Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

O que é investimento com baixa automática?

Imagem de moedas ilustrando texto sobre investimento com baixa automática

O que é investimento com baixa automática?

Quando a gente consegue juntar algum dinheiro na conta no banco, pensamos em como podemos investir e fazê-lo render. Muitas são as opções. Mas nem sempre estamos informados sobre os detalhes e o passo a passo de cada forma de aplicação. Uma alternativa muito comum e simples é o investimento com baixa automática. Mas você sabe realmente o que isso quer dizer?

Imagem de moedas ilustrando texto sobre investimento com baixa automática

Investimento com baixa automática e o banco

Não é porque o investimento com baixa automática é uma responsabilidade de aplicação do banco, que você deverá deixar de acompanhar e gerenciar os seus investimentos. Para as instituições financeiras, ter a oportunidade de trabalhar os seus recursos por você também gera uma lista de compensações bem lucrativas. Isso porque eles poderão utilizar o seu dinheiro que está “parado” para outras finalidades.

Na prática e de maneira geral, com o investimento com baixa automática, você empresta dinheiro ao banco. Ele, que por sua vez, concede esses recursos para outras instituições. E você recebe um rendimento por isso.

O Banco Central do Brasil estabelece regras para as instituições financeiras realizarem esse processo. 45% dos recursos captados dos clientes dos bancos são repassadas para os seus cofres. Essa ação também é conhecida como depósito compulsório. O restante fica destinado para o microcrédito (2%) e para o crédito rural (34%).

Com toda essa matemática, deu para perceber que apenas 19% ficam sob encargo do banco. Eles aplicam em Certificados de Depósito Bancário (CDBs), que é um popular investimento de renda fixa. Ele tem regras de remuneração variantes de banco para banco.

De banco para banco

Se você utiliza o Banco do Brasil, o investimento com baixa automática ocorre a partir do direcionamento do dinheiro da sua conta corrente para uma conta poupança.

Desta forma, pode gerar rendimentos e, caso você precise cobrir alguma despesa, o resgate é automático da poupança com valor equivalente a esse débito. Você também poderá optar por aplicação programada que tem periodicidade mensal. Ela é programada para inversão em poupança ou em fundos de investimento.

Na Caixa Econômica Federal, a aplicação é conhecida como Fundo Simples e a partir de R$ 50 é possível começar a investir. Os fundos disponíveis, que podem ser simplificados ou atrelados a títulos públicos, têm rentabilidade diária e seu resgate é automático.

No Banco Itaú o investimento com baixa automática é conhecido como “Aplic Aut Mais”. Ele disponibiliza um serviço automático de aplicação e resgate do saldo da sua conta concorrente. Ele oferece vencimentos crescentes de acordo com o seu tempo de permanência da aplicação e seguindo o percentual da taxa DI. Essa é uma taxa média calculada e divulgada diariamente pela Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos (CETIP) dos depósitos interfinanceiros.

No caso do Bradesco, a instituição oferece o programa Invest Fácil. Com aplicação a partir de R$ 500, o investidor tem seus recursos direcionados para CDB, rentabilidade diária e cobertura de débitos em conta corrente de forma automática.

Conta Poupança

Em geral, os bancos oferecem o serviço de baixa automática para clientes que desejam manter o seu dinheiro para rendimentos na conta poupança. Neste caso, há garantia de cobertura de débitos e despesas da conta corrente de forma automática. Ou seja, o seu saldo estará disponível nos dois tipos de conta.

Mas vale sempre lembrar que quanto menos você utiliza-se dos recursos investidos, maiores serão os seus rendimentos.

Tarifas e descontos

Assim como os demais tipos de investimentos, a aplicação por baixa automática também tem reflexos da incidência de Imposto de Renda (IR) e descontos de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Isso irá ocorrer a cada resgate e será percebido de acordo com as datas de vencimento, que variam de dois a cinco anos.­

Como sempre, quanto menos você mexer nas aplicações e não interferir respeitando os prazos de vencimento, melhor: menos descontos e mais rendimentos. Abaixo a tabela regressiva de IR:

Incidência do Imposto de Renda
Alíquota Período da aplicação dias
22,5% até 180 dias
20% de 181 a 360 dias
17,5% 361 a 720 dias
15% acima de 720 dias

Público-alvo

O investimento de baixa automática é recomendado para quem deseja administrar seus recursos em curto prazo e sem ter perdas com a transação. Aqueles que buscam altos rendimentos recomenda-se buscar outro tipo de aplicação.

Legal, quero começar meu investimento de baixa automática

Procure os canais de contato ou agências físicas do seu banco. Caso queira cancelar, faça o mesmo processo e peça o resgate referente à sua aplicação.

Fique atento!

O investimento com baixa automática só poderá ser feito pelo banco com a sua autorização! O Banco Central não permite que as instituições financeiras realizam transações sem a permissão do cliente.

Leia mais sobre investimentos e aplicações:

+ LCI ou LCA? Qual a sua opção?

+ Entenda o que são debêntures incentivadas

+ Simulador Tesouro Direto: saiba como usar a ferramenta

Saiba como investir seu dinheiro