Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como são calculadas as prestações de um consórcio?

Antes mesmo de fazer um consórcio, seja qual tipo de consórcio for – de casa, carro, etc. – é importante conhecer detalhes do produto oferecido pelos bancos ou administradoras. Uma das principais coisas antes de contratar é saber como calcular consórcio. Ou seja, como saber quais serão as parcelas que você vai pagar.

Imagem de notas dinheiro para ilustrar texto sobre como calcular consórcio

É válido saber planejar o valor das prestações que serão pagas. Assim, você evita problemas futuros para atingir o seu objetivo de conquistar o bem que tanto deseja.

Você sabe como calcular consórcio? Sabe como serão as parcelas? Sim, estamos falando da simulação das prestações!

Assim, é possível estar mais do que preparado para decidir se o consórcio é uma boa opção ou não para você adquirir o bem ou serviço que quer.

A gente sabe que, quando falamos em parcela de consórcio, muitas dúvidas podem surgir.

Vamos então resumir para você os principais pontos que devem ser levados em conta na hora de saber como calcular consórcio. Assim, é possível ter um planejamento financeiro eficiente caso a sua opção seja mesmo fazer um consórcio.

Afinal, mesmo sendo um produto mais acessível do que, por exemplo, um financiamento, é essencial programar a sua contratação. Veja outras diferenças entre consórcio e financiamento

Antes de entramos no detalhe de como calcular consórcio, porém, vamos fazer uma breve introdução sobre o que é um consórcio.

Consórcio

Trata-se de uma modalidade de crédito que permite a compra parcelada e planejada de um bem ou serviço.

O consórcio funciona a partir de um fundo de crédito que é formado por um grupo de consorciados.

Esse grupo tem como meta a compra, por exemplo, de uma casa ou de um carro. O valor é pré-definido e também o prazo já é determinado para o pagamento.

Esse fundo é administrado por uma instituição financeira que realiza regularmente as assembleias. Nelas, ocorre a contemplação dos consorciados seja por sorteio ou lance.

Como calcular consórcio

A gente já sabe como um consórcio funciona. Mas também é importante conhecer todas as informações sobre ele para saber como calcular consórcio da forma correta.

Por isso, leia com atenção cada linha do contrato e não tenha vergonha de perguntar tudo o que for preciso. É preciso estar 100% por dentro do que é oferecido – e que será aceito por você assim que assinar o documento.

Uma das mais importantes informações que devem constar diz respeito às taxas presentes no consórcio. Vamos conhecer cada uma delas a partir de agora.

Em geral, um consórcio apresenta quatro tipos diferentes de pagamentos: o fundo comum, a taxa de administração, o fundo de reserva e o seguro. Vamos conhecer todos esses pagamentos para depois saber como calcular consórcio.

Fundo comum

Trata-se do valor que todos os consorciados pagam para que seja formado um fundo para a compra de um bem.

Esse fundo irá compor, então, o saldo para a realização das contemplações que ocorrem mensalmente.

O valor mensal que cada consorciado paga do fundo comum é obtido mediante um percentual calculado sobre o valor do crédito que é contratado.

Taxa de administração

Nada mais é do que o valor cobrado pela empresa que administrará os grupos de consórcio.

O percentual aqui é aplicado pelas administradoras. Ou seja, elas têm a liberdade de fixar o valor.

É válido dizer que toda administradora de consórcio só pode atuar quando é autorizada e credenciada pelo Banco Central do Brasil.

Fundo de reserva

Esse valor tem o objetivo de proteger o funcionamento do grupo de consórcio. Ele entra em ação, por exemplo, quando ocorrem inadimplências e outros gastos referentes aos consorciados do grupo.

Seguro

É um benefício para os consorciados e até mesmo para os herdeiros em casos de sinistros.

Como todas essas taxas são calculadas?

Agora você já conhece as taxas que fazem parte de um consórcio.

O próximo passo é saber como elas são calculadas. É mais simples do que você imagina.

Sabendo como calcular as taxas, você já está a um passo de saber como calcular consórcio como um todo.

Como calcular fundo comum

Este fundo se baseia no valor total da carta de crédito que o consorciado adquire.

Isso significa que ele equivalerá a 100% do bem. Ele será dividido pelo número de meses que o consórcio vai durar.

Por exemplo, um consórcio no valor de R$ 30 mil e com duração de 60 meses terá o valor total de 100/60. Isso corresponde a 1,6667% do valor total ao mês (basta dividir 100 por 60).

Aplicando o percentual:

R$ 30 mil X 1,6667% = R$ 500 reais mensais

Como calcular a taxa de administração

Em geral, ela tem valor mais baixo do que o fundo comum.

Aprender a calcular mais essa taxa é mais um passo para saber como calcular consórcio.

Vamos supor que a taxa de administração seja de 15% do valor total da carta de crédito que o consorciado adquiriu. Neste caso, deve-se lembrar que ela ainda deve ser diluída nos meses de duração do consórcio.

Por exemplo: os 15% serão divididos nos 60 meses de duração do consórcio até completar o número total das parcelas e atingir os 15%.

Resultado dessa conta: 0,25% de taxa mensal.

Aplicando o percentual:

R$ 30 mil X 0,25% = R$ 75 reais mensais

Como calcular o fundo de reserva

A regra é a mesma que é usada para calcular a taxa de administração.

Se o fundo de reserva corresponder a, por exemplo, 2% do valor da carta de crédito que foi adquirida, o consorciado pagará 2% dividido nos 60 meses de duração do consórcio.

O resultado dessa conta é 0,0333%.

Aplicando o percentual:

R$ 30 mil X 0,0333% = R$ 9,99 reais mensais

Como calcular o seguro

Esse valor varia de acordo com o contrato. Em geral, ele é calculado sobre o saldo devedor. Vale aqui a dica de sempre: fique atento às informações do contrato antes de fechar o acordo.

Como exemplo do que é encontrado no mercado, pode-se mencionar o seguro de vida (para casos de falecimento do cotista), seguro desemprego (caso o consorciado perca o emprego), etc.

E a tal da taxa de adesão?

A taxa de adesão é a taxa de administração paga com antecedência. Embora seja permitida por lei, essa taxa pode ou não ser cobrada.

Leia com atenção as regras vigentes do grupo para descobrir se ela será ou não

cobrada. Na hora de saber como calcular consórcio, é fundamental conhecer essa taxa.

Pesquise e compare!

É até simples simular as prestações de um consórcio, certo? Então, agora que você já sabe fazer isso, a dica é pesquisar as diferentes taxas das administradoras/bancos para escolher a melhor opção para o seu bolso. E se optar por entrar em um consórcio, não esqueça que é necessário declará-lo no Imposto de Renda