Melhor Plano de Saúde para Advogado

Você sabia que existem planos de saúde específicos para advogados? Pois há várias opções disponíveis no mercado. Leia este texto para saber como descobrir o melhor plano de saúde para advogado.

Imagem de balança representando a justiça e um advogado para texto sobre plano de saúde para advogado

Advogados que trabalham como autônomos podem contratar um plano de saúde coletivo por adesão.

Plano de Saúde para Advogado

Os melhores tipos de plano de saúde para advogado autônomo são planos de saúde por adesão, oferecidos por várias operadoras.

Esse tipo de plano coletivo é disponibilizado para grupos de pessoas vinculadas a uma entidade de classe, conforme sua categoria profissional.

Porém, caso o advogado trabalhe em alguma empresa como contratado, ele pode usufruir do plano de saúde oferecido pela empresa.

Para descobrir qual é o melhor plano de saúde para advogado segundo as suas necessidades, o essencial é comparar as opções oferecidas.

Assim, antes de se decidir por um plano e contratar uma apólice, compare os preços praticados, bem como os prazos de carência e outras características.

Confira a seguir uma lista de tudo o que você deve comparar para contratar um plano de saúde para advogados.

Cotação Online de Planos de Saúde

Coberturas

Quanto a isso não há muitas diferenças entre os planos de saúde no mercado.

Segundo a lei 9656/98, os beneficiários dos planos coletivos por adesão têm garantida a cobertura integral para todos os procedimentos médicos que figuram no rol de procedimentos obrigatórios da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Se você quiser, pode consultar o rol de procedimentos da ANS para verificar tudo o que está incluído na cobertura de um plano de saúde.

Contudo, há uma observação a ser feita. O plano pode contar somente com cobertura hospitalar, sem cobrir atendimento ambulatorial nem consultas e exames. Estude essa opção com cuidado, para decidir o que é melhor para você.

Carência

Outro ponto a ser analisado a fim de escolher o melhor plano de saúde para advogados é a carência.

A carência do plano de saúde é aquele período ao longo do qual o beneficiário do seguro fica sem a cobertura de certos procedimentos. A ANS define prazos máximos de carência que podem ser praticados pelas operadoras, em função do tipo de procedimento.

No entanto, devido à concorrência entre as operadoras, elas costumam oferecer prazos de carência menores do que os estipulados pela ANS, a fim de atrair clientes.

Veja abaixo os prazos de carência comumente praticados pelas operadoras ao oferecer plano de saúde para advogado. Se o plano que você pesquisar praticar prazos maiores, pode ser uma boa ideia pesquisar em outro lugar.

 

Procedimento Prazo de carência
Emergências e urgências 24 horas
Consultas e exames simples No máximo 30 dias
Exames complexos 3 ou 6 meses
Cirurgias e internações 6 meses
Parto 10 meses
Doenças pré-existentes 2 anos

Tem mais um detalhe que convém lembrar. Se você migrar de uma operadora para outra, pode se valer do aproveitamento de carência, que costuma ser oferecido pelas operadoras.

Além disso, existe o recurso da portabilidade, que garante as carências para parto e doenças pré-existentes. Eles não costumam constar do aproveitamento de carência descrito acima.

Vantagens de um Plano de Saúde para Advogados

Os planos de saúde para advogados se beneficiam das mesmas vantagens que todos os planos coletivos por adesão.

Em primeiro lugar, há as vantagens em relação aos planos de saúde individuais: menores preços e maior oferta de operadoras, como SulAmérica Saúde, Bradesco Saúde, Amil, Unimed, etc.

Em segundo lugar, o beneficiário do plano tem uma central de atendimento exclusiva à sua disposição, para esclarecimento de dúvidas, etc.

Outra vantagem são os prazos de carência, que são menores nos planos coletivos.

Reajustes de um Plano de Saúde para Advogados

Há dois tipos de reajuste de preços em planos de saúde coletivos por adesão: o reajuste anual e o reajuste por faixa etária.

Como o nome diz, o reajuste anual é aplicado uma vez ao ano. O objetivo é ajustar os valores do plano em função da inflação, de eventuais novos procedimentos adicionados ao rol da ANS, etc.

Também entra no reajuste anual uma parcela devida à avaliação da frequência de uso do plano de saúde. Essa parcela é definida por cada operadora.

Já o reajuste por faixa etária é o mesmo para todos os planos, sejam ele individuais, coletivos ou empresariais.

Esse reajuste incide sobre os valores do plano de saúde sempre que o beneficiário passar de um faixa de idade para outra. As faixas etárias são as seguintes:

0 a 18 anos

19 a 23 anos

24 a 28 anos

29 a 33 anos

34 a 38 anos

39 a 43 anos

44 a 48 anos

49 a 53 anos

54 a 58 anos

59 anos ou mais

Como contratar um Plano de Saúde para Advogados

O procedimento para contratação do plano de saúde para advogados é o mesmo para qualquer outro plano de saúde coletivo por adesão.

É preciso comprovar um vínculo com a entidade de classe. No caso de advogados, por exemplo, o vínculo pode ser com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Quanto ao resto da documentação, o beneficiário titular deve apresentar cópias de RG, CPF, cartão nacional do SUS e comprovante de residência.

Os dependentes a serem incluídos no plano também devem apresentar documentos que comprovem o vínculo com o titular. Ou seja, para incluir cônjuges, é necessário apresentar certidão de casamento. Para incluir filhos, apresentar RG ou certidão de nascimento, ou ainda comprovante de guarda.

Confira também como contratar um plano de saúde para lojistas.

 

Última atualização em 14/06/2019