Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como declarar LCA no Imposto de Renda?

Imagem de papéis e caneta para ilustrar post sobre Como declarar LCA no imposto de renda

Como declarar LCA no Imposto de Renda?

Você já está preparado para fazer a declaração de Imposto de Renda? Dentre todos os detalhes que fazem parte da declaração, sempre surgem algumas dúvidas. Uma delas a gente quer sanar para você que investiu capital na Letra de Crédito do Agronegócio (LCA). Pois é, você sabe como declarar LCA no Imposto de Renda?

LCA é aquele título de renda fixa emitido pelos bancos e que é vinculado a operações de crédito do mercado do agronegócio no Brasil. Como o ano passa muito rápido e já é hora de dar atenção a esse compromisso que se encerra no final de abril, vamos te falar um pouco mais sobre como declarar LCA no Imposto de Renda.

Sim, temos conhecimento de que o rendimento obtido nesse investimento é isento de IR para pessoa física, independente do tempo de aplicação. Mas isso não significa que a LCA não precisa constar na sua declaração.

Precisa sim! Tanto a aquisição do título, quanto o rendimento obtido.

Será que é simples tratar desse assunto na declaração? Com as nossas dicas você vai ver que será muito tranquilo.

Como declarar LCA no Imposto de Renda 2018

Antes de qualquer coisa, você já recebeu o informe de rendimentos emitido pelo banco ou financeira em que sua aplicação foi feita?

Caso não tenha recebido, é preciso solicitar ou verificar o conteúdo no site. Muitos bancos não enviam pelo correio e deixam o demonstrativo ou informe de rendimentos à disposição na internet.

De posse das informações, acesse a plataforma do Imposto de Renda, que foi liberada pela Receita Federal no final de fevereiro. Siga esse simples passo a passo para entender como declarar LCA no imposto de renda:

1. Sua aplicação em LCA deve constar na aba denominada “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”.

2. Você deve selecionar o item que traz o seguinte conteúdo: Rendimentos de Poupanças, Letras Hipotecárias, Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Imobiliário (LCI) e Certificados de Recebíveis do Agronegócio e Imobiliários.

3. Em seguida, basta preencher as informações solicitadas, tais como: tipo de rendimento, CPF do beneficiário, CNPJ do banco ou financeira que emitiu o título, nome da fonte pagadora e valor do rendimento em real (o valor que consta no informe de rendimento emitido pelo banco ou financeira).

Saiba que caso você tenha mais de um título, será preciso preencher os campos separadamente.

Simples, não é?

Sua declaração de IR em três formatos

A Receita Federal liberou, no final de fevereiro, o programa gerador do Imposto de Renda 2018. Ele serve para que os contribuintes possam fazer e enviar a declaração – o processo iniciou no dia 1 de março.

A declaração do IR 2018, ano-base 2017, pode ser preenchida e entregue via computador. É só baixar o programa oficial no site da Receita Federal. Também pode ser feito via tablets ou smartphones, pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, que está disponível para as versões Android e iOS. Ou ainda diretamente no site da própria Receita para quem tem Certificado Digital. Se for o seu caso, acesse o serviço Meu Imposto de Renda, que consta no centro virtual de atendimento (e-CAC) da Receita.

Conheça as diferenças e qual a melhor opção: LCA ou LCI?