Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como cuidar dos dentes com aparelhos?

O uso do aparelho ortodôntico exige que os pacientes promovam alterações nos hábitos alimentares e de higiene. Mas, o que muda nos cuidados com os dentes com aparelho? Os pacientes devem saber que a escovação e o uso do fio dental será diferente do convencional.

Desenho de boca com dentes com aparelho para ilustrar texto sobre cuidados com os dentes com aparelho.

Dentes com aparelhos ortodônticos exigem cuidados especiais de limpeza.

Esses cuidados extras são necessários para garantir a preservação da integridade do aparelho, evitando desconfortos a partir da quebra das peças. Mas, os cuidados com os dentes com aparelho também devem existir para evitar acúmulos de placa bacteriana e outros males como infecções de gengiva e cáries.

Vamos ver agora quais são os principais cuidados com os dentes com aparelho:

O que muda nos cuidados com os dentes com aparelho?

Quem usa o aparelho ortodôntico fixo deve se preocupar em realizar uma higiene bastante criteriosa em toda a extensão da boca. Isso é fundamental, pois os acessórios que compõem o aparelho promovem alterações na composição do universo bucal.

O motivo é que a estrutura formada pelos bráquetes (aquelas peças que são coladas em cada dente) e pelo arco ortodôntico (estrutura que liga todos os dentes ao aparelho ) contém espaços. Esses espaços podem oferecer abrigo aos detritos alimentares.

Além disso, os aparelhos fixos que levam a famosa “borrachinha” devem receber atenção especial. Elas podem ser um local de acúmulo de placa bacteriana.

Por isso, não descuidar da higiene dos dentes com aparelho é a garantia de que todo o tratamento transcorrerá de forma tranquila, sem surpresas desagradáveis.

Quem usa aparelho fixo também deve se preocupar em usar os instrumentos de higiene adequados. Se este é o seu caso, você já deve ter ouvido falar em:

  • Passa-fio ou fio dental modelo super floss;
  • Escova ortodôntica;
  • Escova interdental.

Esses itens são os maiores aliados na preservação da integridade do aparelho e no combate de situações como:

  • Acúmulo da placa bacteriana;
  • Risco de cáries;
  • Manchas no esmalte dos dentes;
  • Hiperplasia gengival: processo de crescimento e inflamação da gengiva, que se dá, entre outros fatores, pela má higiene.

Então, vamos agora a algumas dicas para ter bons cuidados com os dentes com aparelho.

Primeiro passo: use fio dental sempre

Fazer uso do fio dental pode parecer um cuidado complicado para os dentes com aparelho ortodôntico. Mas esse é um item indispensável para a preservação da saúde bucal. E também é fundamental entre os cuidados com os dentes com aparelho.

Recomenda-se que a limpeza completa entre os dentes seja feita várias vezes ao dia, sempre após as refeições.

Entretanto, diante de uma rotina atribulada, alguns dentistas flexibilizam essa recomendação. Mas isso desde que o paciente se comprometa a fazer uma higienização completa antes de dormir. Segundo os especialistas, o período da noite é o momento que deve receber mais atenção. É nessa hora que nossa salivação diminui, tornando nossa boca um ambiente com condições ideais para a ação das bactérias.

Dificuldades de usar o fio dental com aparelhos

A estrutura do aparelho fixo dificulta um pouco a higienização com o fio dental. Isso acontece pois o arco ortodôntico impede que o fio dental deslize de uma única vez até a união do dente com a gengiva, região chamada de sulco gengival.

Diante desse “obstáculo”, ignorar essa região é um erro. É ali que a placa bacteriana se aloja e pode dar início a uma série de complicações como doenças periodontais e mau hálito.

Para desviar do arco ortodôntico, as pessoas que usam o aparelho fixo pode contar com o auxílio de fios dentais específicos, os chamados super floss.

Esse modelo apresenta uma estrutura mais rígida em uma das pontas. Ele funciona como uma espécie de “agulha” que tem a função de prestar um suporte à passagem do fio.

Essa anatomia facilita o alcance nas regiões mais complicadas e ainda garante que a estrutura do aparelho fique livre de qualquer resíduo alimentar.

Outro produto que cumpre essa mesma função é o passa-fio. Trata-se de um suporte de borracha, que permite o encaixe do fio dental e auxilia na sua condução e alcance em toda a extensão da boca.

Ainda sobre o uso do fio dental, preste a atenção também ao tamanho do fio. Se ele estiver muito curto, irá dificultar o manuseio. Por isso, o ideal é que o cumprimento seja equivalente ao tamanho do antebraço.

Seguindo essas recomendações, boa parte da limpeza já está garantida. Agora é seguir as recomendações do passo número dois para ter bons cuidados com os dentes com aparelho.

Segundo passo: escovação

Pode parecer que esse passo não apresente nenhum mistério. Afinal, já estamos acostumados a escovar os nossos dentes desde crianças.

O fato é que quem usa aparelho fixo precisa, além de promover uma escovação eficiente, garantir a integridade das peças. O primeiro passo é escolher uma escova ortodôntica. Ela possui cerdas com uma anatomia específica que tem a finalidade de promover o ajuste perfeito à estrutura do aparelho.

O segundo passo é saber que alguns movimentos que são feitos com a escova em uma boca com aparelho, como os circulares por exemplo, podem danificar e até quebrar os componentes estruturais.

Para evitar que isso ocorra, o ideal é fazer o movimento de “vai e vem” em cima dos bráquetes. Já perto da gengiva, pode-se fazer uma movimentação que imita o uso de uma vassoura, deslizando suavemente de cima a baixo, entre a gengiva e o aparelho.

Já a parte atrás dos dentes, onde não há peças coladas, podem ser escovadas com movimentos de “vai e vem”, vassourinha e com pequenos balanços.

Não se esqueça de higienizar também os tecidos moles: gengiva, bochecha e língua. Aliás, dedique atenção especial a todos eles, pois pesquisas mostram que mais de 80% das bactérias existentes na boca se proliferam nesses locais e não nos dentes.

Terceiro passo limpando o aparelho

No passo 1 e 2 vimos como os itens como o fio dental e a escova devem ser usados para uma limpeza mais eficiente dos dentes e da estrutura do aparelho. Eles ajudam a garantir os cuidados com os dentes com aparelho.

Mas há ainda um terceiro passo recomendado pelos dentista que é o uso da escova interdental para garantir a higienização completa do aparelho.

Esse item possui um formato de uma pequena escova, com cerdas bem finas. Elas possibilitam a escovação em todos os lados dos bráquetes.  

Os dentistas recomendam que a limpeza seja feita cuidadosamente intercalando os lados de cada pecinha.

Quarto passo: enxaguante bucal

Os cuidados com os dentes com aparelho também envolvem uma finalização com enxaguante bucal.

Existem diversos produtos no mercado. Entretanto, os dentistas recomendam aqueles que são isentos de álcool em sua formulação. Além de ardência esse componente pode provocar o ressecamento na boca.

O enxaguante bucal promove a eliminação das bactérias que causam a placa bacteriana e a cárie, por exemplo. Eles devem ser usados como último passo na higienização.

O líquido deve ser aplicado com o auxílio de um copinho que indicará a quantidade exata do produto a ser administrado. Deve-se bochechar por um período entre 20 a 30 segundos, tomando cuidado para não engolir o líquido. Depois é só cuspir.

Para a manutenção dos efeitos, deve-se evitar lavar a boca ou tomar água em seguida.

A frequência de uso, salvo recomendação específica de um profissional de odontologia, pode ser de duas a três vezes ao dia.

Como higienizar o aparelho móvel?

Já quem usa aparelho móvel ou aparelhos ortodônticos de contenção, deve cuidar para que ele esteja sempre em boas condições de higiene antes de ser levado à boca.

Uma dica é aproveitar o momento da escovação dos dentes para escovar também o aparelho. O recomendado é usar um pouco de creme dental e escova de cerdas macias. Os dentistas também recomendam o complemento da limpeza com o uso de produtos específicos como pastilhas efervescentes.

Esses produtos são os mesmos que os utilizados para a limpeza da prótese total. O aparelho fica submerso na solução, conforme recomendação do fabricante

Para assegurar as perfeitas condições do aparelho e evitar danos, deve-se também:

  • Evitar o consumo de alimentos e bebidas com o aparelho móvel na boca;
  • Transportá-lo em caixinha adequada;
  • Evitar guardá-lo sem proteção em bolsos ou locais que possam amassar e danificar a estrutura.

Alimentos que devem ser evitados por quem usa aparelho nos dentes

O uso do aparelho ortodôntico exige também a mudança de alguns hábitos alimentares. O principal motivo é preservar a integridade do aparelho e assim, evitar desconfortos vindos com a quebra das peças.

Além disso, a forma de mastigação também deve ser cuidada para evitar dores e desconfortos.

Sabe-se, também, que a escolha dos alimentos certos facilita a higienização dos dentes com aparelhos. Por isso, vale a pena seguir algumas dicas especiais.

Veja agora alguns alimentos que estão na lista de cuidados:

  • Pegajosos ou grudentos: como chicletes, balas e gomas.
  • Duros: como maçã, cenoura, pipoca, azeitonas, chocolates, biscoitos, entre outros;
  • Fibrosos: carnes e frutas.

Frequência de consumo:

Os alimentos do primeiro grupo, segundo os ortodontistas, devem ser evitados completamente. Já os alimentos do segundo e terceiro grupo devem ser consumidos com parcimônia, sempre com cuidados extras como:

  • Não cortar esses alimentos com os dentes;
  • Mastigar porções menores;
  • Não alojar alimentos entre o dente e a bochecha durante a mastigação.

Quem usa aparelho pode fazer profilaxia dental profissional?

Os cuidados com os dentes com aparelho são fundamentais para um bom resultado no tratamento. 

Já sabemos que as visitas ao dentista para uma profilaxia (limpeza) dental completa é altamente recomendável em uma frequência semestral. Mas, no caso dos dentes com aparelho, é possível fazer esse procedimento em consultório?

A resposta é sim, pois o aparelho ortodôntico exige modificações nos cuidados com a higiene dos dentes em casa. Qualquer descuido pode facilitar o aparecimento da placa bacteriana.

Dessa forma, quem usa ou não usa aparelho não deve deixar de visitar o dentista ao menos duas vezes ao ano para realizar uma limpeza completa. 

E já que o assunto é a visita regular ao dentista, ter um plano odontológico garante o acesso facilitado a uma rede ampla de profissionais e a cobertura para uma série de procedimentos.

Quer saber mais? Peça uma cotação online.