COTAR SEGURO ONLINE

Seguro de Vida e internação hospitalar: conheça essa cobertura

Seguro de Vida e internação hospitalar: conheça essa cobertura

27/08/2020

Diferente do que muitos pensam, o seguro de vida não serve somente naquelas horas mais difíceis, no caso de perder algum parente próximo. Pelo contrário, o seguro de vida ajuda um bocado em diversas situações, seja para tratamentos, atendimentos e despesas. Um importante companheiro para atender às suas necessidades. Espera um pouco, mas então o seguro de vida e internação hospitalar pode ser útil a qualquer pessoa? Como isso funciona?

Para entender o que é a cobertura de internação hospitalar, o que ela cobre e para quem é indicada, acompanhe o nosso post! 

Cotação online de Seguro de Vida

O que é Seguro de Vida?

Sim, o seguro de vida é muito conhecido e popular. Mesmo assim, é importante explicar que nem todos conhecem o que o seguro oferece e quais os seus benefícios. Ainda mais, quando falamos do seguro de vida cobrir além de morte ou invalidez do segurado. 

Em resumo, o seguro de vida é um produto que visa proteger o segurado e sua família de acidentes e imprevistos que podem surgir inesperadamente. É uma segurança para o segurado e demais familiares não passarem apertos financeiramente e receberem uma indenização em momentos delicados e duros de se enfrentar. 

O seguro de vida disponibiliza várias coberturas, como:

Já sei o que está pensando: mas o seguro é caro? Nada disso, o valor depende de uma série de fatores, mas ele não costuma ser tão alto, dado as vantagens que garante.   

Para conhecer mais sobre o seguro de vida, acesse os materiais que preparamos explicando se o seguro de vida vale a pena e como ele pode ajudar no seu planejamento financeiro

Agora vamos entender o que é a cobertura do seguro de vida e internação hospitalar. 

Seguro de Vida e internação hospitalar: como pode ajudar o segurado?

Pode ajudar muito, sim. Aliás, o seguro de vida oferece a cobertura de diária com internação hospitalar no seu cardápio de coberturas ao segurado. Isso mesmo: é uma opção para cobrir os dias que estiver internado e precisar se ausentar de seu trabalho ou negócio. 

A cobertura da internação hospitalar serve apenas para situações de doença ou acidente. Ficou doente e precisa de cuidados médicos? Ou sofreu um acidente no trânsito? O seguro cobre as despesas de cada dia que necessitar de internação. Assim, ajuda a sua família a lidar melhor com o momento para dar um suporte financeiro no que for preciso.

Ok, mas como funciona ao certo a cobertura do seguro de vida e internação hospitalar?

Como funciona essa cobertura? 

A cobertura de internação hospitalar busca fornecer um apoio e tranquilidade especialmente à família do segurado. A cada dia que ele estiver internado, o seguro indenizará o segurado com uma quantia acertada na apólice (contrato). 

Isso não lembra um plano de saúde? Na verdade, há uma grande diferença entre ambos. Na cobertura de internação hospitalar, o dinheiro que o seguro vai ressarcir pode ser usado pelo segurado e família como bem entenderem. Não há uma regra que a grana deve servir necessariamente nos casos de despesas médicas. 

+ Seguro de vida ou plano de saúde: qual escolher?

Pelo contrário, o grande benefício dessa cobertura é deixar a família à vontade para escolher o que fará com o dinheiro, como uma substituição da renda. Ou seja, isso vale tanto para os custos no hospital, assim como a compra de medicamentos, contratação de um enfermeiro temporário ou, até mesmo, dar um respiro nas contas da casa. 

Com relação ao valor e quantidades de diárias que o seguro cobre, depende da seguradora escolhida. Por exemplo, existe o limite de 60 a 100 diárias anuais com valores diversos, desde R$ 250,00 a R$ 1000,00 por dia internado. Vale ficar atento na apólice para saber os detalhes direito. Isto é válido tanto para internações no SUS como em hospitais privados. 

Na ocasião de ocorrer a internação do segurado que se adeque às condições da cobertura, informe a seguradora o quanto antes. 

Para entendermos melhor sobre o seguro de vida e internação hospitalar, vamos relembrar os conceitos de carência e franquia. 

Carência e franquia

A carência, como é sabida, é aquele tempo que o segurado ainda não pode usufruir dos benefícios da cobertura – logo após o seguro ser contratado. Aqui, a carência vincula-se ao evento que causou a internação. Em caso de doença, há uma data específica de carência, como a de 45 dias para o segurado começar a receber o reembolso da diária de internação. 

Já a franquia é a participação do segurado nos custos da internação. Neste caso, a franquia costuma ser de curta duração, como de 12h ou de 4 dias após o período internado. A partir de então, se houver passado o tempo de carência, o seguro entra em ação para indenizar o segurado. 

Novamente, carência e franquia variam conforme a seguradora escolhida, pesquise essas informações para não ser pego de surpresa na hora que menos espera. 

O que garante a cobertura do Seguro de Vida e internação hospitalar?

Para descobrir o que a cobertura de internação hospitalar cobre ao segurado, listamos abaixo: 

  • Pagamento de diárias por internação hospitalar para tratamentos clínicos ou cirúrgicos que não podem ser realizados em ambulatório, consultório ou domicílio e que sejam consequentes de acidente pessoal coberto ou de doença;
  • O benefício será indenizado conforme o valor de diária contratado e durante o tempo de internação, seguindo a orientação médica; 
  • Desconto na compra de medicamentos; 
  • A quantidade de diárias a serem pagas será definida pelo número de dias de internação, limitado a 365 por situação discriminada no regulamento da cobertura.

Além disso, o quadro muda um pouco quando falamos de internações na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Geralmente, o pagamento da indenização na UTI costuma ser o dobro do que seria numa internação comum. Levando em consideração o motivo ser acidente ou doença, o que se encaixa na cobertura. 

O que não está coberto no Seguro de Vida e internação hospitalar?

Sim, nem tudo são flores e elencamos algumas situações que a cobertura de internação hospitalar não cobre ao segurado, confira: 

  • Cirurgias plásticas (exceto as necessárias para restaurar uma função diretamente afetada por acidente coberto);
  • Hospitalizações para check-up, diálise ou hemodiálise em pacientes crônicos, hepatite crônica e cirrose hepática;
  • Qualquer tipo de exame ou check-up preventivo;
  • Qualquer procedimento relacionado à gravidez, parto ou aborto, bem como suas consequências, exceto em caso de acidente pessoal;
  • Tratamento odontológico e ortodontológico, ainda que em consequência de acidente pessoal;
  • Tratamento de hérnias e suas consequências (exceto em caso de acidente pessoal);
  • Tratamentos para obesidade;
  • Tratamentos da AIDS e de quaisquer doenças com ela relacionadas, assim como as suas consequências (em portador soropositivo);
  • Lesões traumáticas e cirúrgicas anteriores à contratação do seguro; 
  • Distúrbios ou doenças psiquiátricas e mentais, bem como quaisquer eventos deles decorrentes, inclusive psicanálise, sonoterapia, psicoterapia, terapia ocupacional, psicologia, avaliação e/ou terapia;
  • Tratamentos clínicos ou cirúrgicos com finalidade estética ou cosmética e para senilidade, rejuvenescimento, repouso, convalescença, emagrecimento estético, geriátricos e suas consequências;
  • Tratamentos para esterilização, fertilização e mudança de sexo;
  • Cirurgia para correção de miopia;
  • Qualquer classe de câncer sem invasão “in-situ” (incluindo displasia cervical), assim como o câncer de pele (exceto melanoma de invasão);
  • Quaisquer procedimentos efetuados em ambulatório ou que precise de internação domiciliar;
  • Procedimentos não previstos no Código Brasileiro de Ética Médica e não reconhecidos pelo serviço Nacional de Fiscalização de Medicina e Farmácia.

Para quem é indicado contratar essa cobertura? 

A resposta é simples: qualquer pessoa pode aproveitar o benefício do seguro de vida e internação hospitalar. É uma proteção para dar um alívio em momentos ingratos, como acidente ou doença. Por isso, é uma cobertura democrática e vantajosa a qualquer público. 

Caso seja autônomo ou tenha um negócio pequeno, a cobertura auxilia para não comprometer a renda no tempo de ausência do segurado. 

Para quem é contratado no regime de Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), ajuda os trabalhadores não sentirem um desfalque tão grande. Isso porque depois de 15 dias de afastamento há uma redução no salário. 

Tem filhos pequenos? Saiba que essa cobertura pode ser de grande valia! Com o segurado de molho, a indenização do seguro pode servir na contratação de uma babá para segurar as pontas por um tempo. Ou, inclusive, adotar o transporte escolar como uma alternativa viável devido a impossibilidade de dirigir. 

Não somente isso, já imaginou os custos ao ficar alguns dias no hospital? Pois é, a conta não costuma sair barata e isso significa colocar o seu orçamento familiar em risco. Para não deixar isso acontecer, o seguro de vida e internação hospitalar é uma ótima escolha pensando em preservar o seu bolso e evitar passar apuros nas piores horas possíveis. 

Certo, agora que já conheceu a cobertura do seguro de vida e internação hospitalar, quer fazer uma cotação do seguro de vida? Encontre o seguro ideal às suas necessidades e de toda a sua família com a Bidu Corretora! 

 

Última atualização em 27/08/2020