Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Qual é o valor ideal para o limite do cartão de crédito?

valor ideal para o limite do cartão de crédito

Saiba qual é o valor ideal para o limite do cartão de crédito

Ter um cartão de crédito em mãos pode facilitar muito a nossa vida na hora das compras. Aqui já mostramos quais são as situações que podem realmente fazer valer a pena utilizar esse dispositivo. Para que o consumidor tenha mais liberdade no momento de optar pelo uso é essencial ficar atento ao limite do crédito disponibilizado pela operadora. Mas, afinal, qual é o valor ideal para o limite do cartão de crédito para cada pessoa? Vamos por partes.

Como é definido o limite do cartão?

Diversos fatores são levados em conta pela administradora para estabelecer o limite de um novo cartão. O perfil do usuário é analisado levando-se em consideração sua renda total ao final de cada mês. A conta deve ser feita de modo que o dono do cartão possa pagar a fatura. Sem ficar comprometido com dívidas acima do seu poder aquisitivo.

Há inúmeros casos em que as operadoras financeiras oferecem um cartão com limite pré-aprovado. Normalmente esse valor não é tão elevado e tem o objetivo de facilitar a contratação por parte do cliente. Posteriormente, este pode pedir que o valor seja ampliado mediante apresentação de comprovante de renda e outros documentos.

Ainda com dúvidas?No vídeo abaixo explicamos como funciona e como aumentar o limite do cartão de crédito.

Qual porcentagem da minha renda posso comprometer com o limite do cartão?

Muitos especialistas em finanças pessoais defendem que um valor correspondente a 50% de sua renda é o ideal para definir o limite de um cartão de crédito. Assim, você tem uma vida financeira saudável, sem a necessidade de fazer empréstimo pessoal.

Não custa lembrar que os gastos com o cartão serão somados a outras transações financeiras que você tem que efetuar todo mês. Como aluguel, plano de saúde, contas de água, luz e internet, entre outros.

Partindo desse princípio, cada cliente pode fazer uma conta rápida para imaginar qual será o seu limite ideal. Somando todos esses gastos fixos e subtraindo do seu total de rendimentos. O dinheiro restante é aquele que você tem para realizar outros gastos ao longo do mês. A partir daí, separe uma parte desse valor para eventualmente comprometer com os gastos do cartão.

E atenção: o bom senso sempre deve prevalecer. Lembre-se que gastos inesperados podem aparecer pela frente. Exatamente por isso, nunca devemos comprometer toda a nossa renda com uma única finalidade.

Qual é o seu perfil de gastos com cartão de crédito?

Ao contratar um novo cartão de crédito é importante ter a pergunta acima em mente. Você é do tipo que faz muitas compras online? Gosta de usar seu cartão para todo tipo de transação para acumular pontos e benefícios oferecidos pela administradora? Você é um usuário constante de serviços que pedem o pré-cadastro do número do cartão para facilitar o pagamento, como transporte individual de passageiros ou streamings de vídeo e música?

Se as respostas para questões do tipo forem positivas, é possível tentar um limite maior para seu limite. Já que parte do seu orçamento já fica comprometida com isso ao final do mês.

No entanto, se você não é um usuário assíduo do cartão de crédito e utiliza esse dispositivo somente para compras pontuais, um limite alto não se faz necessário. Eventualmente, para uma compra de valor mais elevado, negocie o aumento do limite direto com a operadora.

E vale a pena reforçar: o bom senso no uso do cartão de crédito é fundamental para não comprometer suas finanças e para que você não se afunde em dívidas. Faça constantemente uma avaliação do seu limite e veja se o que você tem disponível para uso está de acordo com a sua necessidade. A qualquer momento, entre em contato com a sua operadora para renegociar o valor, seja para ampliar, seja para diminuir o limite. Isso pode ser fundamental para manter em dia sua saúde financeira.

+ Precisando de mais dinheiro? Faça um empréstimo pessoal consignado