Plano de Saúde cobre medicina preventiva?

Ninguém quer ficar doente, certo? Ao mesmo tempo, a maioria das pessoas só vai ao médico quando já está doente. Mas isso pode ser diferente. Você já ouviu falar em medicina preventiva?

Imagem de equipamento médico para ilustrar texto sobre medicina preventiva

A medicina preventiva pode ser uma grande aliada dos planos de saúde e dos pacientes.

Estamos falando de uma especialidade da medicina que tem como principal objetivo a prevenção. Ou seja, ao invés de tratar os sintomas e curar a doença, a medicina preventiva usa seus esforços para prevenir que essas doenças cheguem ao paciente.

Assim, pode-se dizer que a medicina preventiva melhora a qualidade de vida das pessoas. Ela vem, cada vez mais, ganhando espaço e evidência – trata-se de um tema que começou a ter destaque na década de 1980.

Medicina preventiva e planos de saúde

Essa especialidade também tem se tornado mais popular entre os planos de saúde à disposição no mercado. Isso porque o resultado obtido com a medicina preventiva tem reflexo na condição geral de saúde dos pacientes.

Graças à medicina preventiva, famílias podem ter gastos menores com remédios e maior produtividade e qualidade de vida.

Sabe aquele ditado que diz que prevenir é melhor do que remediar? Pois é, isso também vale para as questões relacionadas à saúde. Sem dúvida, a prevenção é o melhor entre todos os tratamentos.

Quanto mais cedo o médico obter um diagnóstico, maiores são as chances de sucesso.

Mais do que evitar doenças, a medicina preventiva reúne ações com a proposta de promover mudanças de hábitos nas pessoas. E isso resulta em mais qualidade de vida.

Além disso, isso também engloba maior controle da saúde de quem tem alguma doença crônica.

Por essas e outras, os planos de saúde cada vez mais olham com atenção para a medicina preventiva. Ela acaba sendo boa para o paciente e também para as operadoras dos planos.

Programas adicionais nos planos de saúde

Com o passar dos anos, mais operadoras têm oferecido programas adicionais de saúde preventiva aos seus clientes.

Em geral, fazem isso promovendo ações realizadas por equipes formadas por vários profissionais como:

Assim, oferecem aos beneficiários atendimento com atividades de educação, prevenção, reabilitação e manutenção da saúde.

Essas ações costumam ser dirigidas a públicos específicos. Com exemplo estão os grupos de diabéticos, levando-os a evitar o surgimento de novas doenças ou mesmo o agravamento daquelas que já fazem parte do histórico do paciente. Os idosos também se beneficiam muito com essas atividades.

Com tudo isso, há uma maior promoção do bem-estar do beneficiário e a redução de gastos para as operadoras dos planos de saúde. Portanto, muitos planos oferecem a medicina preventiva em sua cobertura.

+ Conheça o funcionamento do Plano de Saúde Sênior

Como a medicina preventiva funciona?

Os profissionais da saúde que atuam no setor privado – e que trabalham com a medicina preventiva – podem identificar precocemente doenças de seus pacientes ao solicitar exames preventivos. Com isso, conseguem, muitas vezes, diminuir os danos ou até mesmo evitar que a doença se propague.

A medicina preventiva é, sem dúvida, uma importante iniciativa em favor do surgimento de uma sociedade mais saudável. Ela promove a melhora de hábitos com:

  • Alimentação mais equilibrada;
  • Realização de exames regulares;
  • Exercícios físicos;
  • Entre outras questões que fazem parte da rotina das pessoas atualmente.

As estratégias da medicina preventiva são divididas em quatro etapas:

Prevenção primária

Nesse nível o método de prevenção evita a ocorrência da doença, em geral, desde a fase gestacional.

Prevenção secundária

Conta com métodos para diagnosticar e tratar a doença em fase inicial, antes de se transformar em morbidade significativa.

Prevenção terciária

Usa métodos para diminuir o impacto negativo da enfermidade que já existe, restabelecendo a função e diminuindo as possíveis complicações.

Prevenção quaternária

Aqui a medicina preventiva evita ou diminui os resultados de intervenções que não são necessárias ou então são excessivas no sistema de saúde.

Como atua um especialista em medicina preventiva?

Os médicos que se especializam em medicina preventiva devem estar capacitados para realizar uma série de tarefas. O objetivo principal é rastrear e diagnosticar precocemente possíveis problemas.

Para isso, devem fazer recomendações específicas aos pacientes com base no estilo de vida com a adequação de hábitos em favor de mais saúde. Além disso, realizam até mesmo intervenções motivacionais que contribuem para o controle de fatores de risco que podem ser mudados.

Por serem especialistas no assunto, esses profissionais são indicados para liderar departamentos de cuidados preventivos em operadoras de saúde. Eles ficam à frente de programas de bem-estar, campanhas de checkup e diagnóstico precoce, entre outras atividades.

Como gestores, devem ter a capacidade de combinar qualidade, eficiência e sustentabilidade nessas ações. Devem coordenar equipes formadas por vários profissionais, mantendo os beneficiários ou pacientes bem informados e promovendo o uso racional de recursos oferecidos pelos planos de saúde.

Última atualização em 10/05/2019