Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Qual a diferença entre prótese e implante dentário?

Mesmo que você tenha cuidado muito bem dos seus dentes a vida toda, pode ser que por algum motivo, você precise fazer uma substituição ou reposição de dentes. Por isso, é importante entender qual a diferença entre prótese e implante dentário.

imagem de molde dentário para ilustrar texto sobre a diferença entre prótese e implante

Como você bem deve saber, existem hoje técnicas diferentes para próteses móveis, próteses fixas e os implantes. Então vamos detalhar o que significa cada um desses procedimentos para que você não tenha dúvidas na hora de escolher.

O que é prótese fixa?

As próteses fixas são recomendadas para quem ainda tem alguns dentes naturais na boca, mas perdeu outros dentes. Esse tipo de prótese requer outros dentes de apoio como pilar de sustentação para serem fixados.

Vamos conhecer as vantagens desse modelo. Por ser fixo, você se sente mais confiante e é um procedimento mais barato do que o implante, que vamos ver mais a frente.

Quanto a desvantagem, é bom lembrar que é uma prótese que necessita de apoio de outros dentes como sustentação. Portanto, esses dentes naturais que ali já estavam vão sofrer alguns desgastes na sua estrutura com essa técnica.

O que é prótese móvel?

As próteses móveis são as tão conhecidas dentaduras que substituem os dentes da arcada dentária que foram perdidos.

A vantagem de uma dentadura é que a limpeza é mais garantida. Isso porque ela que é realizada fora da boca. Além disso, ela tem um custo mais em conta do que as demais técnicas.

Quanto a desvantagem, por ser móvel, pode causar algumas inseguranças na hora de falar, mastigar ou realizar outras atividades sociais.

Outro ponto importante é que o uso da dentadura pode provocar dores. A capacidade mastigatória será reduzida e não haverá estimulação da parte óssea, provocando uma reabsorção dessa estrutura.

Para especialistas em odontologia, mesmo com a possibilidade de dores, as pessoas ainda preferem a aplicação de uma prótese móvel do que um implante. Há o estigma de que técnicas mais invasivas, são piores para o paciente.

De qualquer forma, é bom considerar a opinião do seu especialista. Ele irá avaliar também outras condições de saúde, como a presença de diabetes, para indicar a sua melhor opção.

O que é implante?

Para compreender a diferença entre prótese e implante, vamos agora falar do implante.

O implante é uma intervenção um pouco mais agressiva. Sua técnica constitui-se por uma aplicação de pino dentro do osso da arcada, e, por cima, um dente artificial. Esse modelo pode ser usado para substituir apenas um dente ou até mesmo toda a arcada dentária.

Entre as vantagens de um implante, está a manutenção da capacidade mastigatória mais próxima ao natural. Outro ponto positivo é a estabilidade e a segurança para falar e praticar atividades sociais.

A desvantagem está no custo do procedimento. Por ser mais elaborado e exigir um especialista em implantes, ou também conhecidos como implantodontistas, torna-se o tratamento mais caro entre as suas opções. Pode chegar ao triplo do valor.

Qual técnica tem maior durabilidade?

Sem dúvidas, os implantes ganham no quesito durabilidade. Mas tudo sempre irá depender do seu cuidado e higiene bucal.

A manutenção também pode ser indicada de três em três meses. Dependendo do nível de saúde e cuidados do paciente, pode ser feito semestralmente.

Diferença entre prótese e implante: como escolher a melhor técnica?

Mesmo que você tenha entendido qual a melhor técnica e a diferença entre prótese e implante dentário, tudo irá depender também da avaliação do seu dentista. Ele poderá considerar também o seu histórico médico e condição de saúde na boca para orientar e avaliar qual o melhor modelo de substituição.

Problemas já existentes, como cáries, fungos ou outros males contra a sua saúde da boca, devem ser examinados e resolvidos, antes de qualquer procedimento.

A dica aqui é escolher um especialista de confiança para que você possa receber as melhores orientações e tratamentos.

Alimentação com prótese ou implante dentário

Ainda falando sobre a diferença entre prótese e implante, é importante conhecer como fica a alimentação com cada um deles.

Segundo especialistas, a alimentação deverá ser normal tanto para casos de próteses, fixas ou móveis, como também para implantes.

De qualquer forma, é recomendado ter mais cuidado ao comer alimentos muito duros ou crocantes. Também é importante evitar aqueles que mancham os dentes ou desgastam o material, como café, alimentos com corantes, vinhos, entre outros. Também é recomendado evitar gomas ou comida de textura mais grudenta, que podem deslocar a prótese.

Higiene bucal com prótese ou implante dentário

Vamos agora entender a diferença entre prótese e implante na hora da higiene bucal.

Para quem realizou um implante, a higiene bucal é feita de forma tradicional, com fio dental, escovação e enxaguante. Além disso, vale a visita ao dentista pelo menos a cada seis meses para reforçar essa higiene.

Já para quem colocou próteses, a escovação será um pouco mais delicada, podendo exigir, inclusive, escovas interdentais. Essas escovas são excelentes ferramentas de combate aos restinhos de comida que ficam mais difíceis de remover com a escovação normal.

Nas próteses fixas, esse modelo de escova interdental se faz muito necessário, em conjunto com o fio dental, enxaguante e escovação comum.

Para as próteses móveis, que são removíveis, há a vantagem de você fazer a escovação fora do ambiente bucal, o que permite um resultado mais garantido.

Recomenda-se também para esses casos o uso de limpadores de dentaduras, produto de venda regular no mercado e farmácias.

+ Saiba mais sobre clareamento dental

O plano odontológico cobre implantes ou próteses dentárias?

Os planos odontológicos tem como regulamentação a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Ela apresenta um rol de procedimentos odontológicos mínimos, que todos os planos devem cobrir.

Porém, há variações de planos que incluem outros procedimentos e tratamentos, mediante a contratação, claro.

No caso de implantes e próteses dentárias, os planos não tem por obrigatoriedade cobrir esse serviço, pois são considerados procedimentos estéticos pela própria ANS.

De qualquer forma, vale a sua pesquisa entre as opções de planos odontológicos disponíveis no mercado.

Hoje, muitos apresentam planos específicos para quem deseja ter no seu rol de atendimento e cobertura procedimentos estéticos e outros não considerados pelo rol mínimo da ANS. Os preços dos planos odontológicos também podem variar.

É bom saber!

Tanto a prótese quando o implante dentário são técnicas que, mais do que ajudar você a sorrir de novo, podem te dar mais segurança social para conviver com mais naturalidade.

O importante é não deixar de cuidar da saúde da sua boca. Lembre-se que ter um plano odontológico, pode te salvar em momentos de urgência, como também te oferecer serviços e tratamentos para que você inclua a saúde bucal na sua rotina.