Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Convivência no trânsito com ciclistas

Ciclistas compartilhando espaço com motoristas e pedestres

Convivência no trânsito com ciclistas

08/12/2014

Respeito deve ser a principal palavra quando se trata de trânsito. Quando se respeita o espaço dos demais motoristas nas ruas, por exemplo, temos maior fluidez e segurança na hora de dirigir; quando respeitamos o espaço de pedestres, também construímos a relação de controle mútuo dentro do trânsito caótico das cidades. Assim, todos que andam pelas ruas conseguem ter seu espaço e circular com mais segurança na cidade.

Mas, e quanto aos ciclistas?

Acidentes ciclistas área urbana
Andar de bicicleta parece ser algo impossível, principalmente dentro das grandes cidades. Segundo estudo recente da GHSA – organização sem fins lucrativos que incentiva programas de educação sobre segurança viária nos Estados Unidos – indicou que 69% dos acidentes com ciclistas ocorrem em áreas urbanas. E essa realidade também faz parte do cenário brasileiro! Os ciclistas sofrem em uma verdadeira disputa entre carros, motos, ônibus e bicicletas.
Mas, ao contrário do que se pensa, o número de ciclistas aumentou consideravelmente ao longo dos anos: temos mais de 70 milhões de bicicletas integrando a frota do veículo no Brasil. Em São Paulo, por exemplo, com as novas ciclofaixas e ciclovias o número de pessoas que optam pela bicicleta para chegar ao trabalho, faculdade ou em horas de lazer aumentou bastante.

Andar de bicicleta pode ser uma alternativa saudável tanto para o ciclista como para o meio ambiente, por permitir uma redução total de poluentes. No entanto, é importante saber o papel de cada um dos atuantes no trânsito, para que se mantenha a calma, controle e, principalmente, segurança.

Dicas para o ciclista

  • Educação e conhecer as leis de trânsito, sempre respeitando-as;
  • Ser visto, utilizando roupas claras que chamem a atenção e, quando possível, acoplar luzes que são permitidas na bicicleta;
  • Evitar ruas e avenidas movimentadas, além de manter-se à direita e na mão correta de direção;
  • Utilizar ciclovias e ciclofaixas, quando estas são disponíveis.

Dicas para o motorista

  • É importante que motoristas e ciclistas fiquem atentos no trânsito.Levar em consideração a diferença entre a velocidade de um carro para uma bicicleta, e respeitar o tempo de reação de ambos;
  • Justamente por pontos cegos e pelo tamanho, a bicicleta é difícil de se identificar no trânsito. Mantenha-se atento;
  • O tempo de frenagem de um carro é menor do que de uma bicicleta, sendo preciso manter maior cuidado em casos que se faça necessário frear.

Deve-se levar em consideração que, segundo a legislação de trânsito brasileira, os ciclistas e pedestres possuem prioridades sobre demais veículos motorizados, sendo que quem anda a pé tem maior prioridade ainda no trânsito.

Lembre-se que o respeito no trânsito é ponto principal para prevenção de acidentes e situações desagradáveis! Inclusive, algumas seguradoras desenvolvem ações sustentáveis para a boa convivência no trânsito. E lembre-se que você pode optar pela bicicleta se pretende economizar com gasolina, estacionamento e outros gastos que o veículo não tem.

Vai andar de bike pelas ruas? Não esqueça de fazer um seguro para seu celular, evitando que roubos e furtos se tornem uma dor de cabeça!