Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como funciona e quem pode fazer uma conta conjunta?

conta conjunta como funciona

Como funciona e quem pode fazer uma conta conjunta?

Como o próprio nome diz, a conta conjunta se configura quando duas ou mais pessoas são titulares de uma mesma conta bancária. Isso pode acontecer em diversas situações como entre cônjuges, pais e filhos, sócios e até mesmo outras configurações, desde que os clientes tenham mais de 18 anos. Vamos entender a conta conjunta como funciona.

É importante ressaltar, de antemão, que uma relação de confiança é necessária para que esse tipo de conta se configure sem stress por parte dos titulares. Isso porque eles terão que agir em conjunto em todas as ações referentes à conta.

Conta conjunta como funciona esta modalidade

Vale lembrar também que a conta pode ser conta corrente, conta poupança ou as duas juntas. Os titulares escolherão entre duas modalidades de conta conjunta, a solidária e a não-solidária. A conta solidária permite que qualquer um dos titulares movimente a conta sem a anuência do(s) outro(s) titular(es). Suponhamos que a conta tenha um saldo de R$ 25.000 e um dos titulares decide ir ao banco e retirar todo o valor. Nessa modalidade, ele pode fazer a operação sozinho.

A conta não-solidária, por outro lado, permite a movimentação apenas com a anuência de todos. Saques, transferências e até mesmo a emissão de cheques depende da concordância ou assinatura de todos os titulares para ter validade.

Como ter uma conta conjunta implica em relação de confiança, o tipo mais utilizado é a conta solidária. A não-solidária é usada, por exemplo, em situações em que alunos de diversos cursos abrem uma conta para realizar a festa conjunta da formatura. Neste caso, há pouca confiança e conhecimento com relação aos outros titulares. Assim, a conta conjunta não-solidária impede que um dos alunos fique com todo o dinheiro de maneira irregular.

Você já tem informações da conta conjunta como funciona na prática. Veja também quais são as suas vantagens.

Vantagens da conta conjunta

Dentre as vantagens de se ter uma conta conjunta entre casais, por exemplo, está pagar tarifas e taxas referentes a apenas uma conta e não duas. Claro que a movimentação desses recursos exige organização de todos os titulares envolvidos, para evitar surpresas.

Também é importante que os titulares se resolvam sobre o que farão em caso de brigas ou separações. Para o banco, na modalidade solidária, o dinheiro pertence aos dois. Em caso de separação matrimonial ou briga entre sócios, um dos titulares pode ir, no dia seguinte ao desentendimento, e sacar todo o dinheiro, se achar conveniente.

Encerrar a conta ou excluir titulares é possível?

É importante saber como funciona a conta conjunta, mas também é necessário saber como os membros desta conta farão na hora de encerrar as atividades. Tanto para encerrar a conta quanto para excluir titulares, todos os responsáveis pela conta conjunta precisam concordar com a situação. No caso do encerramento, geralmente todos precisam estar presentes, decidir o que farão com o dinheiro ou dívidas disponíveis e confirmar o encerramento. Em algumas instituições, porém, a presença de apenas um dos titulares é suficiente. Vale a pena verificar junto ao seu banco qual o procedimento correto.

Para a exclusão de titulares, todos também devem estar de acordo e assinar documento indicativo dessa movimentação. Em casos em que há problemas operacionais para a exclusão de algum titular, provavelmente será sugerido que a conta seja encerrada e uma nova seja aberta.

Entenda também o que é ser titular do cartão de crédito e como solicitar um cartão de crédito pela Internet.

Está precisando de um empréstimo pessoal? Peça online.