Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Guia das próteses dentárias: você sabe qual é a melhor para você?

Imagem de dentes para ilustrar texto sobre o que é prótese dentária

Guia das próteses dentárias: você sabe qual é a melhor para você?

Manter um sorriso bonito ao longo da vida é importante para a autoestima. Mas você sabia que as próteses dentárias, além da beleza, são fundamentais para a manutenção das funções vitais dos dentes? Então, como as próteses fixas, removíveis, total ou parcial, podem se adequar à cada necessidade? Vamos, antes disso, entender o que é prótese dentária.

Imagem de dentes para ilustrar texto sobre o que é prótese dentária

Veremos agora o que é prótese odontológica, os diferentes tipos e as indicações mais comuns. Afinal, sorrir traz muitos benefícios para a saúde e bem-estar de qualquer pessoa.

O que é prótese odontológica?

Para saber o que é prótese odontológica, entenda que ela pode ser também chamada de prótese dental ou prótese dentária. Ela tem a função de repor um ou mais dentes. Assim, consegue restabelecer as respectivas funções de mastigação e fonética.

É importante saber que a ausência de um dente pode representar mais que um problema estético. Ela pode ocasionar também a movimentação dos dentes próximos e a reabsorção óssea.

A perda dos dentes é um problema bastante comum e tem como causa inúmeros fatores como cáries, doenças ou acidentes. E, além de prejuízos funcionais, também acarretam problemas à autoestima do paciente.

Existem muitas opções de próteses que cumprem funções adequadas para cada necessidade. A reabilitação bucal, trazida pelas próteses, pode ser conquistada a partir da análise de cada caso.

Para entendermos as indicações, é preciso conhecer melhor os tipos de próteses.

Vamos ver a seguir algumas soluções mais comuns, que prometem trazer de volta um sorriso mais bonito e harmônico.

Prótese dentária total removível

Você sabe o que é prótese total removível?

Essa prótese é mais conhecida como “dentadura”. Ela é indicada para as situações nas quais houve a perda de todos os dentes. Totalmente removível, ela reproduz completamente uma arcada dentária.

Feita sob medida, é fixada sobre a gengiva. Cada vez mais, tem se utilizado de materiais que reproduzem aspectos naturais da boca, como cor e formato dos dentes e gengiva. Além da parte estética, a prótese total devolve ao paciente todas as funções essenciais dos dentes.

Prótese parcial removível

E o que é prótese parcial removível? Você sabe?

Essa prótese, também conhecida como ponte móvel, tem a função de reabilitar a arcada do paciente que ainda possui uma quantidade razoável de dentes remanescentes. Ela é moldada para restaurar os dentes que faltam, sendo fixada por uma estrutura metálica que utiliza como apoio os dentes naturais e a gengiva.

Prótese dentária unitária fixa

Também é conhecida como coroa dentária. A prótese unitária fixa é indicada para quem precisa repor um ou mais dentes. Pode ser uma alternativa para os casos em que houve perdas em virtude de cáries, tratamento de canal, sofrimento de alguma fratura ou nos quadros em que se apresentam algum desgaste significativo.

As próteses fixas são feitas a partir de materiais como cerâmica e porcelana, que mantêm o padrão estético semelhante ao dente. As versões mais recentes utilizam base de zircônia por isso, oferecem um resultado estético satisfatório já que podem ser produzidas sem a necessidade de uma estrutura metálica – ou metal-free.


 

 

Encontre a melhor opção de Plano Odontológico para você

Solicite a sua proposta online e proteja seu sorriso

Solicitar Plano Odontológico

 

 


Prótese sobre implantes

Essas próteses são fixadas em implantes osseointegrados. Ou seja, estruturas que são colocadas diretamente sobre o osso maxilar ou da mandíbula.

Os implantes funcionam como substitutos da raíz do dente. Eles oferecem suporte para a prótese, que pode ser parafusada ou encaixada sobre eles.

São indicadas para os casos nos quais houve perda dentária em virtude de doenças ou traumas. Existem dois tipos de prótese sobre implantes: a fixa e a removível.

A prótese fixa é parafusada sobre o implante, sendo retirada pelo dentista. Já a prótese removível pode ser retirada pelo paciente para higienização.

Prótese total sobre implantes – Protocolo

Esse é um exemplo de prótese fixa, que é colocada sobre os implantes. A prótese total sobre implantes tipo protocolo, funciona como uma substituta para a prótese total removível (a famosa dentadura).

Um dos principais benefícios é o conforto. Além disso, trata-se de uma solução que devolve ao paciente todas as funções dos dentes, incluindo o estético. Porém, sem a insegurança que a dentadura traz.

O tratamento envolve uma etapa cirúrgica para a implantação dessas estruturas, em geral de titânio. E também uma segunda etapa para a confecção da prótese.

Mas, atenção: essa não é uma técnica indicada para pacientes que possuam qualquer tipo de doença que dificulte a cicatrização da cirurgia.

A finalização acontece quando as próteses são parafusadas aos implantes de titânio

Prótese overdenture

Um exemplo de prótese total removível é o “overdenture”, também conhecida como “sobredentadura”. Assim como no caso das próteses fixas tipo protocolo, elas também são comumente indicadas para os pacientes que perderam todos os dentes.

A prótese overdenture é fixada a partir de pinos de titânio. Eles são implantados no maxilar ou mandíbula com o suporte de barras e clipes. Por isso, apesar da aparência natural, podem oferecer desconforto ao paciente.

Possuem um custo mais baixo que as próteses fixas tipo protocolo. Também podem ser uma opção para quem teve perda parcial dos dentes.

Prótese fixa sobre implantes dentários

Ela é uma alternativa à coroa. A prótese fixa é colocada sobre um implante osseointegrado de titânio. Confeccionada em material cerâmico, é ideal para a reposição unitária do dente ou para os casos em que poucos dentes estão ausentes.

Ambas as soluções oferecem conforto e segurança ao paciente. Entretanto, para a colocação da prótese fixa sobre implantes deve ser analisado o quadro clínico. É importante identificar se não há algum fator que impeça a realização da cirurgia.

Plano odontológico cobre prótese dentária?

Agora já conhecemos um pouco melhor o que é prótese e as funções e indicações de cada tipo. Mas você deve ter ficado com dúvidas se o seu plano odontológico oferece cobertura para esse tipo de procedimento.

A confecção e colocação de próteses dentárias, assim como a cirurgia de implantes, não são eventos previstos no rol mínimo estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Por isso, é comum que os planos de saúde não ofereçam cobertura para esses procedimentos.

Contudo, algumas operadoras de saúde odontológica oferecem, como um diferencial, coberturas extras para casos específicos de implantes.

Por isso, vale a pena pesquisar bem para encontrar o convênio que ofereça o melhor custo-benefício de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Preciso de uma prótese dental, vale a pena fazer um plano odontológico?

Ter um plano odontológico pode trazer segurança ao paciente que precisa de uma prótese ou de uma cirurgia de implante, por exemplo. Isso porque no rol de coberturas mínimas do plano estão procedimentos que podem ser realizados no pré ou pós operatório. Aí entram desde os procedimentos mais simples até os mais complexos.

Estão cobertos procedimentos como consultas de urgência e emergência, raio X, curativos, profilaxia, tratamento de gengiva, extrações de dente, entre outros.

Além desse acompanhamento, o principal benefício de um plano odontológico é saber que, por um valor mensal baixo, é possível ficar seguro. Isso sem se preocupar com o valor dos tratamentos, que acaba pesando também no orçamento.

Colocando tudo na ponta do lápis, vale a pena!

Então, como escolher os melhor plano?

Como vimos, a perda de um dente pode ser acarretada por diversos fatores. Dentre eles, alguns decorrentes da ausência de cuidados adequados.

Contar com uma assistência odontológica proporciona o acompanhamento periódico da saúde bucal. Assim é possível afastar o surgimento de cáries, gengivite e, consequentemente, problemas sérios que trarão uma eventual perda dos dentes.

Além disso, o convênio odontológico traz a facilidade de encontrar o profissional certo para a sua necessidade. As operadoras trabalham com uma rede credenciada ampla, que contempla diversas especialidades.

Para escolher o melhor plano, consulte as coberturas que estão contempladas, a capilaridade da rede de profissionais credenciados, as regiões atendidas e os prazos de carência.