Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Quais são os benefícios do investimento tesouro direto?

Imagem de baú com moedas para ilustra post sobre Investimento tesouro direto

Quais são os benefícios do investimento tesouro direto?

Não é segredo que o investimento tesouro direto é uma das aplicações mais comuns ultimamente. Prático, pode ser usado para quem pensa a longo prazo ou quem deseja ver o seu dinheiro embaixo do colchão multiplicar rapidamente. Mas não é só isso. Existem várias vantagens que a modalidade oferece ao investidor. Quais? Nós contaremos a você, continue com a gente!

Acesso

Para fazer cadastro e realizar um investimento no tesouro direto, é bem simples. Precisa-se de um CPF e conta numa instituição financeira, seja um banco ou corretora de valores, que será o agente de custódia. O agente desempenha o papel de intermediar a compra e venda de títulos.

Posteriormente, o investidor receberá uma senha para entrar no Portal do Investidor. Lá, é possível comprar títulos, verificar saldo e extratos com facilidade, entre outros serviços. Todo o processo, desde o início, pode ser realizado via internet.

Segurança no investimento tesouro direto

O investimento tesouro direto é o mais seguro que existe no mercado. O motivo? Como são títulos públicos, quem fornece a garantia é o Tesouro Nacional, ou seja, o Governo Federal. Mesmo em um cenário de recessão econômica, o investidor receberá a rentabilidade definida na compra.

Aliás, mais um ponto positivo é o da possibilidade de trocar o agente de custódia, a instituição financeira que escolheu como intermediador sem afetar o seu investimento. Títulos públicos são registrados no nome do investidor e não do banco/corretora.

Outra vantagem é o controle que o investidor tem sobre os títulos. É possível se proteger da inflação? Com certeza. E da variação de juros? Também. Há títulos específicos (para inflação, o IPCA e juros, o Selic) e com tais características que diminuem o risco desses títulos.

Entenda mais sobre a calculadora de rentabilidade do Tesouro Direto.

Rentável

Este tópico é o primeiro pensamento de muita gente: rende mesmo? Rende, bastante! Principalmente, em comparação com a poupança, que não apresenta um alto índice de rendimento.

+ Veja como funciona o Tesouro IPCA

A rentabilidade do tesouro direto depende de dois fatores. Qual o título comprado e quando será resgatado o dinheiro, caso seja feito antes da data de vencimento.

Para o rendimento alcançar o que foi prometido no momento da compra dos títulos, é necessário retirar o dinheiro quando ele vencer. Do contrário, com o resgate antes da data acordada, o investidor precisará vender os títulos, o que pode trazer lucro ou prejuízo, dependendo do mercado.

Flexível

São precisos apenas R$ 30 para realizar um investimento tesouro direto. Não mais do que isso. Para quem procura fazer uma aplicação de valores significativos, o tesouro direto é uma boa alternativa também.

No caso, depende quanto e por que deseja fazer uma aplicação. No próprio site do tesouro direto, há um questionário com o intuito de ajudar o investidor a escolher o título mais apropriado para os seus objetivos.

Por isso, esse tipo de investimento se tornou mais prático e simples para quem não tem experiência no ramo.

Imposto de Renda

No Imposto de Renda, quanto mais tempo o investimento no tesouro direto ficar, menor será a alíquota cobrada:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%

Mesmo quem não tenha um grande conhecimento sobre investimentos e nem tanto capital, vale a pena saber que o investimento tesouro direto pode ser de grande utilidade a você!

Para mais informações, você pode encontrar acessando o site do tesouro direto.

+ O que é Tesouro Direto Selic