Você sabe o que é AMA?

Imagem de médico medindo a pressão de paciente para texto sobre AMA

Você sabe o que é AMA?

O termo AMA faz parte da história da saúde pública do estado de São Paulo. Apesar disso, muitos não conhecem o trabalho realizado pela Assistência Médica Ambulatorial (AMA) e o seu funcionamento. Muita gente também não sabe quem é o público que pode contar com o atendimento prestado por essa espécie de pronto-socorro gratuito que surgiu em 2005.

Imagem de médico medindo a pressão de paciente para texto sobre AMA

A Assistência Médica Ambulatorial, AMA, pode ser usada por qualquer pessoa que precise de atendimento rápido para quadros não graves.

Sim, a AMA funciona de jeito parecido com um pronto-socorro, realizando atendimentos que não são agendados. Porém, a proposta dos ambulatórios é atender somente ocorrências de baixa complexidade nas áreas de clínica médica, pediatria e ginecologia.

Isso significa que a AMA atende aqueles pacientes que não tenham risco de morte ou de uma lesão irreversível. Desta forma, a AMA evita lotações nos pronto-socorros e hospitais. Ela realiza uma série de procedimentos como, por exemplo, curativos, inalação, injeções, cauterização, retirada de pontos e medicação, suturas, exames de raio-X e eletrocardiograma, etc.

Quem é atendido na AMA

Como já foi dito, os pacientes atendidos nas unidades da Assistência Médica Ambulatorial, AMA, do estado de São Paulo são aqueles que apresentam problemas de baixa complexidade.

Em geral, as unidades prestam atendimento a casos de mal-estar repentino, como dor de cabeça, febre ou até mesmo crise de hipertensão.

A diferença entre o serviço prestado na AMA e o realizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) é justamente o fato de o paciente não precisar agendar consulta.

Equipe completa

Em cada unidade da AMA há uma equipe base composta por clínicos gerais, pediatras e enfermeiros.

A ideia é que os pacientes sejam medicados e fiquem, no máximo, duas horas em observação. Caso o problema detectado seja grave, o paciente é removido para um hospital.

Outra necessidade de locomoção ocorre quando o paciente é atendido em uma unidade que não tenha ortopedistas ou sala de gesso. A maioria oferece esse atendimento, mas quando não é possível, a transferência é realizada.

Além do raio-X, as AMAs também realizam exames que indicam taxas de, por exemplo, glicose, sódio, ureia, potássio, etc. O sangue é colhido e a amostra é enviada para um laboratório terceirizado. Em cerca de duas horas o resultado chega à AMA de origem.

As categorias de AMAs

Tradicionais

Nesta categoria, o atendimento ocorre, em geral, de segunda a sábado, das 7h às 19h. Mas há unidades que funcionam 24 horas.

Hospitalares

São unidades que estão integradas a hospitais. Por isso, funcionam 24 horas.

Especialidades

Nesta categoria são feitos os atendimentos agendados de pacientes que são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde para exames e consultas. Os pacientes, geralmente, procuram as áreas de cardiologia, urologia, neurologia, endocrinologia, reumatologia, ortopedia e angiologia.

História da AMA

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo constatou, em 2005, a necessidade de racionalizar e hierarquizar a oferta de serviços de saúde no país.

Foi assim que propôs a criação das Unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMA). Elas foram, então, implementadas no estado para atenderem ocorrências que não são graves.

As características de cada unidade podem ter diferenças de acordo com as necessidades locais. Isso inclui até mesmo o horário de atendimento, que pode ser estendido para até 24 horas em determinadas localizações.

AMA Especialidades

A Secretaria Municipal de Saúde também avaliou os indicadores sócio-epidemiológicos e demográficos. Como conclusão, viu a necessidade de ampliar o atendimento médico em algumas especialidades e procedimentos especializados no Município de São Paulo.

Com isso, foi dada ênfase nas áreas relacionadas ao atendimento das doenças crônico-degenerativas. Em 2008, foi iniciado o projeto e implantação dos serviços de Atendimento Médico Ambulatorial em especialidades – a AMA Especialidades.

Essas unidades oferecem consultas diárias em cardiologia, ortopedia, cirurgia vascular, neurologia, endocrinologia, urologia e reumatologia.

Indo além das consultas, a AMA Especialidades coloca à disposição dos pacientes exames como:

  • Holter;
  • Eletrocardiograma;
  • Teste ergométrico;
  • Ecodopplercardiograma;
  • Monitorização ambulatorial da pressão arterial;
  • Doppler vascular;
  • Eletroencefalograma;
  • Ultrassonografia;
  • Raio-X;
  • Exames laboratoriais.

O agendamento nessas unidades deve ser feito pelas Unidades Básicas de Saúde.

Principais objetivos da AMA

As AMAs têm como principal proposta ampliar a possibilidade de acesso da população à rede básica de saúde. Para isso, oferece serviços que permitam atender às necessidades de assistência médica imediata. Desta forma, promovem a humanização dos serviços com algumas características como:

  • Especial acolhimento, garantindo a assistência e também o acompanhamento nas UBS;
  • Execução das atividades relacionadas à vigilância epidemiológica;
  • Realização de intervenções específicas;
  • Realização de atendimento médico sem agendamento nas especialidades básicas;
  • Otimização do atendimento nos prontos-socorros, uma vez que absorvem a demanda de baixa e média complexidade;
  • Oferecimento de retaguarda às Unidades Básicas de Saúde;
  • Aumento da oferta e agilidade do acesso aos procedimentos de apoio diagnóstico e terapêutico.

Confira os endereços das Unidades da AMA.

Se você prefere ter um plano de saúde, faça sua cotação.

Cotação online de Planos de Saúde

Última atualização em 17/05/2019