Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Aparelho móvel: entenda como funciona

O aparelho móvel, ou removível, é uma alternativa dada a alguns pacientes que estão em busca de um tratamento ortodôntico para a correção dos dentes. Existem diversos tipos de modelos, que funcionam com atribuições bastante específicas.

Imagem de criança no dentista para ilustrar texto sobre aparelho móvel

O uso de aparelho móvel pode ser feito por crianças e adultos.

Veja agora as indicações e tipos de aparelhos móveis que existem hoje no mercado.

Para que serve o aparelho móvel?

O aparelho móvel é um tipo de aparelho ortodôntico que promove pequenas movimentações na arcada dos dentes. Ele atua na melhora de problemas encontrados na mastigação, deglutição, respiração e até na fala.

Uma das indicações mais recorrentes se dá na infância, nos casos em que há a necessidade de um tratamento ortopédico. Ou seja, para as correções de alterações ósseas de crescimento, comuns entre as crianças de seis a 12 anos. Quando é recomendado que a criança use aparelho, o odontopediatra encaminhará a um ortodontista para avaliação.

Nessa fase, o uso do aparelho móvel pode evitar problemas no futuro. Isso porque ele atua na reeducação da musculatura facial e no desenvolvimento ósseo muscular. Entretanto, é preciso que os pais fiquem atentos ao uso correto. É comum que as crianças se esqueçam de utilizá-lo e não cumpram o tempo necessário de permanência com o aparelho para que os resultados sejam efetivos.

O aparelho móvel também funciona como um complemento ao tratamento com o aparelho fixo, garantindo que os resultados obtidos se mantenham de forma duradoura. Dentro dessa finalidade ele é conhecido como aparelho de contenção ortodôntica (veremos mais sobre ele no decorrer desse texto).

Muitas pessoas gostam da ideia de usar o aparelho removível, pois ele apresenta mais conforto e praticidade na comparação com o aparelho fixo.

Entretanto, somente um ortodontista pode avaliar cada caso e indicar a solução mais adequada ao paciente.

Aparelho móvel ou fixo: qual é o melhor?

Não existe uma resposta única, que a atenda a todos os casos. O aparelho fixo é comumente indicado para os pacientes que já possuem a arcada dentária formada, como adultos e adolescentes, e que apresentam problemas relacionados à oclusão.

Já os aparelhos móveis são indicados para tratamentos em que são necessárias pequenas movimentações na boca do paciente.

Além disso, como vimos anteriormente, as crianças e adolescentes em fase de crescimento também podem se beneficiar com o uso do aparelho removível. Ele ajuda a evitar problemas mais sérios na fase adulta.

Vamos ver agora uma breve relação entre as duas opções de aparelhos.

Comparação entre o aparelho fixo e o móvel:

Aparelho fixo Aparelho móvel
Eficácia Por ficar 100% do tempo dentro da boca, a eficácia desse tipo de aparelho pode ser maior. Exige uma disciplina do paciente, que precisa usá-lo o máximo de tempo possível. Diante disso, os resultados podem se apresentar de forma mais lenta.
Higiene Exige que o paciente seja dedicado à correta limpeza e higiene da estrutura fixa, utilizando escovas e fios dentais adequados. Pode ser retirado para uma completa higienização. Dessa forma, o paciente pode escová-lo e usar produtos adequados para sua limpeza e conservação.
Conforto A estrutura que fica fixada nos dentes pode gerar desconfortos e dificuldade para morder alimentos. Pacientes mais sensíveis podem perceber diferenças no encaixe do aparelho após a manutenção de ajustes.
Duração do tratamento Ambos podem variar de paciente para paciente e fica condicionada à complexidade do caso. Somente após a avaliação particular é que é possível obter uma estimativa mais confiável.

Mas então, qual aparelho é melhor, o fixo ou o removível? A resposta é depende! A indicação da melhor solução ao paciente caberá ao profissional de ortodontia.

Além disso, o que acontece frequentemente é que os aparelhos móveis também podem ser usados como um complemento ao tratamento com o aparelho fixo. Conforme veremos a seguir:

Quais são as etapas do tratamento ortodôntico?

De modo geral, o protocolo comum dos tratamentos ortodônticos é realizado em duas fases:

  • Ativa: com o uso do aparelho fixo. Possui uma média de duração entre um a três anos;
  • Passiva: com o uso do aparelho móvel de contenção. Essa fase possui duração indeterminada.

Os pacientes devem ter ciência, portanto, que os tratamentos ortodônticos não terminam com a remoção do aparelho fixo. O que acontece é uma mudança de fase que se inicia com o uso do aparelho móvel de contenção.

Aparelhos móveis de contenção, o que são?

O aparelho móvel de contenção, também conhecido como contenção ortodôntica móvel, é usado para manter os resultados gerados a partir do tratamento com o aparelho fixo. A indicação principal é justamente “conter” o alinhamento dos dentes no mesmo lugar.

Isso é necessário pois, naturalmente, os dentes tendem a voltar à posição em que estavam antes do tratamento com o aparelho fixo. Por isso, os profissionais recomendam o uso desse aparelho móvel como forma de estabilizar o tratamento anterior.

Até mesmo quem nunca passou por um tratamento ortodôntico com aparelho fixo pode perceber no decorrer da vida a movimentação dos dentes. Por isso, a necessidade do aparelho móvel pode surgir a qualquer momento, dependendo da indicação do quadro clínico.

Quando o aparelho móvel de contenção é colocado?

O aparelho móvel de contenção é colocado no mesmo dia em que o aparelho fixo é removido. Ele deve ser usado por um período indeterminado.

Isso mesmo: o tempo de utilização pode durar por toda a vida do paciente.

Os ortodontistas explicam que isso é necessário, pois os dentes não são fixos na estrutura óssea. Por isso, eles são passíveis de movimentos durante as atividades rotineiras que executamos como mastigação e fala, por exemplo.

Como é composto o aparelho móvel de contenção?

O aparelho móvel de contenção é formado por duas partes:

  • Uma móvel, que é usada no arco superior dos dentes, também conhecida como placa de hawley;
  • Uma fixa, que fica alocada no arco inferior, ligando a extensão dos dentes caninos. Ela pode apresentar formato retilíneo ou ondulatório, o que neste último caso, facilita a higienização com o uso do fio dental.

Geralmente, a parte de baixo da arcada recebe essa parte fixa, pois ela é mais suscetível a alterações com o passar dos anos. Por isso, os profissionais recomendam que seu uso seja por tempo indefinido.

Já a utilização da parte removível deve ser contínuo no primeiro ano. O paciente deve retirá-la apenas no momento da alimentação e da escovação. Após esse período, uma avaliação profissional poderá determinar uma nova frequência de uso, que poderá variar de acordo com cada caso.

Dicas para assegurar o melhor uso do aparelho móvel de contenção

Durante o período de avaliação dos resultados pós tratamento com o aparelho fixo, é fundamental que o paciente não falte às consultas para o ajuste do aparelho de contenção. Pois é nessa oportunidade que o ortodontista poderá verificar se tudo está correndo conforme o esperado.

Também é fundamental que o uso seja regular, conforme recomendação do profissional. Isso irá assegurar o sucesso nos resultados obtidos com o tratamento ortodôntico.

Caso os resultados indiquem que não houve nenhuma movimentação dos dentes, o profissional, então, dá alta ao paciente e indica o uso do aparelho móvel de contenção apenas para dormir.

Depois desse período de avaliação, as visitas ao ortodontista podem ficar mais esparsas. Aí então elas acontecerão apenas para que sejam conferidas se as condições do aparelho permanecem perfeitas.

Se houver qualquer tipo de dano ao aparelho de contenção, recomenda-se que o paciente procure rapidamente o seu dentista. Qualquer período sem uso, mesmo que pequeno, pode oferecer risco de desalinhamento.

Há ainda casos em que há recidiva, ou seja, os pacientes que apresentam alterações na posição dos dentes. Para eles, geralmente, é recomendado o início de um novo tratamento ortodôntico.  

Placas alinhadoras: outra opção de aparelho móvel

As placas alinhadoras também estão na categoria dos aparelhos removíveis. São confeccionadas de material transparente, o que garante um ótimo efeito estético. Entretanto, sua função, como o próprio nome diz, é o de alinhar.

Elas funcionam movimentando os dentes. Isso ocorre por meio de placas que são confeccionadas, sequencialmente, até a conclusão do tratamento. Seu uso é recomendado para casos mais simplificados ou, para os casos de recidiva do tratamento com o aparelho fixo.

Quais os cuidados com o aparelho móvel?

Para cuidar bem do seu aparelho móvel, o paciente deve sempre:

  • Retirar o aparelho para se alimentar;
  • Quando estiver fora de uso, deve-se transportar o aparelho em um estojo adequado;
  • Escovar os dentes e o aparelho antes de voltar a usá-lo;
  • Evitar o consumo de bebidas com o aparelho. A exceção é somente a água.

Além disso, existem outros cuidados que quem usa aparelho deve ter.

Quer ter um sorriso perfeito?

Seja por razões estéticas ou pela necessidade de correções de ordem mais estruturais, um sorriso bonito é sempre bem-vindo! Consultar periodicamente um dentista é o ponto de partida para atribuir os cuidados necessários para cada caso.

Um plano odontológico garante o acesso aos melhores profissionais e clínicas especializadas. Encontre o plano que melhor se enquadra no seu perfil. Peça agora uma cotação online