Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

100 anos de BMW: uma história curiosa

BMW 100 anos

100 anos de BMW: uma história curiosa

No começo desse mês a empresa alemã BMW, uma das principais montadoras de veículos de luxo, completou 100 anos de existência. A história da marca é repleta de altos e baixos e se confunde com a história da própria Alemanha.

A empresa nasceu em 7 de março de 1916 com a fabricação de aeronaves. Sim, antes de produzir carros luxuosos, a BMW se dedicava à construção de aviões. Sua criação aconteceu em meio à Primeira Guerra Mundial, e seu primeiro nome foi “Fábrica Bávara de Aviões” (Bayerische Flugzeugwerke).

Após o fim da Guerra, na qual a Alemanha saiu derrotada, o país foi obrigado a assinar o Tratado de Versalhes que, entre outras proibições, não permitia que o país fabricasse mais aviões. Ou seja, a empresa tinha dois caminhos: ou se reinventava ou iria acabar.

E ela preferiu a primeira opção. Em 1922 ela foi refundada com outro nome, um novo logotipo e um novo foco: produzir motores. Então a Bayerische Motoren Werke adotou uma nova postura no mercado e, um pouco depois, passou a produzir também motocicletas. A fabricação de carros começou apenas em 1928, após a empresa comprar uma fábrica que já produzia automóveis

A BMW na 2ª Guerra Mundial

A marca contribuiu para a indústria armamentista alemã durante o regime de Hitler. Ela voltou às suas origens produzindo, novamente, motores de avião. Sendo assim, ela contribuiu para o avanço nazista na Europa, já que a força aérea era uma das frentes mais importantes na guerra.

Além disso, em 1939 a BMW utilizou milhares de prisioneiros de guerra que estavam exilados em campos de concentração para trabalharem em suas fábricas.

Mais uma vez a Alemanha perdeu a Guerra e a BMW saiu desolada. Para sobreviver, ela fabricou eletrodomésticos. A produção de motos foi retomada apenas em 1948 e a de carros em 1952.

A quase falência

Você sabia que uma das maiores produtoras de carro de luxo do mundo já quase faliu? Isso aconteceu em 1959, quando a empresa quase foi absorvida pela sua maior rival, Daimler-Benz.

Ela foi salva por um grupo de acionistas que se rebelaram e resolveram apostar na BMW. Um deles foi Herbert Quandt, filho de um industrial, e ainda hoje a família que mais investe na marca (47% das ações).

BMW

Conheça a história de uma das principais montadoras de luxo do mundo

BMW nos dias de hoje

Hoje, a montadora é reconhecida mundialmente por fabricar carros de luxo, qualidade e design diferenciado. Além disso, ela fabrica motos potentes, os luxuosos Rolls-Royce e os queridos Mini. Possui 30 fábricas em 14 países e emprega cerca de 116.000 funcionários.

Aqui no blog já falamos uma coisa curiosa sobre um carro da marca: esse carro da BMW que se transforma no incrível Hulk. Já pensou ter um desse na garagem?