Como fazer um Investimento com Pouco Dinheiro?

Desenho de dinheiro crescendo como árvore para ilustrar texto sobre investimento com pouco dinheiro

Como fazer um Investimento com Pouco Dinheiro?

A grana está curta, as contas não param de chegar e pouco sobra para economizar no fim do mês. Tem passado por isso? Pois é, muitas pessoas vivem essa situação e não conseguem guardar o seu precioso dinheiro para depois multiplicá-lo. Mas… Você sabia que é possível fazer investimento com pouco dinheiro? Não, como assim? Nós mostraremos a você os melhores caminhos para investir sem precisar abrir tanto o bolso!

Desenho de dinheiro crescendo como árvore para ilustrar texto sobre investimento com pouco dinheiro

É possível sim começar a investir com pouco dinheiro.

Como se preparar para um Investimento com Pouco Dinheiro?

Para realizar um investimento com pouco dinheiro é preciso saber algumas informações básicas para não ser pego de surpresa depois. Vamos a elas:

Pesquise sobre como investir

Esta dica vale tanto para quem é iniciante como para os mais experientes: buscar conhecimento. Informe-se sobre investimentos, procure a respeito das alternativas mais benéficas no momento, além de ler para entender onde está colocando o seu dinheiro. 

Investir não é tão complicado quanto parece, mas dedique um tempo para pesquisar e estar por dentro desse universo. Assim, você sentirá mais seguro e diminui a possibilidade de ser surpreendido por algo que não sabia. 

Pague dívidas

Sim, pode soar clichê, mas não comece um investimento com dívidas na praça. Busque primeiro quitar os débitos pendentes, seja o cartão de crédito, empréstimos ou aquela conta na padaria, e evite mais apertos. Não comece a economizar quando há despesas batendo na porta e, muitas vezes, juros crescendo a todo vapor. 

A conta saiu do vermelho? Isso já é um bom sinal que você pode fazer um investimento com pouco dinheiro sem estar preocupado com as dívidas que costumam nos tirar o sono. 

Tenha objetivos claros

Como falamos de investimentos com pouco dinheiro, alguns objetivos você deve ter definido, certo? Então, estabeleça metas com o que pretende fazer a curto, médio e longo prazo. Com os objetivos traçados, fica mais fácil guardar uma grana e se disciplinar para alcançar o que almeja. 

Isso vale para aquela viagem que planeja há tanto tempo, comprar um carro novo, reformar a casa ou economizar para a educação dos filhos. Tem uma meta decidida? Anote, planeje-se e veja qual o investimento casa com o seu perfil. 

Planeje-se

A organização é crucial para você ter o resultado desejado e não se perder nas contas. Por isso, procure montar uma planilha com todos os seus gastos, desde os menores, como o café e lanche, até as despesas mensais. Dessa forma, é possível visualizar o quanto exatamente sobra para começar a fazer um investimento. 

Não só isso: a planilha ajudará a economizar cada vez mais, além de criar um controle financeiro. O que auxilia para garantir uma reserva mensal que será investida e, aos poucos, pode ir crescendo com o passar do tempo. 

Não é fã de planilhas? Não tem problema, há vários aplicativos como alternativas. 

Quais são os melhores caminhos para o Investimento com Pouco Dinheiro?

Agora que você já está preparado, vamos conhecer as melhores opções para fazer um investimento com pouco dinheiro:

Tesouro Direto

Sem dúvida, o Tesouro Direto é uma das escolhas mais seguras e rentáveis para quem quer começar a investir. Por quê? Com apenas R$ 30 você pode comprar títulos públicos do Governo Federal. Isso significa fazer um investimento de baixo risco, já que falamos do Tesouro Nacional, além de boa rentabilidade. 

Dentre os títulos disponíveis para a compra, destaca-se o Tesouro Selic. Recomendado para investimento com pouco dinheiro, o investidor empresta o seu dinheiro ao governo por um tempo definido e, depois, recebe o valor investido mais os juros. 

Para quem não conhece, a Selic é a taxa básica de juros da economia. Ou seja, a rentabilidade do Tesouro Selic depende da variação desse índice. 

O Tesouro Selic é um investimento de renda fixa pós-fixado. Traduzindo, o rendimento será determinado somente após a aplicação ser realizada. A vantagem é que ele oferece a possibilidade do resgate do dinheiro a qualquer momento, seja o valor total ou uma parte, sem perder a rentabilidade. Sabe aquele momento de emergência? O Tesouro Selic pode servir para isso também. 

Há chance de você ficar no prejuízo com o Tesouro Selic? Não, mesmo resgatando o capital investido antes do combinado, o valor acompanha 100% a variação da taxa Selic. Por isso, apesar de que o investimento tenha sido baixo, não há prejuízo por causa do valor estar totalmente ligado à Selic.  

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Outra boa escolha para fazer um investimento com pouco dinheiro é o Certificado de Depósito Bancário (CDB). O CDB funciona assim: você realiza um empréstimo no banco e receberá de volta do próprio um valor pré-definido ou dependente da variação de juros e inflação. 

Para investir, é preciso ter uma conta corrente em algum banco. Quanto precisa para começar? Entre R$ 100 a R$ 500, a depender do tamanho do banco. 

O CDB é um investimento seguro e considerado de baixo risco, com o benefício de ter garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). O fundo cobre todas as aplicações de até R$ 250 mil por pessoa. 

É rentável? Sim, com destaque para os investimentos a longo prazo. O rendimento resulta das condições da modalidade escolhida, como a data de vencimento e liquidez do capital investido. 

Calma, nem tudo são flores: o rendimento do CDB é necessário declarar no Imposto de Renda, seja na data de vencimento ou quando fizer o resgate do valor investido. 

Fundos DI

Os fundos de investimento disponibilizam opções acessíveis para o bolso. Entre eles, está o Fundo DI. O Fundo DI é aplicado, em sua maioria, no Tesouro Direto ou em títulos privados com baixo risco. Qual a vantagem? O Fundo DI acompanha as variações da taxa Selic, igual ao Tesouro Selic. Com R$ 50, dá para começar a investir. 

Como falamos de um fundo de investimento, o dinheiro a ser aplicado é confiado a um gestor, o que pode ser um banco ou uma corretora de valores. 

O Fundo DI é recomendado para quem quer fazer investimento com pouco dinheiro devido à segurança, ao bom rendimento e baixo risco. Pode tirar o dinheiro quando der na telha? Claro, esse é um dos benefícios. 

O ponto negativo, neste caso, podem ser as altas taxas de administração, tarifa cobrada pelo gestor do fundo. Isso altera o rendimento? Sim, por isso fique de olho nas taxas, já que não colocará muito dinheiro no investimento. 

Acabou? Ainda não: tem que declarar os rendimentos no IR e não há seguro do FGC, embora o risco seja pequeno. A dica é colocar no papel todos os gastos (investimento, taxa, declaração no leão) para ver se não há problema no seu orçamento. 

Cadê a poupança?

Pois é, não é segredo que a poupança não rende muito, certo? Como ela rende, atualmente, 70% da Selic e ainda conta com a taxa referencial, não é indicada para quem for investir valores baixos. Quanto menor for a Selic, menor será a rentabilidade da poupança – isso muda quando a Selic estiver acima de 8,5%. 

Isso explica por que ela não é considerada uma boa alternativa para um investimento com pouco dinheiro. 

Agora se você quer zerar suas contas e dívidas antes de começar a investir com pouco dinheiro, veja se um empréstimo pessoal pode ser a solução para você.

Simular Empréstimo Pessoal

 

Quer saber como identificar qual é o seu perfil para começar a investir?





Última atualização em 21/10/2019