Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Carro barulhento: o que pode ser barulhos ao frear

carro barulhento

Carro barulhento: o que pode ser barulhos ao frear

A viagem corre tranquilamente, mas quando você pisa no freio vem aquele barulhinho chato. De onde vem? O que é? Tenho que levar à oficina? É perigoso?

Barulhos no carro são sempre um indício de que alguma coisa não está bem. No caso do freio, os ruídos podem indicar uma série de coisas.

Para entender um problema, é preciso compreender como funciona o sistema de freio do seu carro. O disco de freio gira juntamente com a roda. Sendo que as pinças da suspensão do carro guardam as pastilhas e ambas ficam fixas. No momento em que o freio é acionado, as pastilhas formam uma espécie de sanduíche com o disco, segurando a rotação da roda.

O sistema de freios é composto por vários itens que, juntos, são responsáveis pela interrupção do giro das rodas. Junto à roda, um disco gira com o movimento do veículo. Já as pinças e pastilhas são instaladas junto à suspensão do carro.  Além desses itens, o sistema é composto por Pedal, Servo Freio, Cilindro Mestre, Fluído de Freio, Canos e Mangueiras, Pastilhas de Freio, Discos de Freio, Lonas e Tambores.

Veja abaixo alguns problemas que podem estar causando barulhos ao frear:

Problemas com a pastilha de freio

Geralmente, ruídos ao frear indicam que as pastilhas estão desgastadas, finas demais, ou ainda que são de má qualidade e produzidas com material inadequado.  Além de ocasionar barulhos chatos, as pastilhas diminuirão a vida útil dos discos com desgastes. Além disso, pode acontecer de as pastilhas estarem frouxas na pinça ou que ainda estão com um mau contato com o disco. Neste último caso, trocar as peças citadas já basta para solucionar o problema.

Veja no nosso post quando trocar a pastilha de freio.

Disco de freio empenado

Já aconteceu de você pisar no freio e sentir uma trepidação fora do normal além do barulho estranho? Isso pode indicar que o disco de freio está empenado, ou seja, torto, desgastado. A peça deve ser substituída o mais rápido possível, já que é uma situação que pode causar graves acidentes.

Nível de óleo baixo

Ruídos também podem indicar que o óleo do freio está com nível baixo. Se o automóvel tem mais de 30 mil km, é imprescindível que você leve a uma oficina para checar possíveis vazamentos nos cilindros de freio das rodas traseiras. E não esqueça de conferir o tipo de óleo para o seu motor.

Outros diagnósticos

Os ruídos podem indicar problemas mais sérios, que devem ser solucionados o quanto antes com a visita a um centro técnico especializado. Nestas situações, os barulhos também podem indicar falta de molas nas pastilhas, pinos das pinças de freio não ajustados, buchas das bandejas estouradas, torre do amortecedor solta, e muitos outros.

É importante ficar atento a qualquer ruído fora do comum. Para isso, de tempos em tempos, evite os fones de ouvido ou música muito alta para que os ruídos possam ser identificados. Ouça atentamente o funcionamento do motor do lado de fora do veículo, enquanto ele está ligado.

Não espere acontecer um acidente para correr para uma oficina mecânica. Lembre-se de que a sua segurança está em risco e dores de cabeça maiores podem ser evitadas.

 

Conheça cinco fatores que elevam o preço dos carros no Brasil e como funciona a perda total no seguro auto.