Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

O que são facetas?

Imagem de dentista e paciente para ilustrar texto sobre o que são facetas

O que são facetas?

Um dos tratamentos estéticos dentários mais conhecidos para corrigir o sorriso é o uso de facetas. Você já ouviu falar? Sabe o que são facetas e como esse procedimento funciona?

Imagem de dentista e paciente para ilustrar texto sobre o que são facetas

O que são facetas

As facetas são próteses finas usadas para cobrir as faces dos dentes. Com elas, a estética fica mais atraente e o sorriso mais harmônico.

As facetas são pequenas capas coladas na área frontal de um ou de mais dentes. Os motivos que levam ao uso de facetas são, em geral, manchas, trincas, desalinhamentos, entre outras necessidades.

Para colocá-las, na maioria das vezes, o dentista precisa fazer um pequeno desgaste na área frontal do dente.

Assim, elas são encaixadas perfeitamente e, claro, não ficam em evidência. Afinal, o segredo do sucesso de todo tratamento estético odontológico é harmonizar o sorriso de um jeito natural, sem que as intervenções sejam percebidas.

Quando não é possível usar facetas

Agora que você entendeu o que são facetas, saiba que há algumas restrições.

Pacientes com restaurações extensas ou que apresentem problemas na mordida, dentes sobrepostos, entre outros problemas, devem avaliar com o dentista com ainda mais critério a possibilidade de usar ou não as facetas. Isso porque essas restrições podem comprometer a aplicação das mesmas.

Mas, em geral, elas são amplamente utilizadas e estão atualmente entre os procedimentos mais procurados nos consultórios.

Tipos de facetas

Além de saber o que são facetas, vamos mostrar agora quais são os tipos de facetas existentes.

São dois materiais comumente usados na fabricação das facetas: a porcelana e a resina.  

Há sim diferenças entre eles, sendo a principal a durabilidade.

As facetas de resina são mais baratas e fáceis de aplicar. Já as de porcelana custam mais, porém são mais resistentes e têm vida útil maior.

De qualquer forma, afirmam os especialistas, ambas têm de ser substituídas caso sejam danificadas. Essa danificação pode ocorrer quando o paciente não tem o cuidado necessário.

As facetas de porcelana: mais tempo de vida

Por serem as facetas que duram mais, vamos conhecer melhor as características das facetas de porcelana. Assim, depois de entender o que são as facetas de porcelana, você terá mais informações para decidir qual é a melhor para você.

Tendo como princípio básico corrigir danos estéticos, as facetas de porcelana são mesmo indicadas para uma variada gama de necessidades de alteração da estética dos dentes.

Em geral, são aplicadas nos dentes da frente. Embora costumam ser estendidas até os pré-molares para que não ocorram contrastes que sejam percebidos.

Esse mesmo princípio deve ser levado em conta em relação aos dentes inferiores. Caso os de cima, por exemplo, fiquem claros, o procedimento deve ser levado para a região inferior. Isso resulta em harmonia e estética apurada.

O material utilizado atualmente para a fabricação de facetas de porcelana é o dissilicato de lítio.

Entre as principais características desse material está a resistência (bem mais do que a encontrada nas porcelanas tradicionais). Por isso, as facetas podem ser feitas em diversas espessuras, incluindo as mais finas, também conhecidas por lentes de contato.

Além desse avanço no material empregado, outra evolução ocorreu nos últimos anos, favorecendo a aplicação desse tipo de procedimento nos consultórios. É a modernização dos produtos para a colagem das peças.

Os agentes que unem o dente às facetas são hoje ainda mais eficientes. Por isso dão muita segurança aos profissionais e, claro, aos pacientes.


 

 

Cuide da saúde da sua boca com um Plano Odontológico

Encontre a melhor proposta online para proteger seu sorriso

Solicitar Plano Odontológico

 

 


Facetas em resina: menos populares

Você já viu o que são facetas de porcelana. Agora vamos ver o que são facetas de resina.

As facetas em resina são mesmo menos populares. Apesar disso, apresentam recursos que, em alguns casos, superam os tratamentos com facetas de porcelana.

Quando isso ocorre? Nas transformações rápidas do sorriso (do ponto de vista terapêutico), com tempo de tratamento bem inferior ao empregado com as facetas de porcelana.

Por isso, é a opção de muitos pacientes que desejam fazer o procedimento para estarem com o sorriso em ordem em ocasiões sociais ou profissionais de última hora. Alguns exemplos são entrevistas de emprego, casamentos e formaturas.

Preparação do dente: antes da faceta

Um paciente que utilizará a faceta precisa, antes de qualquer coisa, fazer uma visita ao dentista para uma avaliação geral.

Caso o procedimento seja de fato indicado, o próximo passo é fazer a moldagem. Ela pode ser realizada por um scanner bucal (as alterações recomendadas são feitas com o uso de um programa de computador). Ou então pelo método tradicional, com cera, quando um protético entra em ação.

Outra etapa importante é a conversa que o profissional deve ter com o paciente para que cheguem a acordo quanto à cor, formato, tamanho e posição dos dentes.

É importante existir essa relação dentista x paciente para o sucesso do procedimento. Nada como obter o resultado que tanto se espera, não é?

Colocação das facetas

Quando as facetas ficam prontas, é iniciada a fase de colocação.

É nesse momento que o dentista faz o desgaste na parte frontal do dente. Quando esse desgaste é muito leve, ou seja, não atinge a dentina, é possível até mesmo fazer a colagem sem anestesiar o paciente.

Mas quando o paciente precisa de reparo profundo, um maior desgaste no dente, que chegue até a dentina, o ideal é anestesiar para evitar qualquer tipo de desconforto.

De acordo com os dentistas, um dos problemas que provocam mais desconforto se dá em virtude da acidez do material empregado na faceta. Por isso, aqueles que têm dentes mais sensíveis podem sentir mais. Casos assim devem ser anestesiados.

Antes das facetas serem colocadas em definitivo, os dentistas fazem uma prova e avaliam se é necessário ocorrer alterações.

Caso seja mesmo preciso mudar algo, o protético volta a entrar em ação, fazendo as mudanças. Só quando tudo está contemplado é que as facetas são colocadas para valer.

Cuidados com as facetas

A higienização das facetas é exatamente igual à realizada nos naturais.

Mas, segundo os dentistas, elas podem sim receber cuidados extras em virtude da delicadeza dos dois tipos de materiais empregados.

Entre as principais recomendações constam o cuidado ao morder alimentos duros, ou mesmo objetos como, por exemplo, canetas. Além disso, o paciente é  orientado a ter atenção maior caso use piercings bucais.

+ Cuidados após a extração de dente

Evolução das facetas

Vamos ver agora as diferenças entre o que são facetas de hoje em dia em comparação com o que eram as facetas antigamente.

Segundo os especialistas, antigamente, as facetas eram feitas com um tipo de porcelana que não tinha muita resistência. Assim, corriam riscos maiores de fraturar.

Por conta disso, não era possível fazer dentes finos com esse material. Isso porque as facetas tinham que ter espessura suficiente para evitar tais fraturas.

Hoje em dia, as facetas são feitas com um material que tem as mesmas características das cerâmicas, mas são extremamente resistentes à fratura.

Graças a essa evolução – e também à evolução dos materiais para união da faceta com o dente – elas não soltam, exceto por falha na cimentação.

+ O que é a endodontia?

+ O que é a periodontia?

Convênio odontológico cobre facetas?

Normalmente, procedimentos estéticos como a colocação de facetas não têm cobertura garantida pelos planos em geral. Mas vale checar com o seu convênio.

Se ainda não tem um plano odontológico, pesquise quais são os melhores planos odontológicos para você e escolha um. O preço de convênio odontológico não costuma ser alto e os benefícios são grandes.