Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como saber se caí na malha fina?

A entrega do Imposto de Renda é uma obrigação para muitos brasileiros. Nem todo mundo precisa fazer a declaração, é verdade. Mas todos que entregam estão sob o risco de cair na famosa malha fina. Ou seja, quando alegar algum erro na sua declaração. E como saber se caí na malha fina? É fácil, mais simples do que parece. É sobre isso que vamos responder a você, fique ligado!

Imagem de calculadora e computador ilustrando texto sobre como saber se caí na malha fina

Como saber se caí na malha fina: passo a passo

Existem duas maneiras para realizar a consulta da declaração de IR: verificar a restituição no site da Receita Federal ou conferir diretamente o extrato da declaração.

No caso da pesquisa pela restituição, o acesso é bastante prático. Informe o CPF, data de nascimento e ano da declaração. Caso a página alegar que a restituição continua na base de dados e não está liberada, ela foi retida pelo Fisco, ou seja, caiu na malha fina.

por meio do extrato é possível descobrir o que exatamente o levou a cair na malha fina, se for o caso. Disponibilizado pelo Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), o extrato pede um código de acesso ou certificado digital para analisar a situação da declaração.

Para conseguir o código, é preciso ter em mãos os números dos recibos das últimas duas declarações. Se não tiver os dados, não tem problema. Acesse o site Receitanet e baixe o programa de transmissão da declaração.

Com o programa instalado, procure o campo “declaração”, depois “imprimir” e, por fim, “recibo”. Como segunda alternativa, passe numa agência da Receita Federal para obter os números.

Igual ao exemplo da restituição, dados como CPF ou CNPJ (se for pessoa jurídica) mais a data de nascimento são também pedidos para gerar o código.

Ao entrar no extrato, procure a seção “pendências” para saber o motivo de cair na malha fina. Neste mesmo campo, também orientam de como ser possível regularizar a situação.

Por que caí na malha fina?

Qualquer erro ou inconsistência nas informações geradas pelo declarante não passa despercebido pela Receita Federal.

As principais razões para cair na malha fina são a omissão de rendimentos do próprio titular. Ou de seus dependentes e discrepância entre os dados alegados na declaração e o informado na fonte (Receita).

Além disso, é muito comum a declaração ser retida por conta de deduções incorretas, como a previdência privada, despesas médicas e pensão alimentícia.

Por isso, fique atento após enviar a declaração. Pesquise para ter a certeza que a sua declaração não ficou retida e caiu na malha fina!

+ O que é parcela não dedutível valor reembolsado

Saiba como investir seu dinheiro