Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

10 motivos que causam briga de trânsito

Imagem de duas pessoas discutindo para texto sobre briga de trânsito

10 motivos que causam briga de trânsito

Um deslize aqui, uma infração acolá e já é o estopim para uma pequena discussão. Quando, muitas vezes, a discussão não se torna uma briga de trânsito. Provavelmente, você já deve ter presenciado mais de uma vez alguma cena como essa. E você já notou que algumas causas são bem frequentes? Por isso, listamos 10 casos bem comuns que costumam irritar as pessoas no trânsito.

Imagem de duas pessoas discutindo para texto sobre briga de trânsito

Cuidar das atitudes para evitar briga no trânsito é obrigação de motoristas e pedestres.

Maiores causas de briga de trânsito

Buzinar exageradamente

Para várias pessoas, o uso da buzina no trânsito pode ser indicado para qualquer situação. O seu uso, muitas vezes, é indevido. Tem também os motoristas que gostam de buzinar para fazer uma espécie de pressão nos outros veículos. Seja por uma reclamação, querer passar à frente, ou outro motivo, isso normalmente gera uma briga de trânsito.

O semáforo abriu

Sinal verde. O primeiro carro na fileira hesita por um ou dois segundos para atravessar o semáforo e não demora a escutar buzinadas do veículo atrás. Às vezes, são vários condutores buzinando ao mesmo tempo. Um pequeno instante parado com o sinal verde não costuma ser perdoado.  

Dirigindo colado

O motorista do carro de trás não respeita o distanciamento necessário. É como se ele estivesse querendo pressionar o carro da frente a acelerar, mesmo que não esteja com pressa. Aliás, o recomendável é não ter pressa, o que ajuda a evitar uma briga de trânsito.

Estacionar na frente da garagem

Liga o carro, começa a dar marcha a ré e… problemas. Alguém estacionou exatamente em frente à garagem. Quem nunca passou por isso? O pior de tudo é que, muitas vezes, o problema não tem solução, mesmo colocando uma placa de aviso no portão da garagem. Ou seja, é preciso contar com a sorte do motorista que parou indevidamente não demorar.

Importante lembrar: estacionar na frente de uma garagem com veículo automotor é proibido, passível de multa, com pontuação de infração média na carteira de motorista.

Estacionar em duas vagas

Outra situação corriqueira é procurar vaga em estacionamentos e, veja só, uma surpresa: um veículo está ocupando duas vagas ao mesmo tempo. Mais uma infração de trânsito, sujeito a multa e remoção do automóvel.

Manobrar sem sinalizar corretamente

Em resumo, a não utilização da seta. Muitos condutores esquecem de sinalizar onde vão estacionar ou virar o veículo e podem ocasionar acidentes. Ou, no mínimo, reclamação de um ou mais motoristas e, consequentemente, briga de trânsito. A seta não pode ser esquecida depois do tempo na autoescola, não. Há outras situações em que ela deve ser indicada, como, por exemplo, quando precisar mudar de faixa, fazer uma conversão, ou sinalizar uma parada.

+ Saiba como o custo dos acidentes de trânsito consome dinheiro de investimentos

Não respeitar a velocidade máxima

Geralmente, este tema é lembrado por causa dos radares. Mas, na maioria das ruas e avenidas, há um limite de velocidade estabelecido que muitos motoristas não respeitam. Sobra, principalmente, para os outros condutores que estão dentro da lei tomarem cuidado com os apressados e não se estressarem.

Uso inadequado da faixa da esquerda

Mais um caso muito comum que gera briga de trânsito: motoristas dirigindo na faixa da esquerda normalmente. Esquecendo que essa pista é destinada aos veículos mais rápidos e para ultrapassagens. Por ter automóveis trafegando pela esquerda, além de prejudicar o fluxo do trânsito, muitos infringem a lei ultrapassando pela direita.

Mudança de velocidade repentina

Nesta situação, tanto frear bruscamente, quanto acelerar além da conta pode acarretar sérios problemas, não somente uma briga de trânsito, mas também acidentes. Essa oscilação pode surpreender outros veículos mais próximos, o que aumenta o risco de batida.

Parar o automóvel na faixa de pedestre

Na pressa, sempre ela, vários condutores insistem em passar quando o sinal já está amarelo e não há mais tempo. Assim, acabam parando sobre a faixa e o pedestre acaba precisando desviar dos carros. Uma briga de trânsito nesse caso é corriqueira.

Quem for pego nessa situação, a infração é grave, com direito a multa e remoção do veículo. O mais simples e seguro é sempre parar no sinal amarelo.

+ 6 atitudes que provocam acidentes de carro

Cotação online de Seguro Auto