Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

O que é uma cota no consórcio?

imagem de mãos unidas representando o fechamento de negócio para ilustrar texto sobre o que é cota no consórcio

O que é uma cota no consórcio?

Hoje em dia, existem algumas opções financeiras que estão aí para nos ajudar a adquirir um bem ou imóvel. Mas a alta taxas de juros do mercado quase nos faz desistir, até que conhecemos o consórcio. Mas você sabe como funciona e o que é cota no consórcio?

imagem de mãos unidas representando o fechamento de negócio para ilustrar texto sobre o que é cota no consórcio

Para te ajudar a tomar a decisão certa, vamos entender melhor o que é cota. Veremos também como o consórcio pode te ajudar a conquistar a possibilidade de adquirir um bem, sem tantas taxas e burocracias.

O que é um consórcio?

O consórcio é um grupo de pessoas que se reúnem por motivos semelhantes. O objetivo é investir o dinheiro para adquirir um bem. Esse grupo é administrado por uma empresa em comum, contratada com a função de fazer a gestão e o funcionamento desse grupo.

De tempos em tempos, a empresa gestora reúne os membros do grupo para validação do andamento do que está sendo investido. Nessa reunião também acontece a realização de um sorteio, que irá contemplar um dos membros com a carta de crédito. A carta de crédito é o documento que dará direito ao sorteado a comprar o seu produto, imóvel ou serviço.

São diversos tipos de consórcio. Eles podem ser de automóveis, motos, barcos, eletroeletrônicos, terrenos, casas, apartamentos e serviços, como pagamento de uma viagem ou bolsa de estudos. Tudo depende do seu objetivo e do investimento necessário que você tem interesse.

Um consórcio é a ferramenta de investimento ideal para quem não tem pressa ou urgência para comprar. Isso porque a contemplação, via sorteio, pode acontecer tanto no começo do consórcio, quanto no fim.

Seguro e transparente

Apesar disso, o consórcio é uma forma segura, já que é um modelo regulamentado pelo Banco Central do Brasil.

Também é transparente, pois você sabe exatamente o quanto irá gastar, e com baixo custo. No consórcio não são consideradas as taxas de juros que temos no mercado. Ele contempla apenas taxas administrativas e a mensalidade, pagas diretamente a empresa que faz a gestão do grupo.

É bem verdade que é possível antecipar a sua sorte, participando dos lances de oferta durante o sorteio. Com os lances, você pode oferecer uma receita maior que poderá te beneficiar antecipadamente dessa carta de crédito. Além disso, com a carta de crédito em mãos, você ganha um benefício a mais, de poder negociar o produto como compra à vista.

O que é cota de consórcio?

Mas afinal, o que é cota? A cota de um consórcio é justamente o seu registro de identificação dentro do grupo de consórcio. Ou seja, ele é o seu número e o que irá validar a sua participação no consórcio e nos sorteios.

Como adquirir uma cota de consórcio?

Agora que você já sabe o que é cota, saiba que existem duas maneiras de você conseguir uma cota em um consórcio:

  1. Quando o grupo de consórcio está se formando, você então encontra uma administradora de consórcios. A partir dela, contrata a sua participação, adquire a sua cota e participa do grupo de consorciados.
  2. Por transferência. Quando você compra uma cota de consórcio de alguém que não quer mais participar de um grupo, e que possui as mesmas características que você gostaria de adquirir. Essa prática deve ser feita com cautela, segurança e pesquisa, para que você não entre em um consórcio “furada”. Essa cota também é conhecida como cota de reposição.

Como escolher a empresa para administrar o consórcio?

O Banco Central do Brasil (BACEN) é o órgão responsável pela regulamentação da prática do consórcio. Isso te dá uma tranquilidade a mais na hora de validar e compreender a reputação da empresa que você está pensando em se juntar para o consórcio.

O BACEN disponibiliza em seu site dados dessas empresas e também algumas orientações importantes. Assim, o consorciado consegue compreender bem o que ele deve ou não aceitar na hora de fechar um contrato.

Vale a pena comprar cartas contempladas?

Carta contemplada nada mais é do que quando um membro do consórcio é contemplado com a carta de crédito, mas deseja passá-la para terceiros. Ou seja, ao adquirir uma carta contemplada é como se você entrasse em um consórcio como membro já sorteado.

Não é uma prática incomum, porém, há alguns cuidados que você deve ter atenção:

Apure o status da carta de crédito

Neste passo, é quando você vai entender se de fato essa carta existe, de qual empresa administradora esse consórcio provém. Também descobrirá se trata-se de uma carta de um consórcio com as parcelas totalmente ou parcialmente quitadas.

Veja se está pronto para assumi-la

Avalie as condições financeiras que envolvem essa carta e se você realmente está disposto e com capacidade e renda para adquiri-la.

Posso vender a minha cota de consórcio?

Você já sabe o que é cota, mas é importante que saiba também que é possível vendê-la. Da mesma forma que falamos que você pode comprar uma cota de uma pessoa que já faz parte de um consórcio, você poderá sim vender a sua cota. Isso pode acontecer desde que no contrato com a administradora do seu grupo haja essa possibilidade de compra e venda.

Nesses casos, o novo contemplado com a cota assumirá as parcelas da mensalidade que ainda restarem, junto à administradora, e, em particular, quitará as pagas.

Vale lembrar que você só poderá vender a sua cota caso ainda não tenha sido contemplado. Se já tiver sido sorteado com a carta de crédito, vale as regras que mencionamos acima, com a compra de carta de crédito.

Na dúvida em vender as cotas do seu consórcio, consulte a empresa administradora. Ela poderá oferecer novas condições de pagamento para que você não desista das suas cotas. Ou ainda poderá te orientar como deve proceder da melhor forma com a venda.

Posso desistir da minha cota de consórcio?

Você pode desistir do consórcio a qualquer momento. Mas, como todo investimento, há consequências financeiras que precisam ser avaliadas para que você possa entender se realmente vale a pena desistir, e não vender ou transferir.

Essas condições foram previamente definidas por você em contrato junto com a empresa administradora do consórcio. Por isso, não deixe de consultar esse documento antes de decidir.

Caso a desistência ocorra no prazo de até sete dias da assinatura do seu contrato, a legislação garante que você não terá que pagar uma multa. Para quem desiste no decorrer do consórcio, o pedido poderá ser feito direto à administradora, que irá devolver o dinheiro investido.

Por fim, para quem foi sorteado e não quer utilizar a carta de crédito, um processo de “descontemplação” deverá ser solicitado junto à administradora para prosseguir com o cancelamento da cota.

Um pouco mais sobre cotas

Em resumo, é com a cota de um consórcio que você registra, participa e garante o resultado final de ter a tão sonhada carta de crédito.

Se você já fez as contas e entendeu que esse é o melhor momento da sua saúde financeira para entrar em um investimento como o consórcio, sem dúvidas você estará fazendo uma excelente opção. O consórcio tem com baixo custo e retorno transparente e garantido.

É importante lembrar também que é preciso sempre declarar o seu consórcio no Imposto de Renda, seja ele contemplado ou não.