Seguro Moto cobre acidentes? 

Foto de cabacete para texto sobre "Seguro moto cobre acidentes?"

Seguro Moto cobre acidentes? 

19/06/2020

Uma das maiores dúvidas do motociclista que está pesquisando seguro para a sua moto é em relação às coberturas, especialmente as de acidentes. Nada mais natural, pois as chances de se acidentar sobre duas rodas são bem mais elevadas do que em um automóvel. Aí vem sempre a dúvida se seguro moto cobre acidentes.

O relatório anual da Seguradora Líder, responsável pela gestão do seguro obrigatório (DPVAT), aponta que a motocicleta foi o veículo com o maior número de acidentes no Brasil em 2019. Ele foi o responsável pelo pagamento de 273.667 indenizações por morte ou invalidez permanente, o que equivale a 77% do total pago.

Cotação online de Seguro Moto

Afinal, o Seguro Moto cobre acidentes?

Sim, o seguro moto cobre acidentes. Este tipo de cobertura adicional (e opcional) está prevista em quase todas as apólices para motocicletas. 

Trata-se do item Acidente Pessoal Passageiros, conhecido pela sigla APP e também presente nos seguros de carros. Com ela, o segurado estipula um valor que será usado para indenizações em caso de morte ou invalidez permanente, bem como com despesas médico hospitalares para o condutor e o garupa.  Algumas companhias oferecem até deslocamento e hospedagem para familiares acompanharem o acidentado em caso de hospitalização.

Terceiros também podem ser indenizados

Também é possível contratar a Responsabilidade Civil Facultativa Veículos (RCF-V), que é a cobertura para danos corporais e materiais de terceiros. Se em caso de acidente sua motocicleta atingir outro veículo e ferir seus passageiros, o seguro moto indenizará os envolvidos. Vale lembrar que é você quem define o valor máximo de APP e RCF-V quando faz a apólice. Caso os gastos com indenizações ultrapassem o valor estipulado, o excedente fica por conta do segurado.

Motocicleta também está protegida

Já a cobertura compreensiva básica protege a motocicleta em caso de:

  • Queda;
  • Colisão ou capotagem;
  • Danos causados à moto pela queda de objetos externos;
  • Danos a pintura;
  • Queda de raio;
  • Explosão;
  • Submersão parcial ou total em água devido enchente ou inundações;
  • Além de roubo ou furto parcial ou total. 

Em caso de perda parcial – em que o reparo custe menos de 75% do valor da moto – é necessário o pagamento de franquia.

Assistência completa para o motociclista

A cobertura compreensiva também inclui a assistência 24 horas, que é um pacote com:

  • Serviços de guincho;
  • Reboque;
  • Hospedagem ou transporte para retorno em caso de pane ou acidente;
  • Chaveiro;
  • Pane seca
  • Troca de pneus;
  • Assistência para casa;
  • Despachante, limpeza e manutenção.

Os serviços de assistência 24 horas variam de seguradora para seguradora.

Cobertura extra para faróis, lanternas e retrovisores

Já vimos que seguro moto cobre acidentes. Mas o seguro para moto também conta com uma cobertura opcional que prevê a substituição de faróis dianteiros, lanternas traseiras, retrovisores externos e de lentes do retrovisor. Nestes casos, também é cobrado um valor de franquia para a troca dos itens. Este tipo de cobertura é interessante para motos importadas e de grandes cilindradas, pois suas peças costumam ter custo mais elevado.

Guincho ilimitado para que vai longe

Para quem costuma fazer grandes viagens de moto, uma opção interessante é contratar a extensão do reboque. Geralmente as seguradoras oferecem uma quilometragem gratuita de reboque limitada. Confira outras coberturas interessantes para o seguro moto:

Reposição roupas e equipamentos de proteção: cobertura opcional capacete, macacão, botas, luvas, jaqueta e demais acessórios de proteção.

Cobertura estendida para as três Américas: cobertura básica de casco em caso de acidente em países das Américas do Sul, Central e do Norte. Outra cobertura muito importante para motociclistas que fazem grandes viagens.

Danos Morais: reembolso das indenizações por danos morais que o segurado for obrigado se for acionado judicialmente em decorrência de acidente com a motocicleta segurada.

Seguro Moto cobre acidentes, mas o que fica de fora?

Vale lembrar que nem todos os riscos são cobertos pelo seguro de moto. As exclusões são relacionadas nas condições gerais do seguro e estão presentes nos sites e aplicativos das companhias.  Confira os riscos normalmente excluídos pelas seguradoras:

  • Danos causados por atos de hostilidade, protestos, guerra, rebelião, tumulto, motim, invasão de território e atos similares que perturbem a ordem política e social do país.
  • Danos causados por negligência do segurado.
  • Danos ou roubo/furto praticados por beneficiários do segurado, como sócios, cônjuge, ascendentes ou descendentes, afinidade, adoção, bem como a quaisquer parentes ou pessoas que com ele residam e/ou dependam economicamente.
  • Perda e danos causados por estelionato, apropriação indébita, extorsão e furto mediante fraude;
  • Prejuízos financeiros ou lucros cessantes.
  • Sinistro em que a cobertura não foi contratada.
  • Desgaste pelo uso, falha do material, defeito mecânico ou na instalação elétrica.
  • Danos causados por da motocicleta em locais inapropriados, como rios, praia, estrada impedidas, autódromos e outros.
  • Desastres da natureza (exceto os contratados).

 

Última atualização em 19/06/2020