Qual é o Plano de Saúde melhor para mim?

desenho de ícones de saúde para texto sobre plano de saúde melhor para mim

Qual é o Plano de Saúde melhor para mim?

20/04/2020

Tendo ou não um plano de saúde, é sempre importante estar atento aos disponíveis no mercado. Há sempre um mais adequado ao perfil de cada pessoa. Mas como faço para escolher plano de saúde melhor para mim?

O que é essencial observar, ou seja, quais os aspectos que devem ser levados em conta na decisão pelo plano mais eficiente? Como faço essa pesquisa?

Apoio online

Com a facilidade de acesso à internet, tornou-se muito mais simples e rápido fazer buscas por planos de saúde e descobrir os detalhes dos produtos oferecidos.

Há possibilidade, inclusive, de realizar simulações para obter respostas mais eficientes.

Mas para quem prefere contar com a ajuda de quem é especialista no assunto, as corretoras online, como a Bidu, por exemplo, facilitam a vida de todos, podendo ser boas opções nesse momento crucial e importante.

É pela internet, também, que os consumidores podem contar com as orientações e o aval de um agente importante no processo de escolha do plano de saúde melhor para cada um.

Estamos falando da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que é a agência responsável pelo setor de planos de saúde no Brasil, vinculada ao Ministério da Saúde.

A ANS está sempre disponível para orientar o consumidor apresentando uma série de informações detalhadas. Assim, todos podem escolher o plano de saúde da melhor forma possível.

Em virtude da ampla variedade de planos à disposição, assim como coberturas e taxas, é fundamental saber analisar o que as operadoras oferecem. Além disso, é essencial também avaliar as próprias operadoras antes de optar pelo melhor plano de saúde.

Principais dicas para escolher o Plano de Saúde melhor para você

Todos os detalhes de um plano de saúde são importantes e devem ser muito bem avaliados. Mas, antes de explicar alguns deles, confira algumas dicas que podem contribuir para o sucesso da sua empreitada.

  1. Conheça as operadoras de planos de saúde, um passo fundamental no processo de escolha do plano de saúde melhor para você. Para isso, a ANS publica, todos os anos, o “ranking de operadoras”. Ele que leva em conta aspectos econômicos, operacionais e referentes à qualidade para apresentar as operadoras que mais se destacam no país.
  2. Esteja sempre atento à avaliação que os próprios clientes dos planos de saúde fazem e divulgam na internet. Nada melhor do que ouvir os prós e contras de quem usa o plano.
  3. Observe, com atenção, outra informação importante fornecida a cada três meses pela ANS: a lista de planos que foram suspensos por não cumprirem os prazos máximos de atendimento.
  4. Avalie com atenção a rede credenciada do plano. Mais importante do que a quantidade de hospitais, clínicas ou laboratórios, é a qualidade dos estabelecimentos. Portanto, paute-se pela excelência desses locais.
  5. O plano é para quem viaja muito? Então é importante consultar as regiões que são atendidas pelo plano de saúde.
  6. Verifique os mecanismos básicos do plano, ou seja, como ele é acessado? Quais procedimentos necessitam de autorização prévia?
  7. Leia, leia e leia o contrato com todos os detalhes sobre o plano de saúde e tire todas as dúvidas antes de assiná-lo.

Detalhes dos Planos de Saúde

Antes de escolher o melhor plano de saúde, é importante conhecer  duas informações técnicas apresentadas pelos produtos do mercado e que são a base para toda avaliação: tipos de planos e tipos de coberturas.

Tipos de plano

Individual ou Familiar

Plano que apresenta livre adesão e carência, além de cobertura de acordo com o contrato estabelecido e o rol de procedimentos.

A rescisão só ocorre em casos de fraude e/ou por falta de pagamento e a cobrança é sempre feita diretamente ao consumidor

Para esses planos, a ANS apenas regula a atuação das operadoras, nunca os corretores.

Coletivo por Adesão

Plano que necessita de vínculo com uma associação profissional ou então sindicato. Também apresenta carência, a não ser para aqueles que ingressam no plano em até 30 dias da celebração do contrato ou então no aniversário do contrato.

A cobertura varia conforme o contrato e o rol de procedimentos e a cobrança é feita ao consumidor pela Pessoa Jurídica contratante ou pela administradora de benefícios.

Coletivo Empresarial

A adesão a esse tipo de plano exige vínculo com a pessoa jurídica (relação empregatícia ou estatutária).

Também apresenta carência, a não ser nos contratos que tenham 30 ou mais beneficiários. Ou então para aqueles que entram no plano em até 30 dias da celebração do contrato ou da data de vinculação à empresa.

Como os demais planos, a cobertura depende do contrato e rol de procedimentos e a cobrança é feita como no Plano Coletivo por Adesão (veja acima).

Tipos de coberturas

Segmentação Assistencial (composição das coberturas do plano)

A cobertura assistencial deve sempre atender às necessidades de cada um. Mediante a composição das coberturas, os planos de saúde hoje disponíveis no mercado podem ser:

  • Ambulatorial
  • Hospitalar sem obstetrícia
  • Hospitalar com obstetrícia
  • Odontológico (exclusivamente)
  • Referência
  • Ambulatorial + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar sem obstetrícia
  • Ambulatorial + Hospitalar com obstetrícia
  • Hospitalar com obstetrícia + Odontológico
  • Hospitalar sem obstetrícia + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar sem obstetrícia + Odontológico
  • Ambulatorial + Hospitalar com obstetrícia + Odontológico

Cada uma das segmentações tem uma lista de procedimentos com coberturas obrigatórias, que são descritas no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela ANS e revisado a cada dois anos.

Importante: essas determinações são válidas para todos os contratos que foram celebrados após dia 1 de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9656/98 (planos novos).

 

Última atualização em 20/04/2020