Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Aposentado paga Imposto de Renda?

Imagem de senhor sentado de costas para ilustrar post sobre Aposentado paga imposto de renda

Aposentado paga Imposto de Renda?

Ao chegar na hora de prestar contas ao leão, é muito comum aparecer dúvidas de todos os tipos. Especialmente quando falamos dos aposentados. Por exemplo, você sabe se aposentado paga Imposto de Renda? Ou se todos os rendimentos são isentos para quem passou dos 65 anos? É sobre isso que vamos responder e esclarecer a você, fique com a gente!

Afinal, aposentado paga Imposto de Renda?

Sim, igual a todos os pensionistas, o aposentado paga imposto de renda e precisa fazer a sua declaração anual ao “Leão”.

O que os difere dos demais são algumas regrinhas que o aposentado precisa saber para não cair na malha fina. Vamos a elas:

Extrato para Imposto de Renda

Já que falamos de aposentadoria, um benefício da Previdência Social, o ideal para se fazer uma declaração correta é buscar o extrato do INSS. Assim, evita-se omitir rendimentos que, mesmo isentos, precisam ser declarados no IR.

Para ter acesso ao extrato, é só entrar no site da Previdência Social e completar com algumas informações. O que se pede é número do benefício, data de nascimento, nome do beneficiário e CPF.

Há, também, a possibilidade de solicitar o extrato pessoalmente em uma agência da Previdência Social. No caso, leve documentos pessoais para retirar o comprovante, se for o próprio titular do benefício.

Isenção no Imposto de Renda para aposentado

Para o aposentado, é necessário declarar o benefício da aposentadoria como um rendimento tributável. Igual a um salário normal. Porém, há uma exceção: quem receber até R$ 1.903,98 mensalmente. E, claro, possuir mais de 65 anos, pode declarar a aposentadoria como um rendimento isento.

É preciso que a renda seja oriunda de uma aposentadoria pública (como a do INSS), de entidade privada ou pensão para ser isenta. Quem receber um valor acima de R$ 1.903,98, deve declarar a aposentadoria como um rendimento tributável.

Com relação ao rendimento anual, é considerado o valor de R$ 24.751,74 como limite para isenção. Considera-se, neste caso, a renda somada dos 12 meses mais o 13º salário. Este, um benefício declarado como isento, independentemente da situação. Novamente, quem exceder o valor de R$ 24.751,74, precisa declarar o rendimento como tributável.

Outros que têm a isenção garantida do Imposto de Renda são os aposentados por invalidez. E também os que possuem doenças graves.

Na condição de quem sofre alguma doença grave, é preciso apresentar um requerimento na Previdência Social e levar o documento atestando a doença. Depois, uma perícia médica será agendada. Confirmado o benefício, a isenção do IR estará assegurada.

Importante: se a doença for confirmada antes do requerimento, a Receita Federal poderá restituir o que já foi pago pelo contribuinte, já que o INSS contabiliza a isenção a partir da data da avaliação. Para isso, o contribuinte precisa solicitar tal requerimento.

Na ocasião da pessoa receber mais de um benefício, exemplo de aposentadoria e pensão por morte, será apreciado a isenção apenas uma vez.

O que não é isento no Imposto de Renda para aposentado

Mesmo quem é aposentado, não foge à regra de alguns rendimentos tributáveis comum a todos, como aluguéis, trabalho autônomo e salário normal. O aposentado que mantém um emprego precisa, sim, declarar esse rendimento como tributável.

Eventualmente, quando alguém começar a receber pensão por morte de uma pessoa que estava aposentada por invalidez, a isenção não é concedida ao beneficiário.

Aposentado dependente também está isento?

A regra não altera para o aposentado dependente de outro contribuinte. Ou seja: o declarante deve respeitar os rendimentos tributáveis e os rendimentos isentos do aposentado, de acordo com o que explicamos anteriormente.

Aposentado que saca o FGTS

O saque do FGTS, disponível mensalmente para o aposentado que permanece no emprego após garantir o benefício, é isento no IR. Não importa como o saque é realizado, seja ele mensal ou total, a isenção é assegurada.

Lembrando: o aposentado que mudar de emprego não poderá sacar o FGTS, somente nas situações já conhecidas, como em demissão ou financiamento da casa própria.

Agora que você já sabe se aposentado paga Imposto de Renda e quais regras são destinadas a ele, saiba como calcular previdência privada e ter uma aposentadoria tranquila! Ou saiba mais sobre se a capitalização é investimento.

E se você procura ajuda sobre como declarar poupança no Ir, confira nosso post.