Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Carros autônomos são seguros? Economist diz que não, Google diz que sim

Carros autônomos: segurança dos carros autônomos em pauta.

Carros autônomos são seguros? Economist diz que não, Google diz que sim

Assim como as tecnologias para automóveis, os carros autônomos estão em pauta nos últimos dias. Não foi só por causa da visita da Dilma à sede do Google e o passeio que ela deu no carro autônomo dos gigantes de Mountain View.

Nas duas principais notícias sobre o assunto nos últimos dias, o foco foi segurança: a Economist falou sobre a possibilidade de invasão de hackers e o chefe da área dos carros autônomos do Google deu uma palestra no TED sobre como carros autônomos são mais seguros do que carros com pessoas dirigindo. Você já deve saber que a equipe da Bidu é viciada em carros autônomos e obviamente não deixaríamos de comentar o tema.

Vamos falar primeiro da pauta da Economist. Já imaginou ter seu carro invadido por um hacker enquanto você dirige, colocando a sua vida em risco? A matéria traz más notícias: quanto mais recursos de comunicação os carros tiverem, maior será o risco de ter seu carro invadido.

Faz sentido: quanto mais dispositivos trocarem informações, mais dispositivos podem ser invadidos. Isso sem contar a comunicação com aparelhos exteriores ao carro, como smartphones e computadores.

Você pensa que esse é um problema do futuro? Mais más notícias: os carros já tem falhas de segurança desde hoje. E é mais grave do que parece: um menino de 14 anos conseguiu destrancar as portas, ativar o limpador de para-brisas e até ligar o motor de um carro desses com um aparelho montado a partir de peças compradas numa loja de equipamentos para rádio por apenas 15 dólares!

Engenheiros fizeram um estudo sobre quais carros que já estão rodando hoje nos Estados Unidos correm o maior risco de invasão de hackers e descobriram que o Jeep Cherokee, o Cadillac Escalade e o Infiniti Q50 estão entre os primeiros na lista. Complicado.

Mas nem tudo é notícia ruim. Por exemplo, temos a palestra que Chris Urmson, chefe da área de carros autônomos do Google deu para o TED, aquela série de palestras famosas da internet.

Antes de mais nada, é preciso fazer uma diferenciação entre veículos com capacidades de comunicação, como aqueles citados acima, que são dirigidos por humanos e auxiliados por dispositivos eletrônicos, e a ideia do carro do Google, que dirige a si mesmo sozinho, sem nenhum comando feito por humanos.

No vídeo, Urmson explica que o principal causador de acidentes de carro são os motoristas e que os carros que se dirigem sozinhos são a melhor solução para segurança no longo prazo.

Além disso, o vídeo mostra como o carro vê o mundo, com seus sensores inteligentes que aprendem com o uso. Sério, só assista o vídeo. Não sei se serão os 15 melhores minutos da sua semana, mas devem pegar pódio. Vale dizer que o vídeo está em inglês e por enquanto só tem legendas na mesma língua, mas deve ser traduzido em breve por algum brasileiro.

 

E você, confia nos carros autônomos e acha que eles serão comuns nos próximos anos? Deixe sua opinião nos comentários.