Seguro de Vida para motoboy

Seguro de vida para motoboy

Seguro de Vida para motoboy

20/05/2020

A profissão de entregador tem ganhado cada vez mais espaço no cotidiano das cidades. Com isso, tem aumentado o interesse da categoria por melhores condições de trabalho e mais regulamentação. O seguro de vida para motoboy é um exemplo de benefício que os profissionais têm buscado com mais frequência hoje em dia. Em uma profissão considerada de risco, é importante conhecer a fundo como funciona o seguro de vida e saber como contratá-lo. 

Nesta publicação queremos trazer informações importantes sobre o seguro de vida especificamente para essa categoria.  

Cotação online de Seguro de Vida

Exposição diária ao risco

Percorrem centenas de quilômetros em um único dia, cruzam vias de alto tráfego, dividem o trânsito intenso das grandes cidades ao lado dos colegas da categoria. Essa é a vida do motoboy em grandes centros urbanos. De alguns anos para cá, essa rotina tem se tornado cada vez mais intensa. E as condições de trabalho não parecem acompanhar esse ritmo de crescimento acelerado.

Existe uma preocupação muito correta por parte dos motoboys, em adquirir cada vez mais proteção para a condução de suas atividades. O seguro de vida é um planejamento de longo prazo que pode ajudar os seus familiares em momentos de emergência. Quem tem pessoas em casa que dependem dessa renda externa para as necessidades do dia-a-dia sabe da importância de se estar preparado para imprevistos.

Importância do Seguro de Vida

O seguro é uma garantia de recursos financeiros para seus entes queridos frente a uma emergência. Principalmente quando falamos da profissão do motoboy, que corre riscos diários ao enfrentar o trânsito intenso em grandes centros urbanos. O seguro de vida para motoboy é uma proteção extra, não só contra acidentes fatais. Ela também protege no caso de uma ocorrência menor, que resulte na incapacidade do profissional de exercer suas funções, seja de forma parcial ou permanentemente.

Por conta do alto risco do ofício, o valor do seguro de vida para motoboy pode ser mais alto do que para outros profissionais que também ficam tempo em trânsito. A motocicleta, principal meio de transporte utilizado pelos entregadores, é considerado o veículo que mais mata no trânsito e que mais gera indenizações. Dessa forma, as seguradoras tendem a elevar o valor do seguro de vida ao realizar um orçamento.

Os motoboys que trabalham em empresas com carteira assinada saem na vantagem, nesse sentido. Seguindo a lei da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), os empregadores que contratam motoboys para o quadro de funcionários são obrigados a oferecer o seguro de vida como um benefício. Se este é o seu caso, mas você ainda não possui o seguro, fale com seu patrão, pois ele pode estar desenquadrado da Lei, correndo o risco de ser multado ou de ter que pagar indenizações no caso de acidente.

Profissionais CLT são minoria

Existe ainda hoje um desequilíbrio nas relações de trabalho dos motoboys. Atualmente, uma grande fatia dos profissionais que trabalham para empresas de entrega por aplicativo são autônomos. Segundo um estudo recente do Instituto Locomotiva, publicado no jornal O Estado de São Paulo, são cerca de quatro milhões de profissionais que se enquadram nessa situação no Brasil.

A relação de trabalho ainda é muito frágil entre motoboys e as empresas que oferecem o serviço de entrega por aplicativo. Sem o devido registro na carteira de trabalho, o profissional não tem direito a uma série de benefícios estipulados na CLT, como: plano de saúde, vale alimentação (ou refeição) e ao próprio seguro de vida para motoboy.

Não podemos negar o fato de que as empresas de entrega tenham ajudado a aumentar a oferta de trabalho. Com as novas tecnologias é possível ter acesso a um número maior de corridas, o que impulsiona o aumento da renda dos trabalhadores. Para muita gente a profissão já deixou de ser um bico para tornar-se a principal fonte de renda pessoal.

Outra desvantagem de atuar de forma autônoma, no caso de um acidente, é ficar desamparado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que oferece benefícios de aposentadoria por invalidez, pensão e outros. 

Um dos melhores produtos no mercado que pode substituir as coberturas oferecidas pelo INSS é o seguro de vida, por isso a importância de saber como contratá-lo.

Quanto custa para contratar um Seguro de Vida para Motoboy?

O mercado de seguros de vida hoje é bastante variado e oferece uma série de opções de cobertura e assistências. Diferente do que muita gente pensa, o seguro não é apenas para caso de morte natural ou acidental. Existem modalidades de seguro que oferecem cobertura por invalidez (parcial ou permanente), além de outros benefícios aos seus familiares. 

Novamente, os autônomos têm que prestar bastante atenção na hora da contratação. Em média, os valores do seguro de vida para eles é maior do que para os profissionais celetistas. Na média, os valores anuais do seguro variam na faixa entre R$ 200 reais, para profissionais CLT, e R$ 300, para os autônomos.

O valor do prêmio é um dos fatores que pode amenizar o valor da mensalidade. Chamamos de prêmio o montante do valor que será pago como indenização, caso o seguro seja acionado. Desse modo, o prêmio menor significa menos cobertura do seguro. Ao fazer a contratação, fique atento a todos os termos da apólice do seguro de vida, é este documento que vai estabelecer todos os benefícios e obrigações de ambas as partes. 

Como calcular o valor do prêmio?

Uma dúvida comum também é sobre o valor da indenização que o seguro oferece. Nos sindicatos você pode encontrar alguns valores de base, para ter uma noção de como está o mercado. No estado de São Paulo, por exemplo, o prêmio recomendado para o seguro contra invalidez total ou parcial por acidente chega a ser em torno de R$ 11 mil reais. No caso de morte natural ou acidental, cerca de R$ 23 mil reais. 

Se você é autônomo, poderá encontrar opções mais variadas no mercado, pois deverá fazer o contato direto com a seguradora. Ao pensar no prêmio, imagine o quanto por mês é necessário para dar o auxílio aos seus familiares. Calcule, por exemplo, quanto seria suficiente para dar tranquilidade a eles por 5 ou até 10 anos. O montante pode representar o prêmio na contratação do seguro.

 

Última atualização em 20/05/2020