COTAR SEGURO ONLINE

Como funciona a cobertura do Seguro Auto para carros autônomos?

Como funciona a cobertura do Seguro Auto para carros autônomos?

19/08/2020

Ainda que distante do Brasil, a tecnologia dos carros autônomos evolui rapidamente nos países desenvolvidos e promete revolucionar o transporte pessoal individual. Em pouco tempo, possivelmente as pessoas não terão um carro próprio. Elas utilizarão um carro autônomo elétrico compartilhado e carregado por indução na rua mesmo. Bastará liberá-lo e colocar o destino através de um aplicativo e, então, curtir a paisagem. Mas são muitas as dúvidas que surgem com essa tecnologia. E uma delas é sobre o seguro auto. Afinal, seguro auto cobre carros autônomos?

Cotação online de Seguro Auto

O que é um carro autônomo?

Antes de falarmos se seguro auto cobre carros autônomos, vamos entender um pouco mais sobre eles. Um carro autônomo é capaz de se locomover sem a interferência de humanos. Isso é possível graças a uma série de sensores espalhados por todos os cantos do carro. Eles identificam tudo o que está ao seu redor – veículos, pedestres, animais, placas, faixas, semáforos, obstáculos – e se comunicam com outros carros. Com base nestes parâmetros, uma central eletrônica permite que o carro consiga acelerar, frear, desviar, fazer curvas e estacionar sozinho.

A tecnologia de automação para veículos existe desde a década de 1940. Porém, ganhou força nos últimos 15 anos, empurrada pelo desenvolvimento de outras áreas das quais depende. Entre essas áreas estão tecnologia da informação, eletrônica, robótica, monitoramento por satélite, entre muitas outras. Hoje, diversas empresas investem pesado nos veículos autônomos, entre elas a Google, Uber, Ford, General Motors, Mercedes-Benz, Toyota, Tesla, Volvo.

Semi-autônomo já é realidade

Já existem no mercado carros com condução semi –autônoma. Eles podem acelerar, frear e fazer ultrapassagens sozinhos. Porém, dependem de um condutor sentado no banco do motorista para funcionarem. Os mais famosos são os carros elétricos da norte-americana Tesla, que são populares em vídeos no YouTube evitando acidentes.

E é justamente esta a maior qualidade dos carros autônomos: redução de acidentes e mortes no trânsito. Atualmente, cerca de 90% dos acidentes são causados por falha do motorista, seja por falta de atenção, embriaguez, imperícia ou sonolência. Como os sensores e sistemas dificilmente falham, o número de acidentes deve cair drasticamente com a popularização dos veículos que se locomovem sozinhos.

Menos acidentes, Seguro Auto mais barato

Se os riscos de sinistros caem, o preço do seguro cai junto. A startup de seguros norte-americana Metromile encomendou um estudo que constatou que preço do seguro pode sofrer uma redução de até 80% com a chegada dos carros autônomos. As coberturas também devem mudar. Haverá uma atenção especial ao sistema de que controla o veículo, que pode ser alvo de ataque de hackers.

Com esta provável redução no valor, o seguro deverá se popularizar com a chegada dos carros autônomos. Hoje, apenas 30% dos veículos em circulação no Brasil possuem seguro. Nos EUA, este número chega a expressivos 87%.

Carro autônomo no Brasil? Não tão cedo…

No Brasil, contudo, o carro autônomo deve demorar muito para chegar. A automatização de veículos depende do desenvolvimento de outras áreas, como a rede de internet móvel, o monitoramento e a informatização das vias. Além disso, exige até mesmo um padrão para os semáforos e placas de trânsito, sinalização de solo e até mesmo o tipo de asfalto. E tudo isso está longe de ser uma realidade por aqui. Caso chegue,  o carro autônomo deverá ficar restrito a algumas áreas das grandes metrópoles.

Em um exercício de “futurologia”, o mais provável é que tenhamos cada vez mais carros híbridos e elétricos, mas ainda com motorista no controle. Os sistemas semi-autônomos, que dependem menos da infra estrutura viária para operar, deverão se popularizar primeiro. Ainda assim, apenas no modelos mais caros.

Já existe um Seguro Auto que cobre carros autônomos?

Sim, uma companhia de seguros do Reino Unido já se antecipou e nela o seguro auto cobre carros autônomos. Ela oferece cobertura para carros autônomos e semi-autônomos. A apólice cobre colisões, roubos, furtos, incêndios como nos seguros convencionais. Ainda inclui cobertura para acidentes causados pelo mau funcionamento do sistema de direção autônoma do carro, mesmo que o motorista (no caso dos modelos semi-autônomos) tenha falhado na condução.

Na hora do acidente, de quem é a culpa?

Se seguro auto cobre carros autônomos, surgem algumas dúvidas. Muitas questões ainda não têm uma resposta definitiva no universo dos carros autônomos. A principal delas sobre a responsabilidade nos casos de acidentes ou mortes. Quem deve ser responsabilizado? O dono do carro ou o fabricante do sistema de direção autônoma? Qual dos passageiros dos veículos envolvidos?

Quando virarem realidade, os carros autônomos vão exigir uma ampla revisão da legislação. Por mais confiável que seja, toda tecnologia pode apresentar falhas e alguém terá que ser responsabilizado quando isto ocorrer. Quem assistiu o primeiro filme da franquia “Carros” deve se lembrar que o protagonista Relâmpago McQueen danifica a estrada principal de Radiator Springs e é julgado e condenado a repará-la. Será que a vida vai imitar a arte? Condenaremos os carros pelos acidentes no futuro?

Última atualização em 19/08/2020