Seguro Residencial bom e barato – Saiba como encontrar o melhor para você

seguro residencial bom e barato

Seguro Residencial bom e barato – Saiba como encontrar o melhor para você

21/07/2020

Você sabia que o seguro residencial pode custar bem barato? Uma parte dos proprietários de imóvel ainda resiste em contratar a proteção para a sua casa. Isso porque ainda há um medo de ter que desembolsar muito dinheiro para possuir a proteção necessária. Para encontrar um seguro residencial bom e barato não é preciso muito esforço, basta saber o que procurar. 

Vamos mostrar aqui quais são os pontos que você deve levar em consideração para conseguir diminuir o valor do seguro residencial. Isso não significa que você terá que abrir mão de proteções importantes para seu imóvel e para os seus habitantes.

Cotação online de Seguro Residencial

Como encontrar Seguro Residencial bom e barato

Quando você iniciar as buscas por um seguro para a sua casa ou apartamento vai se deparar com uma infinidade de opções. Isso porque o seguro residencial tem uma característica peculiar de fazer múltiplas coberturas em um único documento, no caso, na apólice do seguro. Por conta dessa característica, a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) o classifica como um plano de seguro compreensivo. Ou seja, um seguro que congrega vários ramos e modalidades no mesmo contrato.

A vantagem desse tipo de plano de seguro chamado compreensivo é a possibilidade de personalizar boa parte das coberturas, de acordo com a sua necessidade. É neste ponto que você, ao contratar o seguro, pode barganhar o valor final do plano e encontrar um seguro residencial bom e barato.

Avalie os excessos do Seguro Residencial

O seguro residencial começa sempre por uma cobertura básica, estabelecida em regra pela SUSEP. Esse plano básico considera a cobertura de alguns acontecimentos e seus desdobramentos negativos, são eles:

  • Danos decorrentes de incêndios;
  • Queda de raios;
  • Explosão causada por gás (de uso doméstico);
  • Desmoronamento;
  • Impossibilidade de proteção ou remoção de pessoas do imóvel;
  • Despesas de combate ao fogo e desentulho do local do acidente.

Procure as empresas que mais lhe agradam e verifique como é a cobertura básica do seguro. O valor cobrado para esse plano básico provavelmente será o mais difícil de negociar, pois envolve os itens obrigatórios citados acima. Desconfie caso a seguradora não ofereça alguns desses itens ou se resolver retirar determinada cobertura da apólice. A SUSEP é, inclusive, o órgão para o qual você deve denunciar abusos que venham a ocorrer na contratação do seguro. 

Como todo seguro residencial parte desse plano básico, as empresas de seguro têm cada vez mais incluído auxílios complementares aos serviços oferecidos no básico. Isso encarece um pouco mais o valor total do seguro.

No fim das contas, vale observar o custo-benefício desses auxílios ou inclusões. A partir de então, escolha ficar ou não com esses recursos extras. Nessa questão, podemos usar como exemplos serviços de assistência especializada como chaveiros, eletricistas e encanadores.

O importante para encontrar um seguro residencial bom e barato é partir sempre do básico para o mais completo. Verifique quais são as coberturas mais importantes e quais as outras que dificilmente serão utilizadas. Em alguns casos, como veremos mais adiante, é possível assumir uma parte dos riscos da cobertura.

Além disso, outros fatores são levados em consideração pela seguradora no momento de montar a proposta de orçamento. Entre eles estão a localidade, faixa de preço do imóvel e outros.

Diminuindo os riscos do seu imóvel

Toda apólice de seguro nada mais é do que uma garantia que contratamos para proteger vidas e/ou bens materiais que estão sujeitos aos mais diversos riscos. No caso do seguro residencial, a avaliação do imóvel é uma etapa-chave para o desenvolvimento da apólice. Aqui, as empresas de seguro verificam quais os riscos o seu imóvel está exposto.

Quanto mais preocupado com a segurança do seu bem, mais as seguradoras verão sua residência com bons olhos. Afinal, ninguém quer assumir um alto risco. Por isso, diversos fatores são levados em conta. Se você possui uma casa em um bairro muito perigoso, provavelmente o valor do seguro será mais alto, por exemplo. Uma saída para isso é investir em segurança. Demonstre que isso agrega valor ao imóvel, diminuindo o risco de uma possível invasão de domicílio.

Outras questões mais estruturais, como local da construção, materiais utilizados no desenvolvimento da casa, também podem alterar o valor do imóvel. Casas construídas seguindo padrões de segurança são melhor avaliadas no desenvolvimento da apólice, do que casas que utilizam materiais mais frágeis ou que apresentem falhas estruturais.

Caso o imóvel esteja localizado dentro de um condomínio, você deve redobrar a atenção na hora de contratar um seguro residencial. Por lei, os condomínios devem possuir seguro para a estrutura dos imóveis. Isso deve ser informado aos proprietários logo de início. Geralmente é um plano mais básico, mas significa que seu imóvel está minimamente coberto nesse cenário.

Por outro lado, muita gente acaba contratando duplamente coberturas que o condomínio já possui. Os proprietários podem aproveitar essa ocasião, do seguro obrigatório, para buscar coberturas complementares. 

Altere o valor da franquia do Seguro Residencial

Para quem ainda possui pouca experiência na contratação de seguros e está em busca de um seguro residencial bom e barato, é válido saber que toda apólice tem uma franquia. A franquia do seguro é uma parcela do valor do sinistro que o contratante assume no lugar da seguradora. O valor da franquia sempre deve estar claro na apólice do seguro, seja qual for.

No caso das apólices de seguro residencial, que possuem a característica de ter múltiplas coberturas, é comum existir um Limite Máximo de Indenização (LMI) para cada uma das coberturas. Com base nisso, podemos estabelecer o valor mínimo e máximo que a seguradora é obrigada a pagar na ocorrência de um sinistro.

Se o valor do sinistro for abaixo do valor da franquia, a seguradora não tem obrigação de cobrir os custos. Isso fica a cargo do contratante. Seguros com valores mais altos, tendem a ter franquias mais baixas. Dessa forma, o inverso também funciona.

Ao aumentar o valor da franquia, você está demonstrando que poderá arcar com custos mais elevados, na ocorrência de um sinistro. Assim, a seguradora pode aliviar o valor do seguro como um todo.

Essa estratégia, no entanto, exige bastante planejamento do proprietário do imóvel. Verifique sempre se você consegue arcar com um determinado custo antes de tentar baratear o valor do seguro, caso contrário, não será uma economia inteligente.

Pesquisa de Seguro Residencial bom e barato 

É possível realizar uma pesquisa online de seguro residencial para encontrar o que você procura. Aqui na Bidu, você pode simular seguro residencial online e conhecer as possibilidades e valores.

 

Última atualização em 21/07/2020