COTAR SEGURO ONLINE Bidu - Cotação e Comparação de Seguro e Crédito Online
-->
thumb image

Como está a venda de carros durante a crise? Entenda o novo mercado

Saiba como economizar na contratação do seguro e escolher o melhor plano

A indústria automobilística foi um dos segmentos da economia que mais sofreram com a pandemia causada pelo coronavírus Sars-CoV2. Depois de amargar uma queda de 78% em abril em comparação ao mesmo mês de 2019, os emplacamentos estão crescendo e o mercado está se recuperando. Mas como, de fato, está a venda de carros na crise? E o seguro auto?

As vendas de automóveis e comerciais leves cresceram 116,8% em junho em comparação a maio. Os dados são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Mas como está sendo a venda de carros na crise? Como as lojas e concessionárias estão fazendo para atrair o cliente?

Cotação online de Seguro Auto

Venda de carros na crise: olho no computador e telefone na mão

Os clientes em potencial estão evitando sair de casa com medo de se infectarem. Além disso, as lojas de veículos ficaram proibidas de abrir as portas por quase 60 dias praticamente em todo o país. Atualmente, estão abrindo com restrições em alguns estados. Com a venda presencial impossibilitada, a única maneira é fazer toda a negociação on line por mensagens via aplicativo WhatsApp ou por telefone.

Muitos vendedores recorrem ao cadastro de clientes da loja e ligam para cada um deles oferecendo oportunidades de negócio. Caso a negociação evolua, o vendedor leva o carro de interesse até a casa do cliente para ele conhecer melhor e realizar o test-drive. A visita é aproveitada para fazer uma avaliação no carro usado do cliente, caso ele tenha interesse em usá-lo como parte do pagamento.

Descontos generosos

Apenas dar atenção ao cliente não é suficiente para fazer a venda de carros na crise. É necessário oferecer um bom negócio. Quase todas as concessionárias estão apelando para grandes descontos, mesmo para seus modelos mais vendidos. O Chevrolet Onix, por exemplo, é o carro mais vendido do Brasil e pode ser encontrado na faixa dos R$ 67.000 na versão topo Premier zero quilômetro. São quase R$ 6.000 a menos do que o preço de tabela.

O mesmo vale para o SUV Volkswagen T-Cross Comfortline 1.0 TSI 2020, tabelado a R$ 110.260 e vendido por R$ 100.000 em diversas concessionárias consultadas. Até modelos de entrada, que têm pequenas margens de lucro, estão em promoção. Um exemplo é o Fiat Mobi Like 1.0, oferecido com descontos de até R$ 4.000 nas concessionárias do estado de São Paulo.

Condições especiais de pagamento

Atendimento diferenciado e grandes descontos? Para concretizar venda de carro na crise tem que oferecer mais. A maior parte das montadoras está trabalhando com condições especiais de financiamento, entre elas o vencimento da primeira parcela apenas em 2021. Muitas concessionárias vão além e oferecem revisões grátis, bônus na avaliação do carro usado, taxas de juros reduzidas nos financiamentos e acessórios de brinde.

Usados no mesmo barco

No setor de usados, descontos e atendimento personalizado também estão sendo praticados. O Jeep Compass Longitude 2.0 Flex 2017 é um dos SUVs mais procurados no mercado de usados e é tabelado a R$ 86.900 na FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Agora ele está custando cerca de R$ 82.000 nas lojas de seminovos.

Vendedor de carros usados em Campinas (SP) há 25 anos, Ricardo Pinto tem ligado para todos os antigos clientes e amigos em busca de oportunidades de negócios. “Os carros mais baratos, com preço até R$ 40.000, são os mais procurados. O giro dos modelos mais caros está mais lento e preciso dar desconto para conseguir vender. Para quem está de olho nesta faixa mais alta de valor, é uma boa hora para comprar.”, explica Pinto.

“Se antes o cliente vinha na loja, agora é tudo pelo WhatsApp. Quando não tenho carro que o cliente quer, saio em busca de anúncios de vendedores particulares nas plataformas digitais de compra e venda e tento fazer uma ponte entre os dois. Vale tudo para vender durante a pandemia.”, finaliza o vendedor.

Pesquise e peça desconto na compra e venda de carros na crise

As revendas e autorizadas precisam mais do que nunca de capital para manter a operação em funcionamento e estão fazendo qualquer negócio. Com tanta oferta, os compradores têm à disposição os mais diferentes preços e modelos. A dica é pesquisar bastante e não ter vergonha de barganhar. As chances de comprar carro na pandemia com um belo desconto e fazer um excelente negócio são enormes.

Daqui prá frente, tudo vai ser diferente…

Assim como o home office deverá ser mantido por muitas empresas depois da pandemia, o modelo de vendas de carros online também veio para ficar. Com isso, a mesa do vendedor e o famoso cafezinho das concessionárias devem se aposentar.

Não há mais a necessidade de grandes estruturas para a exibição dos veículos e de muitos vendedores para atenderem os clientes. As autorizadas tendem a diminuir o tamanho do setor de vendas e aumentar o de pós-vendas. Este setor é muito lucrativo e essencial para fidelizar os clientes da marca. Esse processo já estava em andamento e a pandemia apenas o acelerou.

 

Última atualização em 14/07/2020