é um sistema que exige muita atenção, assim como outros componentes elétricos e mecânicos do seu carro.

Isso porque ele também precisa de manutenção, já que, quando desregulado, pode fazer com que seu automóvel gaste mais combustível e ainda coloca em risco a saúde do motorista e passageiros.

Vamos ver abaixo algumas possibilidades que estão impedindo o bom funcionamento do ar condicionado do seu carro.

Meu ar condicionado não está gelando!

Filtro de ar velho

O filtro do ar condicionado sujo é o fator mais comum que faz com que a refrigeração fique comprometida. Se você tem um pouco de habilidade mecânica e não se importa de sujar as mãos, é possível fazer a troca em casa mesmo, comprando o filtro em lojas de autopeças especializadas.

No entanto, se preferir levar o carro para o mecânico fazer a troca, geralmente o valor fica entre R$110,00 a R$150,00.

O filtro do ar condicionado acumula impurezas e sujeiras captadas do ar externo, jogando-as diretamente para dentro. Ao respirar esta poeira, as pessoas podem ter problemas sérios respiratórios, alergias, sinusites, rinites e até pneumonia.

Em geral, troca-se o filtro do ar anualmente, mas sempre depende se o ar é utilizado de forma contínua ou moderadamente. É importante verificar o seu filtro sempre que for fazer uma revisão.

Vazamento de gás

Da mesma maneira que o ar condicionado residencial, o automotivo também tem um sistema de tubulações que permite a transformação do ar quente para o ar frio.

O agente responsável por isso é um gás que circula por entre os canos e refrigera o ar que é jogado para dentro do carro.

Muitas vezes, essas tubulações podem estar com suas ligações frouxas ou até mesmo furadas, ocasionando vazamento do gás.

Se o caso for frouxidão nas ligações, é possível consertar em casa apertando as roscas que unem os tubos. Se o problema for mangueira furada, rachada ou com outro tipo de dano, significa que está na hora de trocar esta peça.

Esse rompimento só deverá ser consertado por profissionais que dispõem de materiais adequados, já que será necessário soldar as partes afetadas e realizar uma nova recarga de gás.

Vazamento de líquidos

Este não é um problema grave, mas é importante ficar de olho. É até comum notar pequenas manchas de água no chão, no lugar do passageiro. Isso é o líquido condensado que vai se formado quando o ar é resfriado.

No entanto, se esta quantidade aumentar e formar poças, é bom levar o seu veículo no mecânico pois há vazamento anormal de líquidos residuais.

Peças menores que precisam ser trocadas

Outros componentes menores também podem fazer com que o seu ar deixe de funcionar. A ventoinha do condensador, por exemplo, quando está muito desgastada, acaba “consumindo” o gás que deveria gelar o ar.

Compressor com defeito, fusível do compressor do ar condicionado queimado, problemas em relé e defeitos na correia também podem ocasionar problemas.

Verifique todas estas possibilidades com o seu mecânico de confiança.

E para enfrentar o verão que vem aí com o carro fresquinho, não se esqueça de fazer revisões periódicas e verificar os componentes do seu ar condicionado!

Veja também:

+ Projetos de lei que podem mudar a sua vida

+ Carro elétrico ou carro comum?