COTAR SEGURO ONLINE

O que ocorre quando o empréstimo pessoal não é pago?

O que ocorre quando o empréstimo pessoal não é pago?

04/08/2020

Há momentos na vida em que certos imprevistos ocorrem. Aí então pode se tornar necessário fazer um empréstimo pessoal para contornar a situação, mesmo que a pessoa tenha feito um planejamento financeiro.Mas você já pensou no que pode ocorrer quando uma pessoa de fato faz um empréstimo pessoal e não consegue mais pagá-lo? O que acontece se não pagar empréstimo pessoal?

Trata-se de uma situação real e concreta, vivida por muitos que optam pela contratação do empréstimo. Pode ocorrer de, tempos depois, não conseguirem mais pagar pelo o que foi acordado.

Vamos conhecer quais são as principais consequências para quem realmente não consegue mais pagar o empréstimo pessoal?

Solicitar Empréstimo Pessoal

Não pagar Empréstimo Pessoal. O que pode acontecer?          

Quando se opta por fazer um empréstimo pessoal é importante dedicar ampla atenção a essa contratação – e por completo!

Isso significa conhecer todas as condições exigidas no ato da contratação, sem descuidar o olhar para o que virá depois.

Sim, obter o empréstimo e ter o dinheiro em conta para usar como quiser é o início do processo. Mas é essencial saber como se dará o pagamento das parcelas, qual a taxa aplicada etc. Afinal, ninguém quer ser pego de surpresa de novo, certo?

Mas mesmo tendo todos os cuidados necessários, muitos acabam atrasando o pagamento das parcelas do empréstimo pessoal ou mesmo deixam de fazê-lo.

Mas já fique sabendo logo de início que são muitas – e nada boas – as consequências que devem ser arcadas por não pagar empréstimo pessoal.

Para começo de conversa, a dívida só aumenta – e em pouco tempo! Não é possível fazer outros empréstimos e a pessoa ainda tem de lidar com o banco ou com a empresa de cobrança diariamente. Os contatos são inúmeros na tentativa de conseguir fazer uma negociação.

Pois é, uma situação difícil que ainda pode se tornar mais desgastante.

Por isso, fique atento aos pontos chaves dessa história – para evitar passar por essa experiência!

Confira aqui o que a Bidu preparou pra você que teve que optar por não pagar empréstimo pessoal.

Trata-se de um resumo de cada um dos principais aspectos que norteiam o não pagamento das parcelas do empréstimo pessoal. Fique por dentro!

Nome negativado (ou sujo)

Sempre que se deixa de pagar o empréstimo pessoal, o banco tem o direito de comunicar o fato a dois órgãos de proteção ao crédito: Serasa Experian e SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

Ao comunicar a pendência financeira a esses órgãos, o devedor é notificado, através de uma carta, quanto a um prazo mínimo para fazer uma negociação com o banco. Ou seja, o devedor ganha uma chance para reverter essa situação.

Mas se após essa possibilidade que é dada ao devedor a negociação não seja estabelecida, ele passa a ter o nome negativado.

Dessa forma, ele passa a enfrentar uma série de problemas como, por exemplo, dificuldade de obter financiamentos e até mesmo cartão de crédito.

Nada de novos empréstimos

Quando se tem o nome negativado, bancos, financeiras e lojas recebem essa informação. Assim, deixam de fazer novos empréstimos apoiados na seguinte conclusão: esse tipo de cliente não é considerado bom perfil para uma oferta de crédito.

Há sim empresas que atuam especificamente na oferta de crédito pessoal para quem tem o nome sujo, mas as taxas de juros são gigantes, podendo comprometer ainda mais a vida financeira.

Perda do controle para pagar a dívida

Os juros do atraso no pagamento das parcelas de um empréstimo pessoal começam a incidir em cascata sobre os juros que já são embutidos no próprio empréstimo.

Resultado? Em pouco tempo, a dívida cresce muito e pode se tornar impagável.

Diversos contatos de empresas de cobrança

Muitas vezes os bancos terceirizam a cobrança das parcelas em atraso do empréstimo pessoal para escritórios especializados.

Essas empresas costumam ligar para a pessoa que está devendo inúmeras vezes – e até no mesmo dia!

Apesar da situação, trata-se de mais uma oportunidade para negociar a dívida e assim ficar com o nome regularizado. Sem contar que para não receber mais essas ligações, só negociando o que se está devendo.

Histórico ruim

Não pagar empréstimo pessoal e não fazer uma negociação para conseguir pagá-lo, cria um registro no banco.

Mediante esse cenário, a instituição financeira pode negar, mesmo no futuro, a realização de certas transações com o cliente que ficou devendo.

O histórico ruim é responsável pela iniciativa do banco de, por exemplo, não liberar um financiamento futuro para o cliente, mesmo que a dívida do empréstimo pessoal tenha sido paga depois de algum tempo.

Se não pagar Empréstimo Pessoal, tente negociar

Após conhecer quais as principais questões que cercam a inadimplência quando o assunto em pauta é empréstimo pessoal, a dica é uma só. Sempre é válido negociar o pagamento em atraso, mesmo quando a situação financeira anda desfavorável.

Solicitar Empréstimo Pessoal

 

 Última atualização em 04/08/2020