Seguro só contra roubo vale a pena? Entenda os riscos

Imagem de carro para texto sobre seguro só para roubo

Seguro só contra roubo vale a pena? Entenda os riscos

16/07/2020

Se você não usa muito o seu carro e quer economizar até 80% no gasto com o seguro, uma boa opção é fazer um seguro auto parcial. Como o próprio nome diz, essa modalidade de cobertura tem apenas uma parte da cobertura, no caso para roubo e furto. Isto significa que em caso de colisão, o veículo não estará coberto e quem vai arcar com custos do conserto é o proprietário, inclusive se houver veículos de terceiros envolvidos no acidente. mas será que vale a pena seguro só contra roubo?

Cotação online de Seguro Auto

Roda pouco? Seguro só contra roubo pode ser uma opção

O seguro só contra roubo e furto é recomendado para pessoas que utilizem muito pouco o veículo e que transitem por locais tranquilos e sem muito tráfego. Isso faz com que elas tenham chances reduzidas de se envolverem em uma colisão. Para quem roda por grandes centros ou usa o carro todo dia, é mais arriscado não contar com a cobertura para colisões.

Mais sobre o Seguro só contra roubo

Indenização integral

Além do custo menor, o seguro só contra roubo e furto não tem valor de franquia. A indenização será sempre integral, quase sempre 100% do valor da tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Se o carro for encontrado com danos e os reparos superarem 75% do seu valor, é dada a perda total e a indenização é integral.

Algumas companhias, contudo, oferecem a opção de pagamento de franquia para indenização parcial. Nesta situação, o veículo é recuperado com danos, mas não é constatada a perda total. Nestes casos, é necessário incluir o perfil de uso do condutor para avaliação de risco.

Assistência 24 horas está inclusa

A Assistência 24 horas, uma das grandes vantagens do seguro auto completo, é mantida no auto parcial. Com ela, o segurado tem socorro mecânico em casos de emergência e reboque gratuito. Além disso, caso não haja sinistro durante a vigência da apólice, o segurado acumula bônus para a renovação seguinte. Ele também pode ser usado até se optar por um seguro completo.

É possível contratar mais serviços

Outras coberturas são oferecidas como opcionais no seguro auto parcial. Entre elas estão:

  • Coberturas para danos materiais e corporais em terceiros ou passageiros;
  • Cobertura para vidros, faróis, lanternas e espelhos retrovisores;
  • Carro reserva por sete, 15 ou 30 dias;
  • Extensão do reboque para 300, 500, 1.000 quilômetros ou ilimitado, entre outros.

Rastreador gratuito

Outra vantagem do seguro só contra roubo e furto é a instalação gratuita de um rastreador em comodato. Com ele, uma central monitora a localização do carro em tempo integral e pode bloqueá-lo e localizá-lo rapidamente em caso de roubo ou furto. O equipamento, porém, é oferecido por apenas algumas companhias seguradoras.

Aceita carros mais antigos, importados ou modificados

Quase todas as companhias não aceitam segurar veículos com mais de 10 anos de uso ou importados. Isso ocorre pela dificuldade de encontrar peças para consertá-los em caso de sinistro ou pelo risco maior de se envolverem em acidentes, no caso dos modificados. Isso não acontece no seguro só contra roubo e furto, já que não será necessário reparar o veículo.

A cobertura parcial para roubos e furtos é bastante interessante para quem possui um carro mais antigo. Este tipo de veículo é muito visado por desmanches justamente por não ter mais uma grande oferta de componentes de reposição. E não é só: como carros antigos são mais sujeitos a panes e defeitos, a assistência 24 horas acaba sendo uma grande aliada para não ficar parado na estrada.

Proprietários de carros clássicos mais raros e valorizados – muitas vezes com preço de mercado bem acima da tabela – devem saber que vão receber o valor indicado na tabela FIPE em caso de indenização integral. O mesmo vale para carros com modificações. As companhias não levam em consideração os preços praticados no mercado. No caso de equipamentos e acessórios não originais, é preciso contratar uma cobertura à parte.

Motoristas de aplicativos e motocicletas

O seguro completo costuma ter um preço bem elevado para motoristas de aplicativos e motocicletas devido ao maior risco de se envolverem em sinistros. Com isso, muitos acabam optando por não fazer seguro. Isso pode causar um enorme prejuízo, principalmente se o carro ou a moto forem financiados. O seguro só para roubos e furtos é uma boa alternativa para esse tipo de cliente devido ao seu custo mais baixo.

Maior quantidade de empresas

O seguro auto parcial é mais fácil de ser administrado pelas companhias e não exige uma estrutura muito grande para ser operado. Desta maneira, mais empresas oferecem o produto. Com a concorrência maior, o cliente tem mais opções de preços. No entanto, cuidado antes de assinar o contrato. Verifique a reputação da empresa em sites como o Reclame Aqui e veja se ela é autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

E se você pagar o Seguro Auto apenas quando usar o carro?

Quem usa pouco o carro tem mais uma opção além do seguro só contra roubo e furto. Trata-se do Seguro Auto Pay Per Use, criado pela ThinkSeg em parceria com a Generali Seguros. Você paga uma assinatura mensal e mais alguns centavos por quilômetro rodado e está protegido contra roubo, furto e acidentes, como em um seguro convencional. Dependendo do seu uso, a economia pode chegar a 50%.

Um app faz toda a telemetria, calcula a quilometragem mensal e distingue o meio de transporte que você está usando (o próprio carro, aplicativos de transporte, ônibus, bicicleta ou a pé). Pelo aplicativo, você tem todas as informações do seu seguro, além de acesso a assistência 24 horas e outras funcionalidades. Outra vantagem é que você pode fazer o cancelamento da apólice pelo próprio celular, sem necessidade de ligações ou atendimento.

 

+ Qual é a cobertura mínima do Seguro Auto?

 

Última atualização em 16/07/2020