Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como economizar dinheiro ganhando pouco

Imagem de moedas para ilustrar post sobre como economizar dinheiro ganhando pouco

Como economizar dinheiro ganhando pouco

Quando falamos em economia, logo pensamos que é necessário ganhar um salário gordo para sobrar aquele dinheirinho no final do mês. Porém, essa ideia é bastante equivocada, visto que é possível, sim, economizar. E a gente vai te mostrar como economizar dinheiro ganhando pouco.

A primeira coisa a se fazer é levar em consideração que a conscientização financeira é importante para quem ganha muito e também para quem ganha pouco. Até porque o conceito de pouco e muito é relativo. A grande sacada aqui é, portanto, refletir mais sobre o quanto se gasta, e não o quanto se ganha.

Apesar dessas reclamações constantes isso é possível. Com um bom planejamento financeiro, mudança nos seus hábitos de consumo e disciplina, é possível sim descobrir como economizar dinheiro ganhando pouco. Assim, você terá uma reserva de emergência, poderá eliminar dívidas e, principalmente, ter suas finanças em dia.

Aprenda como economizar dinheiro ganhando pouco com nossas dicas abaixo.

Passo a passo de como economizar dinheiro ganhando pouco

1. Registre todas as suas fontes de renda

A melhor maneira de começar a colocar as contas no lugar é ter uma planilha (ou um caderno de anotações). Lá deve estar tudo o que entra e tudo o que sai.

Para começar, registre todo o seu rendimento do mês. Se você recebe um salário, coloque lá o valor líquido.

Insira adicionais como renda gerada com venda de produtos, serviços adicionais, se possui um imóvel e recebe o aluguel, entre outros itens.

A partir daqui, você sabe quanto você tem de provisão mês a mês, certo? Vamos ao próximo passo para entender como economizar dinheiro gastando pouco.

2. Registre quanto você gasta por mês

Estabeleça quanto é gasto em contas fixas. Por exemplo, crie em sua planilha ou caderninho, um campo para você anotar tudo o que é pago mensalmente. Aquilo que você tem que pagar sem falta, como contas de luz, água, aluguel, condomínio, internet, convênio médico, etc.

Pronto, temos o gasto básico para você viver neste estilo de vida atual.

Vamos relembrar abaixo as definições de gastos fixos e variáveis para você não se perder:

Gastos fixos – São aqueles que possuem o mesmo valor todos os meses, como o aluguel, prestação de imóvel ou veículo.

Gastos variáveis – São aquelas contas que você recebe todos os meses, mas que pode variar seu valor conforme o consumo, como água, luz, gás, etc.

Gastos extras – São aqueles emergenciais como conserto mecânico por exemplo.

Gastos adicionais – Que são os gastos opcionais que cada um faz principalmente de lazer como ir ao cinema, restaurante ou fazer uma viagem.

3. Registre seus gastos variáveis, extras e adicionais

Ao lado das contas fixas, anote tudo o que é gasto com supermercado, varejão, farmácia, presentes, combustível ou meio de transporte, entre outros gastos não-fixos. Geralmente, muito pode ser economizado neste ponto.

4. Faça as contas

Coloque na ponta do lápis quanto sobra entre o que você ganha e o que você gasta, no geral.

De certa forma, uma pequena quantia deverá restar. Do contrário, você estaria bastante endividado. Agora, o objetivo é aumentar essa quantia que “sobra” no final do mês.

5. Corte os excessos

Se você quer saber como economizar ganhando pouco, essa dica é essencial.

Após fazer uma análise das suas despesas, é hora de ver onde é possível cortar os gastos. Geralmente, é mais fácil começar diminuindo as despesas variáveis.

Gastos com cafezinho, por exemplo, podem ser cortados sem grandes esforços. Se você é habituado a tomar um café com pão de queijo todas as tarde, por exemplo, que tal começar a preparar um lanche em casa e levar para o trabalho? Se você gasta R$10 por dia com este hábito, ao final do mês são R$200!

É bem provável que com R$100 você consiga comprar suprimentos para montar seu lanche em casa para o mês todo. Considerando alimentos como pão de forma, frios e uma fruta. São R$100 economizados que, ao final de um ano, se tornam R$1.200,00! Suficiente para você pagar os materiais escolares do filho, ou fazer uma viagem, ou aplicar em um fundo de investimentos para render ainda mais.

Se mora razoavelmente próximo ao trabalho, que tal caminhar um pouco e deixar o carro/moto na garagem, ou economizar no ônibus? Além de juntar um dinheirinho a mais no final do mês, você também pode criar hábitos mais saudáveis, o que pode culminar em uma grande economia na farmácia também!

Também é possível mudar alguns hábitos na sua casa como apagar as luzes ao sair de um ambiente, desligar os aparelhos em stand by, economizar água, negociar o plano de internet e telefone. Essas são medidas que podem reduzir seus gastos em até 30%.

Já os gastos fixos apresentam uma dificuldade maior de redução, pois é necessário envolver outras pessoas. Porém, vale a pena tentar uma diminuição no valor de parcelas ou, no caso do aluguel. Muitas vezes é possível conversar e negociar com o dono um desconto.

Além dessas medidas para economizar, também é possível incluir na sua rotina outras estratégias como:

  • Agendar para pagar as contas no mesmo dia. Assim você controlará mais fácil o quanto sobrou para guardar;
  • Não utilizar o cartão de crédito, pois ele dá uma ilusão de que você sempre tem dinheiro para gastar;
  • Faça lista antes de ir ao supermercado. Quando você entrar na loja saberá exatamente o que precisa e não ficará vagando pelos corredores com a possibilidade de comprar o que não necessita.

Com controle e administração dos seus gastos será mais você conseguirá entender como economizar dinheiro ganhando pouco. Que tal tentar começar hoje mesmo?

Leia nosso post sobre aplicar dinheiro na poupança e veja se o investimento vale a pena!

+ Como investir meu dinheiro

+ App Controle Financeiro