Válvula Injetora: como saber quando está ruim?

Imagem de carro na rua para post sobre válvula injetora

Válvula Injetora: como saber quando está ruim?

19/08/2019

O que é válvula injetora e o que ela faz? Essa importante peça do sistema de injeção eletrônica faz o trabalho de injetar o combustível na câmara de combustão. 

O também popularmente conhecido como “bico injetor”, quando apresenta algum problema, reflete diretamente no desempenho do motor. O resultado pode ser uma grande dor de cabeça para o motorista que pode ter falhas de ignição, perda de potência e até a paralisação total do veículo. 

Então, é bom ficar de olho na válvula injetora para não ficar a pé. Se a luz para verificação do do motor acender no painel, fique atento!

Mas como saber quando ela está apresentando algum tipo de problema? É preciso limpar o bico injetor preventivamente? 

Fique com a gente. Vamos explicar agora!

Cotação Online de Seguro Auto

O que é Válvula Injetora? 

Andando por aí, encontramos diversos nomes para a válvula injetora. Você pode ter ouvido falar até em “eletro injetor”, mas, o nome mais popular é “bico injetor”. 

A verdade é que a maneira como é chamado esse componente do sistema de ignição pode variar, mas sua função é uma só. A válvula injetora (nome técnico) é a responsável por lançar o combustível no motor – ou câmara de combustão.

Como ela funciona?

As válvulas injetoras, ou bicos injetores, são controlados pelo computador do motor, que ordena a pulverização do combustível em finas gotículas. Isso tudo acontece dentro de intervalos de tempo programados. 

Este componente, portanto, controla a injeção de combustível de uma forma muito precisa. E toda essa exatidão é essencial para que a dosagem atenda à necessidade do motor. É por isso que o bico injetor é considerado um componente de alta precisão. 

Quando estão em pleno funcionamento, elas otimizam o desempenho do veículo e o seu consumo de combustível. Desta forma, o carro emite menos gases poluentes!

Mas quando não funcionando muito bem, apresentam “sintomas” que devem servir como ponto de atenção ao motorista. 

Como saber quando a Válvula Injetora está ruim?

Uma das situações mais comuns acontece quando o motorista começa a sentir diferenças no desempenho do motor

Um bico injetor de combustível com algum tipo de defeito pode fazer com que o carro:

  • Sofra falhas de ignição;
  • Perca potência e aceleração;
  • Tenha cheiro de combustível;
  • Até mesmo a parada do motor.

Isso acontece pois a válvula injetora pode “entupir” fazendo com que não haja pulverização de combustível de forma correta. As falhas deste componente também podem ser de origem elétrica. 

Apenas a checagem de um profissional pode detectar a causa e também indicar o melhor procedimento a ser adotado para a correção do problema.  

Então, para evitar grandes dores de cabeça, é importantíssimo fazer a revisão periódica do veículo. Verifique todo o sistema de ignição antes que ele apresente qualquer inconformidade. 

Bico injetor: limpar ou não limpar?

Todo motorista já deve ter ouvido opiniões que se dividem entre limpar e não limpar a válvula ou bico injetor. 

Você estar se perguntando: “Mas não existem no mercado bicos injetores ‘auto-limpantes’?”.

Profissionais esclarecem que existem peças que são fabricadas com matérias-primas que não permitem que o material resultante da carbonização fique “incrustado”. Desta forma, são consideradas como auto-limpantes.  

Mas, de qualquer forma, a recomendação é verificar as condições gerais das válvulas injetoras nas revisões. Somente em caso de alguma alteração fora do normal é que se deve realizar a limpeza.

E ainda, para que o profissional mecânico possa avaliar com cuidado se o componente está em condições ou não de ser reinstalado no veículo, existe uma série de testes, além da limpeza propriamente dita. 

Esses testes utilizam equipamentos ultra modernos que dizem com precisão o que precisa ser feito em cada caso. 

O que pode prejudicar a Válvula Injetora?

O motorista precisa saber que existem dois tipos de “sujeira” que podem acometer o bico injetor. 

Uma delas é proveniente da mistura de ar e combustível, que produz os gases que não são expelidos pelo escapamento. Esses gases se misturam com os gases do óleo do motor, que quando aquecido, formam uma mistura conhecida como carbonização, que impregna nas paredes do motor. E este processo também pode acontecer na ponta do bico injetor. 

Essa “sujeira” acumulada pode “tapar” os micro furos da peça, deformando a injeção do combustível. Com isso, ao invés de uma pulverização uniforme em toda a câmara, o jato deformado alcança as paredes do coletor. Isso provoca um retardo na liberação do combustível, que não chega onde precisa no tempo necessário. 

Neste caso, especialistas recomendam que a limpeza da válvula seja feita em uma máquina apropriada. 

O segundo tipo de sujeira muito comum em bicos injetores é proveniente do próprio combustível. Ele carrega pequenas partículas que vão se desprendendo em todo o seu processos de passagem – desde as bombas do posto até sua chegada na câmara de combustão. E isso também pode atrapalhar a injeção perfeita do combustível. 

Neste caso, é preciso retirar o filtro e fazer uma retro-lavagem na peça. 

Outro tipo de problema comum acontece na vedação do componente. Neste caso, mecânicos recomendam fazer a troca dos vedadores do bico injetor para evitar a entrada de “ar falso” dentro do cilindro do motor.

Outros itens no sistema 

É importante saber também que existem outros itens no sistema de injeção eletrônica. Todos eles são passíveis de impregnações oriundas dos gases, que se acumulam nessas partes.  

Portanto, se os bicos estiverem sujos, os demais itens do motor também devem ser verificados e limpos. 

Apenas uma checagem completa garante que o veículo esteja livre de qualquer falha que possa ser ocasionada em seu sistema de ignição. 

Então, a dica principal é: fique atento a todas essas recomendações e mantenha a manutenção do seu veículo sempre em dia.

Além disso, é fundamental contar com um seguro de veículo para te proteger quando precisar. Faça uma cotação online de seguro auto e escolha o melhor para você. 

 

 

Última atualização em 19/08/2019