Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Qual é o Melhor: CDB ou Poupança?

imagem de notas de dinheiro com a legenda: CDB ou Poupança?

Qual é o Melhor: CDB ou Poupança?

É sempre importante saber qual é a forma mais indicada para investir o dinheiro, afinal o objetivo é um só: obter o melhor rendimento. Para ajudar você a entender melhor o mundo do investimento, vamos tirar a dúvida: CDB ou poupança?

Essas são as duas modalidades mais comuns escolhidos pelos brasileiros e integram o grupo de investimentos classificados como de baixo risco.

A dica para saber qual é a melhor para você é conhecer as características de cada um para que a sua avaliação seja feita com critério e assim sua decisão seja sempre a mais adequada.

Vamos, a partir de agora, trazer as informações mais relevantes para contribuir para o seu conhecimento, apontando as principais vantagens e desvantagens de cada um. Mas antes, é preciso conhecer um pouco mais cada modalidade.

Como funciona a Poupança?

Velha conhecida dos investidores, a poupança é conhecida como um produto não só de baixo risco, como também de baixo retorno.

Por isso, vem perdendo espaço em virtude do atual cenário econômico brasileiro que não favorece a sua rentabilidade.

+ Quanto rende 1 milhão na poupança?

Assim como outros investimentos, o rendimento da Poupança está ligado à Taxa Selic, que nada mais é do que a taxa básica de juros da economia do Brasil, que atua como referência para a nossa economia.

Quanto maior a Selic, maior é o rendimento da Poupança. Mas para você ter uma ideia mais concreta do rendimento proporcionado pela Poupança, quando a Selic está acima de 8,5%, a Poupança tem rendimento de 0,5% ao mês mais a variação da Taxa Referencial (TR).

Em tempos de Selic baixa, a Poupança se mostra um investimento desvantajoso? Vamos conhecer suas desvantagens.

Principais desvantagens da Poupança

  • A baixa rentabilidade, de acordo com o cenário econômico – como explicado acima (Taxa Selic acima de 8,5% = Poupança com rendimento de 0,5% ao mês mais a variação da TR);
  • Remuneração: ocorre uma vez ao mês, no “aniversário” do depósito. Caso a retirada ocorra antes desse aniversário, perde-se todo o rendimento dos últimos dias;
  • Inflação: há perda de dinheiro em virtude da inflação maior que a taxa de rendimento. Assim, o dinheiro investido valerá menos quando for resgatado.

O que é CDB?

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também tem espaço entre os investidores brasileiros.

Basicamente, funciona como um empréstimo para o banco, já que instituições financeiras ou corretoras utilizam os valores aplicados para financiar suas atividades de crédito.

Já o investidor é remunerando com os juros que variam em virtude do valor que foi “emprestado” e também em função do tipo de CDB escolhido: prefixado ou pós-fixado.

+ O que é LCI?

Em geral, quanto maior o valor investido, maior tende a ser a porcentagem de rendimento.

Caneta na mão? Confira as desvantagens dessa modalidade de investimento.

Principais desvantagens do CDB

  • Tem cobrança de Imposto de Renda – de 22,5% a 15% dos rendimentos – de acordo com o tempo de aplicação;
  • As taxas de rentabilidade variam entre os bancos, por isso é necessário pesquisar bem antes;
  • O banco cobra taxa de administração;
  • Prazo de carência: há CDBs com diversos prazos de carência que devem ser obedecidos, ou seja, o investidor não pode resgatar o título durante esse prazo.

Afinal, qual é melhor: CDB ou poupança?

Escolher o melhor investimento depende das necessidades de cada pessoa. Com isso, é preciso conhecer bem como cada modalidade funciona para optar por aquela que mais atenda seus objetivos. Para escolher entre o CDB ou poupança. separamos as principais vantagens de cada um.

Principais vantagens do CDB

Principais vantagens da Poupança

  • Conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, no limite de R$ 250 mil por pessoa e por instituição financeira, caso ocorra um problema sério como a quebra do banco;
  • Há CDBs com prazos pequenos para resgates, permitindo que o investidor retire o valor aplicado sem ter de esperar por muito tempo;
  • Há muitas opções de CDB para atender aos mais diferentes perfis de investidores.
  • Tem isenção do Imposto de Renda;
  • Permite investimento de qualquer valor;
  • É um investimento fácil de ser feito, que permite depósitos a qualquer hora;
  • Tem resgate imediato, o dinheiro entra rapidamente na conta e sem pagar nada por isso;
  • Caso a instituição financeira quebre, a Poupança traz a segurança do Fundo Garantidor de Crédito, que permite ao investidor recuperar até R$ 250 mil por instituição financeira.

Escolheu entre o CDB ou poupança? Veja outra comparação: investir na Poupança ou Tesouro Direto?