Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Carro tunado: veja cuidados necessários

Carro tunado

Carro tunado: veja cuidados necessários

Desde que viu Velozes e Furiosos, você nunca mais foi o mesmo. Melhor, seu carro nunca mais foi o mesmo, e então, “tunar” o seu possante e transformá-lo numa máquina passou a ser o objetivo.

Tunar nada mais é que customizar, fazer mudanças – peculiares, convenhamos. Ao pé da letra, tuning em inglês significa algo próximo a afinar, sintonizar… Deu pra entender, né?

Atenção e cautela ao tunar o carro

Para todo esse sonho de tunar o carro não virar um pesadelo, os “acessórios extras” que você deseja usar na mudança devem seguir rigorosamente a Resolução Contran nº 282. É isso mesmo, tunar um carro fora da lei acarreta em multas e 5 pontos na carteira de habilitação.

Mas este artigo vai além deste alerta de legalidade. Tão importante quanto isso são os cuidados mecânicos. Um bom profissional é fundamental para que as mudanças sejam feitas da forma correta, pois qualquer modificação improvisada ou “na gambiarra” (e isso é comum em oficinas que querem apenas surpreender o cliente), acarretará em problemas sérios no desempenho do seu veículo.

Cuidados especiais na hora do tuning

O tuning pode resultar em um carro bem melhor que o original se as mudanças forem proporcionais e pensadas com calma e responsabilidade, olha só:

– Motor: é a primeira coisa que é modificada quando o assunto é tunar. Motor mais potente! Porém, ele não poderá ultrapassar 10% da potência do motor original, é lei. Fique de olho dos barulhos do motor, que podem apontar problemas.

– Rodas e pneus: segundo colocado no ranking tuning, opções tentadoras não faltam, porém não é permitido alterar o seu diâmetro, correndo o risco de exceder o para-lamas.

– Suspensão e freios: além de proibido, é perigoso alterar os freios originais do veículo. A suspensão também tem sua regra e não poderá ter regulagem de altura.

– Estética visual: existem muitos acessórios para usar na parte externa do carro, como o spoiler ou bodykit. Vai de cada dono deixar o seu carro como gosta. A única indicação é se atentar ao fato do acessório atrapalhar a visão periférica ou ser meio desproporcional ao tamanho do veículo.

– Altura: rebaixar o carro é permitido após a aprovação do Inmetro. Leve em conta as ruas da sua cidade, o uso frequente ou não do carro. Lembre-se que não somos referência em pavimentação e o carro rebaixado sofre mais com isso.

– Cor: é permitido a pintura em detalhes, porém se a mudança de cor ultrapassar 50% da original, é necessário também alterar a documentação do veículo. Veja aqui como mudar a cor do carro.

– Faróis: sonho de consumo dos apaixonados pelo tuning é o Kit Xenon, mas há um longo caminho entre sonhar e instalar dentro da legalidade esse par de faróis de luz forte. Depois da instalação, é preciso a aprovação do Detran e Inmetro, não esqueça.

Não esqueça de comprar as peças em empresas de confiança. Existem, inclusive, empresas online para comprar peças e tunar o carro.

Seguro para o carro tunado

Tanto trabalho, dinheiro suado e de repente você volta da padaria e não encontra mais seu carro na vaga. Seria somente “comum” se não fosse também trágico. Por isso, ter um seguro auto é extremamente recomendável. Mesmo que algumas seguradoras não cubram o roubo de grande parte dos acessórios. Veja como funciona o seguro para carro tunado.

Importante ressaltar sobre a adição de sistemas turbos ou óxidos nitroso: eles só devem ser feitos para carros e veículos de competição. Nossas ruas e estradas não são lugares para corrida. Portanto, menos pé no acelerador e mais mão na consciência. 🙂

+ veja como tunar o carro dentro da lei

+ O que é micro pintura automotiva

+ Cuidados na instalação de kit multimídia