Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Consórcio de dinheiro entre amigos

Na hora de decidir adquirir um bem, como um automóvel ou um imóvel, ficamos sempre na dúvida a que tipo de modalidade financeira recorrer. Como você já deve saber, o consórcio é uma dessas opções consideradas mais em conta. Mas você sabe o que é consórcio entre amigos?

Imagem de mãos fazendo um acordo para ilustrar texto sobre consórcio entre amigos

O consórcio entre amigos deve sempre ser feitos entre pessoas de confiança.

Pode parecer algo estranho e até amador. Mas acredite, é uma prática que pode render bons frutos para que você e outras pessoas alcance o seu bem tão almejado. Feito com responsabilidade e até mesmo de forma profissional, não tem erro. Esse consórcio poderá sim atender às suas necessidades.

O que é consórcio entre amigos?

Brevemente recordando, o consórcio é uma modalidade de investimento a longo ou médio prazo. Nele, você se junta a um grupo de pessoas para poupar determinada quantia. Esse grupo é administrado por uma empresa que fica responsável por todas as demandas do grupo, inclusive, para os sorteios, lances e a emissão da carta de crédito.

Já o consórcio entre amigos é uma forma de você poupar, seguindo o mesmo modelo do consórcio operado por uma empresa. Porém, no final, você pode ter a liberdade de adquirir qualquer tipo de bem, sem pré-definição.

Ou seja, você continua se reunindo com um grupo de pessoas, de preferência de confiança, como vamos abordar mais a frente. Você poupa mês a mês uma determinada quantia em dinheiro para adquirir um bem ou serviço ou o que você estiver planejando no momento.

Como funciona um consórcio de dinheiro entre amigos?

Pode parecer bem simples reunir um grupo de pessoas interessadas em poupar para ao final comprar o seu bem. E pode até ser, desde que haja maturidade, confiança, organização e responsabilidade entre os seus membros.

Vamos entender passo a passo do que você precisa para montar um consórcio entre amigos.

Reúna pessoas de confiança

O nome já diz tudo: consórcio entre amigos. Então porque convidar pessoas desconhecidas? O ideal é juntar as pessoas pela proximidade e confiança. Pessoas que você acredita que serão capazes de honrar com os seus compromissos dentro desse projeto.

Isso porque, na maioria dos consórcios desse tipo, não há contratos ou toda a burocracia presente em consórcios administrados por uma empresa. Então, fique de olho quando for convidar seus amigos e pessoas próximas. Uma dica, é chamar para participar pessoas que você vê com frequência, como os colegas de trabalho.

Faça as contas de quantas pessoas você irá precisar

Ter muitas pessoas envolvidas pode tornar o processo mais demorado, porém mais lucrativo. Enquanto, por outro lado, ter poucas pessoas, deixa o projeto rápido e com pouca expectativa de render algum capital substancial.

A dica é fazer as contas de quanto você gostaria de arrecadar e encontrar pessoas com objetivos financeiros semelhantes. Veja quanto sairia a mensalidade para esse valor e divida pelos meses seguintes.

Ou seja, supondo que o grupo queira arrecadar R$ 1.000,00 cada, e pagar R$ 100 na mensalidade. Neste caso, o ideal é reunir 11 pessoas para o consórcio durar até 11 meses. Lembrando que no mês em que a pessoa é contemplada, não há o pagamento da parcela da mensalidade.

Seja realista

Como se trata de um consórcio é comum almejarmos grandes valores, bem diferente do exemplo acima. Mas a verdade é que é preciso ter um pé na realidade na hora de definir o objetivo financeiro e as parcelas do consórcio que cada membro deverá pagar por mês.

Lembre-se que uma mensalidade muito alta pode acarretar na inadimplência dos membros e até na desistência. Afinal, nem todo mundo tem uma saúde e um planejamento financeiro tão eficaz. Por outro lado, como já reforçamos aqui, ter um valor muito baixo para ser recebido na contemplação pode desmotivar a reunião de membros potenciais para o grupo.

Outro ponto importante é saber que você deve também considerar a correção mensal que deve ser feita. Assim, reduz os impactos das variações que acontecem com a inflação.

Seja responsável pelo consórcio

Se você teve a ideia de reunir os amigos para fazer um consórcio em dinheiro, lembre-se que junto com o grupo vem a responsabilidade de gerir ele. Não acredite que é só juntar um bom grupo de pessoas, fazer as contas e definir valores, e depois se colocar numa zona de conforto aguardando ser contemplado.

É preciso ter atitude e organização para que tudo funcione bem e para que ninguém fique no prejuízo.

Por isso, não desanime, mas fique atento a todas as movimentações financeiras e defina regras para o grupo. Se for necessário, redija um contrato e fique respaldado de possíveis problemas.

Inadimplentes

Falando em responsabilidade, o que você faria caso algum dos membros não honrasse com as parcelas e atrasasse o pagamento? A resposta pode parecer ruim, mas é você, como organizador do grupo que deverá arcar com esse prejuízo.

Claro que não estamos falando que você deve pagar as parcelas atrasadas desse membro e deixar para lá. A ideia é que você cubra essa parcela sim, para não deixar os demais, que honraram com os seus compromissos, no prejuízo. Mas é importante que você cobre uma multa ou receba o valor dispensado em uma outra oportunidade.

Em caso de conflitos e dores de cabeça com algum membro inadimplente, o melhor é retirá-lo do grupo e assumir as suas parcelas. Ou então convidar um novo membro para substituí-lo e honrar esse compromisso.

Quais as vantagens de um consórcio em dinheiro entre amigos?

A principal vantagem é que é ainda mais econômico esse tipo de consórcio, já que o tradicional exige algumas taxas administrativas e o consórcio entre amigos não. Então, esse modelo ainda apresenta mais essa forma de economizar, não pagando taxas.

Outra vantagem é em relação ao tempo para ser contemplado, que será exatamente definido por você com a duração do grupo.

Consórcios tradicionais podem durar anos dependendo do bem a ser adquirido e o sonho parece muitas vezes distante. Entre amigos, você tem a liberdade de se programar melhor financeiramente, economizar e em um curto espaço de tempo.

Qual o próximo passo?

Agora você já entendeu todo o mecanismo e as vantagens e desvantagens de organizar um consórcio entre amigos. Então, o próximo passo é avaliar o quanto você está disposto a se comprometer com esse projeto de forma responsável e profissional. Afinal, só depende de você e dos amigos que você convidar como membro do grupo para fazer dar certo.

Simular Consórcio Imobiliário