Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Você sabe como declarar imposto de renda atrasado?

Imagem de papéis para ilustrar post sobre como declarar imposto de renda atrasado

Você sabe como declarar imposto de renda atrasado?

A Receita Federal disponibilizou em seu site o programa para declarar o Imposto de Renda de 2018. Cerca de 28 milhões de brasileiros são obrigados a fazer a declaração até o dia 30 de abril.

Isso é importante para não ter nenhum problema com o “leão”. E é neste momento que surgem muitas dúvidas sobre quem deve declarar. Principalmente se o seu histórico com o IR não for muito bom e nos anos anteriores você esqueceu de declarar.

Ou então se, por algum motivo, perdeu o prazo de entrega. Por isso, vamos explicar aqui como declarar imposto de renda atrasado.

Se você é obrigado e não fez alguma declaração, saiba que está sujeito a muitas complicações com o seu CPF. Mas não tem problema. É possível reparar o erro.

Aprenda a seguir como declarar imposto de renda atrasado. Mas, antes, também verifique se você precisa declarar o imposto de renda

Como declarar imposto de renda atrasado

A Receita Federal disponibiliza em seu sistema a possibilidade de você declarar o seu imposto atrasado dos últimos cinco anos. Basta acessar o programa referente ao ano que a declaração não foi realizada.

Multa

Você cometeu uma infração e, assim como acontece se você não respeita uma lei de trânsito, você deverá pagar uma multa.

A punição por declarar o imposto de renda fora do prazo é de, no mínimo, 165 reais. No caso de não haver nenhum imposto devido. Por exemplo, se você não teve rendimento no ano que não declarou, porém, era obrigado a declarar por possuir bens igual ou acima de 300 mil reais.

Já quem devia algum imposto a multa é calculada em 1% ao mês com um teto de até 20% do imposto devido. Além dessa porcentagem, ainda correm juros Selic até você pagar a multa.

Para saber o quanto está devendo a Receita Federal, você pode ver o valor na ficha “Cálculo do Imposto”, no campo “Total do Imposto Devido” logo depois de preencher a declaração.

Nos casos dos valores serem muito altos, é possível ir a uma unidade da Receita para efetuar o parcelamento da dívida.

O que acontece se eu não declarar?

Caso a pessoa física não faça a declaração dos seus rendimentos, ela se encaixa no quadro de sonegador de impostos. O que pode resultar, além da multa por não entregar o IR, em cobrança do fisco sobre a sua renda. Os bens que não forem declarados são vistos como injustificados. Com isso, eles passam a ser tributáveis e, além disso, recebem uma multa de 150%.

Ainda assim, se a pessoa se recusar a pagar o que foi cobrado pelo fisco, ela sofre um processo administrativo. Uma investigação será aberta e pode acontecer de ser acusada por crime de sonegação fiscal, com punição de dois a cinco anos de prisão.

Aproveite também e fique por dentro de como declarar seguro desemprego no Imposto de Renda.