Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como funciona o empréstimo sem comprovação de renda?

Imagem de calculadora para ilustrar texto sobre empréstimo para autônomo

Como funciona o empréstimo sem comprovação de renda?

Um imprevisto acontece e é necessário contar com um dinheiro extra. O que vem à mente em um momento assim? Fazer um empréstimo pessoal? Mas e se isso ocorrer em um cenário em que o trabalhador seja autônomo ou mesmo esteja desempregado? É possível um empréstimo para autônomo?

Imagem de calculadora para ilustrar texto sobre empréstimo para autônomo

Como ele poderá ter o empréstimo sem comprovar a renda? Aliás, é possível fazer um empréstimo nessas condições?

Empréstimo para autônomo

A boa notícia é que é possível sim fazer empréstimo para autônomo. Hoje em dia, é até comum ter acesso ao empréstimo sem que a renda seja comprovada.

Mas tenha algo em mente. Por se tratar de um procedimento de maior risco, as condições são diferentes daquelas impostas para quem busca o empréstimo e tem como comprovar a renda.

A primeira informação importante que você deve saber ao buscar empréstimo para autônomo é a seguinte. Sem ter como comprovar que o empréstimo será pago, as taxas de juros cobradas serão mais altas do que as utilizadas em um empréstimo com comprovação de renda.

Esse “detalhe” deve ser alvo de máxima atenção por parte do requisitante/cliente.

Até porque há várias opções de contratação de empréstimo sem comprovação de renda. Assim como também há vários tipos de golpes no mercado que têm como alvo aqueles que estão precisando de dinheiro extra (vamos falar disso mais adiante).

Principais pontos de atenção

Como muitas vezes não há outro caminho, é necessário fazer o empréstimo.

Você já sabe que isso pode ocorrer mesmo quando não há comprovação de renda.

O importante agora é seguir pelo caminho certo para que não ocorram fraudes ou outros incidentes de percurso.

A primeira coisa a ser feita, portanto, é pesquisar.

Isso é vital para que o cliente interessado em fazer o empréstimo não caia nas garras das instituições que não estão vinculadas ao Banco Central.

Segundo os especialistas, a dica é sempre recorrer a uma empresa que tenha credibilidade.

Para realizar o empréstimo, a instituição requisitará alguns documentos como o RG, o CPF e um comprovante de residência.

Algumas empresas também podem solicitar indicações de contatos pessoais para a confirmação cadastral. Já pense com antecedência quem poderá cumprir esse papel.

Antes dessa etapa, porém, é importante analisar as taxas de juros oferecidas pelas empresas.

Há diferenças entre elas. E essa é a informação que pode fazer toda a diferença no momento de escolher a instituição.

Além das taxas, outras informações devem ser analisadas como o CET (Custo Efetivo Total), valores de parcelas, prazos para começar e terminar de pagar o empréstimo, entre outras.

Golpes: fuja deles!

Como já mencionamos, trata-se de um mercado que apresenta vários relatos de golpes.

Portanto, atenção redobrada aqui. Há empresas que agem de má fé e solicitam adiantamento de depósitos e taxas extras.

Nunca pague nada adiantado e verifique todos os requisitos para o empréstimo antes de contratar. Isso significa que é preciso ler o contrato com muita atenção para evitar surpresas inesperadas.

Nome limpo e cálculos em dia

Um dos requisitos para obter empréstimo para autônomo com mais facilidade e mesmo sem ter a renda comprovada, é mantendo o nome limpo e o cadastro positivo.

Outro ponto importante: mesmo sem ter a renda mensal como segurança, é essencial saber se há condições de pagar o empréstimo. Para isso, dedique um tempo aos cálculos das despesas contraídas para ter ideia exata de que estará assumindo uma dívida que poderá quitada.

Exemplos de empréstimos sem comprovação de renda

Entrar no cheque especial ou mesmo pagar o rotativo do cartão de crédito pode ser muito caro para quem está precisando de um dinheiro extra.

É nesse cenário que o empréstimo pessoal ganha espaço e apresenta algumas opções de linhas de crédito para quem não pode comprovar a renda.

Vamos conhecer as mais comuns:

Empréstimo com garantia

Uma das opções para a realização de empréstimos sem comprovação de renda é com o uso de garantias que podem ser bens como veículos ou imóveis.

São muitas as instituições financeiras que colocam essa opção à disposição, já que o risco de inadimplência é muito baixo.

Para quem solicita o empréstimo, utilizar essas garantias pode ser a melhor alternativa por dois motivos. É possível obter juros mais baixos e também é possível contar com prazos de pagamento maiores (quando a garantia é uma casa, por exemplo, esse prazo pode chegar a até 360 meses).

Mas qual o valor que as instituições financeiras colocam à disposição do cliente nessa negociação com garantia de um bem?

Em geral, o crédito disponibilizado corresponde a no máximo 70% do valor do bem que é usado como garantia.

Mas vale aqui um lembrete importante: caso o empréstimo não seja pago, o cliente perderá o bem.

Trata-se, portanto, de uma opção que só deve ser levada adiante quando há um planejamento adequado para quitar a dívida.

Empréstimo com avalistas

Outra opção apresentada no mercado para quem não tem como comprovar a renda é o empréstimo com avalista.

Esse avalista costuma ser alguém que tenha proximidade com quem necessita do empréstimo. Ele tem aqui a função de contribuir para o processo de contratação de crédito.

O avalista nada mais é do que a pessoa que disponibiliza a sua própria comprovação de renda ou os seus bem como garantia para que o solicitante realize o empréstimo.

Empréstimo online

Há empresas que colocam à disposição empréstimos sem comprovação de renda de forma online.

Apesar de ser um jeito simples e rápido, merece toda a atenção e pesquisa. Tenha cuidado para não optar por uma empresa que não esteja regularizada junto ao Banco Central ou mesmo por uma instituição que aja ilegalmente solicitando, por exemplo, depósito antecipado.

Esse formato online também pode oferecer juros mais altos em alguns casos, já que não solicita garantias para a quitação da dívida.

Empréstimo em financeiras

Trata-se de uma opção que cobrará juros elevados e liberará um valor baixo.

Entretanto, costuma ser a escolha de quem não obteve o empréstimo nas opções anteriores (acima citadas) e precisa do dinheiro com urgência.

Após a entrega dos documentos a instituição realiza a análise de crédito para então definir se concederá ou não o mesmo.

+ Empréstimo para aposentado